- Publicidade -

Mutirão de limpeza promete entregar Porto do Rio limpo até dia 17

O gerente de Acesso Terrestre de Docas, Guilherme Carvalho, disse que a companhia já está retirando grandes volumes de entulho

- Publicidade -

Um mutirão de limpeza comandado pela Companhia Docas do Rio de Janeiro e com adesão das empresas operadoras e arrendatárias dos terminais prevê retirar, até o final da próxima semana, todos os resíduos sólidos acumulados em mais de 6 quilômetros de cais no Porto do Rio.

O gerente de Acesso Terrestre de Docas, Guilherme Carvalho, disse à Agência Brasil que a companhia já está retirando grandes volumes de entulho, mas que vai concentrar o restante da limpeza de segunda-feira (13) a sexta-feira (17), encerrando o mutirão com os trabalhos de varreção e capina.

- Publicidade -

Guilherme Carvalho explicou que com o fechamento da Avenida Rodrigues Alves para a construção da via expressa e do Boulevard Olímpico, inaugurado em 2016 dentro das obras do Porto Maravilha, vários portões de acesso de carga ao porto foram fechados e o tráfego de veículos, que era feito por fora, passou para dentro do porto.

“Com isso, temos veículos convivendo com guindastes, com a acostagem dos navios e, por conta disso, além de ter gerado desgaste maior da pavimentação, houve a necessidade, em alguns pontos de estrangulamento, de fazer um corte emergencial das plataformas internas”, esclareceu o gerente.

Vassoura mecânica

Todo esse procedimento gerou desgaste do piso e produziu resíduos particulares. A situação se agravou porque a empresa estava sem equipamentos adequados para fazer a varreção do porto. “Houve um certo acúmulo nesse período. Além do entulho, houve acúmulo de resíduos por conta do desgaste da pavimentação, que foi acelerado devido à mudança do fluxo de veículos do lado de fora para o lado de dentro.

Guilherme Carvalho acredita que ainda neste mês a diretoria executiva da Companhia Docas deverá aprovar o início do processo licitatório para contratação de uma vassoura mecânica para efetuar a limpeza rotineira do porto. “Esse caminhão com a vassoura mecânica é que vai manter o porto limpo. Hoje, o que nós estamos fazendo é um tratamento de choque”.

Os arrendatários e operadores portuários MultiTerminais, ICTSI, Triunfo Logística, Pennant e Terminal de Trigo do Rio de Janeiro (TTRJ) aderiram ao mutirão. Os grandes volumes de resíduos serão concentrados dentro do Armazém 8. Carvalho revelou que será feito um depósito seletivo dos materiais recolhidos não só para facilitar sua correta destinação, como também para reduzir custos.

Catadores

A Companhia Docas do Rio participa da Rede Nacional de Empreendimentos Solidários (Recicla Rio), para a qual destina materiais recicláveis. A Rede Recicla Rio foi criada em 2009 e reúne cooperativas de catadores, com gestão compartilhada com governo fluminense e prefeitura do Rio.

O gerente de Acesso Terrestre afirmou que os entulhos acumulados não impediram a realização dos trabalhos no Píer Mauá para atracação e desatracação de navios de cruzeiro. Segundo Carvalho, a parte crítica relacionada ao acúmulo de lixo se dá a partir do Armazém 8, em função da grande operação de carga.

“A gente não atraca embarcações de carga no Píer Mauá. O Píer é preservado, exatamente para fazer a atracação de navios de passageiros. A área de cruzeiros é mais limpa. Uma boa vitrine para fazer a recepção dos nossos turistas. Inclusive, a parte de pavimentação dela é revestimento asfáltico. Elimina muito a produção de partículas (resíduos)”. Segundo o gerente, o Píer Mauá é um arrendatário que sempre primou pela limpeza e organização dos seus espaços. “O atendimento é muito bom”.

Guilherme Carvalho destacou ainda que a parceria da Companhia Docas com os arrendatários e operadores do Porto do Rio se intensificou nos últimos tempos, buscando uma gestão mais eficiente, “com o engajamento de todos”.

- Publicidade -

Falando Nisso...
Conteúdo Relacionado

Mais Notícias
Conteúdo recomendado para você

Prefeitura do Rio volta a pedir reabertura de instalações olímpicas

MPF pediu fechamento devido a falta de licenças obrigatórias

Moradores de prédios irregulares da Muzema são cadastrados no Rio

Condomínio irregular será desocupado posteriormente, diz prefeitura

“SBT Folia 2020” mostra todo o agito de Salvador entre os dias 21 e 25 de fevereiro

Helen Ganzarolli, Nadja Haddad e Léo Sampaio (apresentador da TV Aratu e especialista na folia baiana) irão comandar a festa

Série espanhola A ZONA estreia na HBO

A série contará com oito episódios, e reconta os eventos que se seguiram à explosão nuclear na Espanha

Riverdale retorna hoje na Warner Channel

Esse momento é seu, Riverdalian! A partir de hoje, 22 de janeiro, às 21h40*, Archie, Betty, Veronica e seus amigos estão de volta em episódios inéditos...

Vitor Kley, Oriente, 3030 e Atitude 67 fazem shows na Praia do Leblon

Em cenário paradisíaco, Tropikal Rio leva o melhor da música para o verão da praia do Leblon

Docas do Rio busca acordo com a EPL para utilizar infraestrutura de fibra óptica na Ponte Rio-Niterói

A CDRJ busca implantar, até o final de 2020, um Local Port Service (LPS) nos Portos do Rio de Janeiro e Niterói

Horóscopo de quinta-feira 23 de janeiro de 2020

Confira as previsões para o amor, dinheiro e saúde.

Luísa Sonza estreia na novela Amor de Mãe

Ela vive uma cantora famosa que vai convidar Ryan (Thiago Martins) para uma parceria musical.

Alerj solicita informações à Cedae sobre fornecimento de água

Parlamento Fluminense também oficiou Ministério Público Estadual e Tribunal de Contas

Guardas municipais salvam bebê de seis meses que se engasgou em Bangu

Após ser salva, a criança foi levada pelos guardas municipais até a UPA

Inéditos de Law & Order: Special Victims Unit chegam no Universal TV

Volta da 21ª temporada da série segue sequência de acontecimentos marcantes da mid-season