- Publicidade -

Atrás de Paraguai, Bolívia e Honduras: Brasil decepciona no idioma inglês

Uma grande diferença entre os países que lideram o ranking em relação aos latinos é a similaridade dos respectivos idiomas com o inglês.

- Publicidade -

A educação no Brasil é um problema recorrente e histórico. Segundo dados da Pnad Contínua, cerca de 40% da população acima de 25 anos não completou sequer o ensino fundamental, enquanto mais da metade não formou no ensino médio — total de 70 milhões de pessoas.

Há mais problemas. Atualmente, o Brasil tem cerca de 11 milhões de analfabetos entre pessoas de 15 anos ou mais — o que corresponde a aproximadamente 7% da população. Esse montante total se equipara com a população inteira de Portugal, por exemplo.

- Publicidade -

Os dados são preocupantes e, consequentemente, o estudo do idioma inglês no Brasil é considerado um luxo quando os números são analisados no macro.

Em pesquisa divulgada no ano passado, o Data Popular constatou que apenas 5,1% da população brasileira acima de 16 anos tem conhecimento do idioma universal. Entre a população que diz saber inglês, apenas 32% está em nível pelo menos intermediário.

Para avaliar o nível de conhecimento dos países não-nativos em inglês, todos os anos a Educational First realiza um teste de proficiência. Recentemente, eles divulgaram a nova edição da pesquisa e os resultados não foram nada satisfatórios para os brasileiros.

No novo índice de proficiência divulgado recente, o Brasil teve uma leve queda no ranking e agora aparece apenas com a 59ª colocação entre 100 países analisados.

Com a baixa colocação, consequentemente o Brasil está atrás de nações como Paraguai, Bolívia, Honduras, Guatemala e várias outras com PIB relativamente inferior ao nosso.

O problema, além de estar em uma posição ruim e na faixa de proficiência considerada baixa, é o fato de que o Brasil teve uma leve queda em relação ao ranking do ano passado.

Na nova edição do ranking, porém, a América Latina teve uma melhoria considerável. Dos 18 países analisados, apenas seis não tiveram upgrade em relação ao ano anterior — entre esses países, destaque negativo para México e Brasil.

Quando se analisa a nível global, o nível de inglês dos países não-nativos está aumentando consideravelmente: “No relatório deste ano, mais países atingiram o status proficiência muito alta do que nunca. As notas de cerca de 11 países melhoraram consideravelmente, ganhando mais do que dois pontos em comparação ao ano anterior”, afirma o estudo oficial.

O que explica a diferença entre os latinos e os europeus no conhecimento do inglês

Ilustração
Ilustração

Não é só o Brasil que vive dificuldade quando o assunto é o conhecimento da língua inglesa. Para se ter uma ideia, a Argentina aparece com a primeira colocação entre os países latinos no ranking (27ª posição, um lugar relativamente baixo).

Além da falta de estrutura de ensino tão apurada quanto aos países que lideram o ranking — Holanda, Suécia e Noruega —, vários fatores explicam o nível baixo dos latinos no índice de proficiência.

Uma grande diferença entre os países que lideram o ranking em relação aos latinos é a similaridade dos respectivos idiomas com o inglês.

Os idiomas nativos da Holanda, Suécia e Noruega contam com uma semelhança única: todos vieram do germânico, assim como o inglês. Como resultado disso, há várias palavras que são parecidas entre as línguas.

O fator semelhança entre idiomas é um primeiro passo importante para a familiarização de uma nova língua. Do mesmo jeito que o brasileiro tem mais facilidade para aprender espanhol, o holandês tem consideravelmente mais facilidade para dominar o inglês.

Além disso, desde cedo as pessoas de muitos países europeus (principalmente os nórdicos) são encorajadas a entrarem em contato com o idioma de maneira frequente.

Como fica a expectativa do Brasil para o futuro?

No nosso país, aproximadamente 85% dos estudantes frequentam a escola pública e, infelizmente, a mesma enfrenta muitos problemas em relação à qualidade de ensino e investimento por todo país.

“Em algum momento eles têm aulas de inglês, mas quando se pergunta qual o conhecimento deles, as respostas mostram que eles não sabem falar a língua”, afirma a educadora Nina Coutinho, diretora de um órgão internacional que propaga o ensino inglês no Brasil.

O problema não é exclusivo do inglês. Segundo dados oficiais, os brasileiros acertam apenas 45% das questões de inglês no Enem, enquanto na língua espanhola isso desce para aproximadamente 34%.

Portanto, com tantos problemas estruturais no ensino brasileiro e o fato do espanhol também não ser de amplo conhecimento dos nativos do país, é bem provável que o cenário não mude drasticamente para melhor para os próximos anos.

- Publicidade -

Falando Nisso...
Conteúdo Relacionado

Mais Notícias
Conteúdo recomendado para você

Novo técnico do Fluminense: Eduardo Barroca e Ariel Holan são os mais cotados

Apesar de ter livrado o clube de mais um rebaixamento, Marcão não deve seguir no cargo e a diretoria busca opções no mercado.

Brasil e Paraguai terão livre comércio de automóveis

Os dois países atingirão o livre comércio até 2023

Braziliam Storm surfa pelo quarto título mundial

Medina, Ítalo Ferreira e Filipe Toledo têm chances de levar o caneco

Renata Fan apresenta o “Miss Universo 2019”

A mineira Júlia Horta, Miss Brasil Be Emotion 2019, é a representante brasileira na disputa e conta com uma forte torcida para conquistar o título

Vasco da Gama: Teresa Cristina detona Alexandre Campello: “Me Respeite”

Cantora ficou irritada por ter sido convidada em cima da hora para participar da festa no Maracanã

Cariocou mostra como é um hotel bondinho neste sábado

Rafa Paiva visita quiosques novos da Orla do Rio e experimentos vários pratos deliciosos.

Mega-Sena pode ter prêmio de R$ 3 milhões

As apostas podem ser feitas até às 19h (horário de Brasília)

Vasco In Rio: Vasco da Gama se despede da torcida com shows e festa no Maracanã

A diretoria do Vasco convidou vários artistas vascaínos que devem se apresentar no intervalo do jogo.

Recordar é TV homenageia dois gênios do humor: Agildo Ribeiro e Chico Anysio

Produção resgata conteúdos preservado no acervo da emissora pública

TV Brasil pré-estreia nova temporada de Atos com Cauã Reymond

Produção sobre artes cênicas analisa os desafios do processo de formação do ator

Rio Star: confira os detalhes da maior roda-gigante da América Latina

A Rio Star, maior roda-gigante da América Latina, já está em funcionamento na região do Porto Maravilha.

Prova da Faetec acontece neste domingo

São mais de 7 mil vagas para o ano letivo de 2020. Gabarito previsto para a segunda, dia 9

The Gift Day: a maior festa literária do Rio de Janeiro acontece este mês

Grandes nomes do cenário literário nacional já estão confirmados

Vasco da Gama x Chapecoense: Prefeitura monta esquema especial de trânsito no Maracanã

Não serão criadas áreas de estacionamento para o evento, o que, aliado às diversas interdições previstas, não recomenda a utilização de automóvel particular.