- Publicidade -

Pesquisadores e sociedade lançam Universidade do Mar no Rio de Janeiro

Com sede no Arquipélago de Paquetá, centro estudará Baía de Guanabara

- Publicidade -

Uma iniciativa de universidades públicas e particulares, associações de pescadores e movimentos sociais vai reunir pesquisadores e trabalhadores na ampliação do conhecimento e no desenvolvimento socioambiental da Baía de Guanabara. O projeto da Universidade do Mar foi lançado hoje (15), durante a Festa Literária de Paquetá (Flipa), com o objetivo de instalar um Centro de Pesquisas Marinhas e Oceanográfica no arquipélago.

O campus avançado das pesquisas será o arquipélago de Paquetá, que inclui a Ilha de Brocoió, no fundo da Baía de Guanabara. O projeto da Associação de Moradores de Paquetá (Morena), do Movimento Baía Viva e da Faculdade de Oceanografia da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj) envolve 23 departamentos e laboratórios de universidades, além de instituições apoiadoras como a Fiocruz.

- Publicidade -

Fundador do Movimento Baía Viva, o ambientalista Sergio Ricardo explica que o projeto surgiu para aproximar a produção acadêmica e as políticas públicas. De acordo com ele, a crise ambiental no Rio de Janeiro e o sacrifício da Baía de Guanabara decorrem da falta de diálogo do poder público com as universidades.

“As universidades estudam há décadas a Baía de Guanabara e poucas vezes tiveram a oportunidade de colaborar na formulação das políticas públicas. Esse é o objetivo dessa verdadeira concertação, para que a gente possa ter, por exemplo, o monitoramento de bioindicadores. Há uma possibilidade agora da retomada das obras do saneamento básico. Nós temos que avaliar que benefícios essas obras estão trazendo ou se essas obras estão apenas gastando bilhões de reais”, explica o ambientalista.

Turismo socioambiental

Ricardo destaca que os pesquisadores pretendem aproveitar instalações públicas que já existem em Paquetá, algumas em situação de abandono, como o Solar Del Rei e o Palácio Brocoió, que pertence ao governo do estado. Outro objetivo, segundo ele, é que a Universidade do Mar forme trabalhadores locais e contribua para o desenvolvimento do turismo socioambiental, uma vocação da cidade e da Baía de Guanabara.

“Nós estamos buscando constituir, no fundo da Baía de Guanabara, uma outra economia. Nós não podemos deixar que essa expansão ilimitada da indústria do petróleo, que já vem ameaçando a pesca, ameaçando de extinção o boto cinza, avance por todo o território e pelo espelho d’água da Baía de Guanabara. Então é preciso colocar alguma coisa no lugar”, diz Ricardo.

A Universidade do Mar será gerida pela Uerj e voltada para o ensino, a pesquisa e a extensão universitária, com capacitação de professores e formação técnica das comunidades pesqueiras artesanais, com cursos em áreas como meio ambiente, turismo, pesca e aquicultura. Os organizadores propõem que o financiamento seja feito por fontes públicas e privadas, como recursos de fundos públicos ou compensações financeiras de Termos de Ajustamento de Conduta (TAC) firmados com grandes empresas instaladas na Baía de Guanabara.

*Colaborou Raquel Júnia, repórter do Radiojornalismo EBC

- Publicidade -

Falando Nisso...
Conteúdo Relacionado

Mais Notícias
Conteúdo recomendado para você

Vera Magalhães será a nova apresentadora do Roda Viva

Jornalista tem passagens pela Folha de S.Paulo, onde ao longo de 14 anos foi chefe de reportagem de Política

MC Soffia e Karol Conka participam do Deixa Ela, na TV Cultura

Intitulada Deixa Ela Sonhar: ‘Sim, a gente consegue’, a edição apresenta mulheres que transpuseram diversos desafios

Maia diz que é direito do Senado votar prisão em segunda instância

Texto será o primeiro item da pauta da próxima reunião CCJ do Senado

Glenda Kozlowski vai apresentar reality no SBT após sair da Globo

O programa irá ao ar aos domingos de manhã, e contará com a participação de 22 jovens, com idades entre 18 e 20 anos, que sonham com uma carreira no universo do futebol

“Música na Band” exibe show da dupla João Bosco e Vinícius

O repertório conta com 20 faixas e traz hits como “Amiga Linda”, “Vazio”, “Meia Volta” e uma releitura da canção “Perigo”, grande sucesso dos anos 80.

Riocentro recebe 59ª edição da Feira da Providência

Arrecadação do evento será revertida em programas sociais no Rio

Abertas inscrições para implantar prótese mamária em mulheres no Rio

Mulheres mastectomizadas de todos os municípios fluminenses podem se inscrever para o mutirão

Horóscopo de quinta-feira 05 de dezembro de 2019

Confira as previsões para o amor, dinheiro e saúde.

Amo Séries completa dois anos com mais de 5 milhões de views no YouTube

Canal focado em listas, curiosidades e batalhas de séries ultrapassou 120 mil inscritos em 2019

Os melhores carros para os motoristas de aplicativos

Estudo aponta modelos mais indicados para quem utiliza - ou pretende utilizar - o automóvel como fonte de renda

Igualdade de gêneros no Natal: Mamãe Noel assume o trono do Papai Noel em shopping

Em campanha, Colinas Shopping mostra Mamãe Noel empoderada, como presidente das Fábricas de Doces e Presentes da Família Noel

Edições Sesc São Paulo publicam Um circo de rins e fígados: o teatro de Gerald Thomas

No Rio de Janeiro o livro será lançado na noite de 12 de dezembro, no Arte Sesc Flamengo, com bate-papo de Thomas e Luiz Felipe Reis, jornalista, curador e dramaturgo, seguido de autógrafos.

Previsões para 2020: Crises políticas, catástrofes e progresso. Veja o que videntes, astrólogos e esotéricos preveem

Muitas transformações farão de 2020 um ano de observação, cautela e prosperidade, onde quem estiver disposto, colherá ótimos frutos.

De feira de moda a Latin Jazz, como se divertir sem gastar muito na Lapa

Palco Lapa 145 recebe programação gratuita com shows de jazz, MPB, música latina e até feira de moda