- Publicidade -

Número de desaparecidos no estado do Rio chega a 400 pessoas por mês

Os municípios da Baixada são os que mais notificam casos de desaparecimento, uma média de 15 registros diários

- Publicidade -

Cerca de 400 pessoas, mensalmente, são dadas como desaparecidas em todo o Estado do Rio. Os municípios da Baixada são os que mais notificam casos de desaparecimento, uma média de 15 registros diários. Diante desses números, a Coordenadoria de Desaparecidos do Estado do Rio de Janeiro defende a implementação de uma delegacia especializada na região. Além disso, o órgão ligado à Secretaria Estadual de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos (SEDSODH) divulgou que de janeiro a agosto de 2019, somente na capital do Rio, a Delegacia de Descobertas e Paradeiros (DDPA) registrou 1.427 pessoas como desaparecidas: 1.157 delas foram encontradas, 20 faleceram e, aproximadamente, 250 casos ainda estão em andamento. Essas informações foram divulgadas nesta segunda-feira (04/11) em audiência pública da Comissão de Segurança Pública e Assuntos de Polícia, da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj), realizada no Palácio Tiradentes.

O deputado estadual Bruno Dauaire (PSC), que presidiu a audiência, propôs a inclusão de emendas na Lei Orçamentária Anual de 2020 (LOA) e a criação de uma Frente Parlamentar sobre o tema. “A Frente discutirá de forma profunda quais mecanismos são necessários para abrandar os números apresentados aqui. Sobre as emendas, uma delas será para a criação de um cadastro único para pessoas desaparecidas e outra tratará da criação do ‘Alerta-Pri’, que é uma plataforma cujo objetivo é avisar quando uma pessoa some e divulgar seus dados”, explicou o parlