- Publicidade -

Presidente do TJRJ participa do lançamento do projeto Pedofilia: Aprender para se Defender

O evento, que conta com o apoio da prefeitura e da Câmara Municipal de São Gonçalo, foi realizado na sede da OAB daquele município

- Publicidade -

O presidente do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro, desembargador Claudio de Mello Tavares, participou nesta segunda-feira (4/11), de uma audiência pública para o lançamento da campanha Pedofilia: aprender para se defender!”. O evento, que conta com o apoio da prefeitura e da Câmara Municipal de São Gonçalo, foi realizado na sede da OAB daquele município reunindo magistrados, policiais, psicólogos, advogados, professores e outros profissionais que podem contribuir para combater esse tipo de crime.

– Chama atenção, no cenário globalizado atual, a existência de autênticas teias organizadas de criminosos voltados à exploração sexual de crianças. Isso, evidentemente, desperta nossa atenção para a urgência de uma investigação administrativa e judicial capaz de surpreender tais grupos. (…). Uma saída, por exemplo, já autorizada em outros estados pelo STF, é a remessa desses processos criminais às Varas da Infância e da Juventude.  (..) Com a graça de Deus, avançaremos rumo a um Rio de Janeiro em que as crianças e os adolescentes possam guardar sua inocência e seus sonhos intactos – disse o presidente do TJRJ.

- Publicidade -

O vereador Alexandre Gomes – que convocou a audiência pública e entregou ao presidente do TJRJ uma Moção de Aplausos em nome do Legislativo gonçalense – abriu a solenidade informando dados da CPI da pedofilia instalada no Senado em 2018: 95% dos que abusam sexualmente de crianças e adolescentes são conhecidos deles e 65% são parte a família da vítima. Quase 99% são homens. 

– Uma em cada três meninas denuncia o abuso e apenas um em cada 100 meninos – disse ele, deixando claro que pedofilia não tem cura por não ser uma doença.

- Publicidade -

O presidente da OAB/SG, Eliano Enzo, falou em seguida sobre a importância de os pais conversarem com os filhos sobre a existência de pedófilos:

– Nem todos os pais têm coragem de conversar com os filhos sobre isso, mas é só através do conhecimento que a criança vai saber se defender.

- Publicidade -

Mesma posição foi adotada elo prefeito de São Gonçalo, José Luiz Nanci:

– Esse projeto é muito importante para que as famílias aprendam a se proteger – frisou.

A escritora Maura de Oliveira contou que foi vítima de abuso quando criança e que só viu uma saída quando uma professora conversou com ela após perceber que ela chorava muito na hora de voltar para casa:

– Nós precisamos de adultos saudáveis e, para isso, precisamos cuidar das nossas crianças – disse, observando que muitas crianças e adolescentes vítimas de pedófilos entram em depressão podendo se automutilar e até mesmo cometer suicídio.

A psicanalista Quezia Carvalho Tebet foi clara:

– Pedofilia não é sem-vergonhice apenas, mas também não é doença. Ninguém nasce pedófilo, a pessoa se torna pedófila. Por isso a importância de conversar com a criança em casa e na escola sobre pedofilia e sobre sexo. Na linguagem dela e respeitando a idade de cada uma. O pedófilo sabe o que faz e planeja os atos dele. Sua cognição funciona muito bem. A diferença está nos sentimentos. O cérebro do pedófilo não reage a uma série de emoções.

A delegada Paula Mary Reis, da Polícia Federal, falou em seguida frisando que não existe uma espécie de perfil do abusador:

– Não há como traçar esse perfil. Normalmente são homens, mas existem mulheres também. Não há sexo definido, nem religião, nem raça ou tipo físico nem classe social. É um problema muito sério. Se a criança foi abusada é porque a família falhou, e vai falhar novamente se não ajudá-la. O silêncio sempre vai proteger o abusador, nunca a criança. As vítimas devem ser ouvidas porque, muitas vezes, o depoimento delas é a melhor prova contra o pedófilo – disse, contando já ter trabalhado em casos em que as vítimas são bebês e que muitos sofrem rompimento de órgãos internos e de doenças sexualmente transmissíveis.

Emerson Brant, policial civil do DCAV, contou que, todos os dias, escuta depoimentos de crianças vítimas de abusos sexuais:

– É muito importante que todos estejamos unidos contra esse tipo de violência. Temos que falar sobre prevenção porque, quando os sinais e sintomas aparecem, o abuso já aconteceu. É importante que a criança saiba se defender e a casa da vítima costuma ser o local mais perigoso para ela. Os pedófilos estão se organizando no mundo todo em organizações para troca de informações e estão reduzindo a idade de suas vítimas. Cerca de 20 mil fotos de pornografia infantil são postadas na internet por semana; existem cerca de um milhão de sites de pedofilia. 

Também participaram da mesa do evento os desembargadores Fábio Dutra e Ivone Caetano, o professor Marcelo Conceição, a delegada Juliana Emerique, o delegado Adilson Palácio, entre outros.

- Publicidade -

Falando Nisso...
Conteúdo Relacionado

Mais Notícias
Conteúdo recomendado para você

Maia quer votação de pacote anticrime na Câmara na próxima semana

O relatório final do GT foi apresentado nesta terça-feira (19), na sede do STF, a Alexandre de Moraes.

Padre Reginaldo Manzotti lança “Hora de Amar”, com a participação de Naiara Azevedo

A música faz parte do novo DVD do sacerdote, recentemente gravado em Curitiba

Brasil vence Coreia do Sul em último jogo do ano da Seleção

Seleção Brasileira se impôs dentro de campo, brilhou no ataque e encerrou o ano com uma vitória por 3 a 0 diante da Coreia do Sul

PM é indiciado por morte da menina Ágatha Vitória no Rio

Criança de 8 anos, foi atingida na comunidade da Fazendinha, no Complexo do Alemão, no dia 20 de setembro.

Inep anuncia cancelamento de uma questão do Enem

A questão anulada consta no Caderno Azul como número 90; no Caderno Amarelo como 78; no Caderno Branco como 66; e no Caderno Rosa como 72.

Justiça decreta prisão do ex-presidente do Paraguai Horacio Cartes

Policiais federais fazem hoje (19) a operação para prender o ex-presidente e outros 19 investigados, de acordo com o Ministério Público Federal.

Realidade e ficção se unem na Black Friday 2019

Empresas têm adotado a realidade aumentada para atrair consumidores de forma diferenciada

UZZO passa a aceitar pagamentos de títulos em seu App

Pesquisa mostra que 70 milhões de brasileiros preferem usar aplicativos de celular para o pagamentos de contas

Agora é lei: Rio terá estatística sobre homicídios e feminicídios de jovens

O texto, de autoria da deputada Zeidan Lula (PT), obriga a tabulação de todos os dados classificados como homicídio e feminicídio contra a vítima jovem

Rio poderá ter política municipal de cuidados paliativos

O projeto prevê que os cuidados paliativos devem ser ofertados o mais precocemente possível no curso de qualquer doença potencialmente fatal

Agora é lei: radares móveis de velocidade têm que ser visíveis

A lei ainda determina que o Detran-RJ deve publicar anualmente uma lista com a receita arrecadada com a cobrança de multas

Linha Amarela: Lamsa limpa 7km de sistema de drenagem de seus viadutos

Concessionária também fará conservação das passarelas e varrição das pistas

UOL lança série documental: “PCC – Primeiro Cartel da Capital”

Com direção do cineasta João Wainer e conteúdo desenvolvido pela MOV, produtora de vídeos do UOL, série retrata a trajetória de uma das maiores organizações criminosas do Brasil

Wander Wildner e Gustavo Kaly fazem show intimista no Rio

Artistas se apresentam na Audio Rebel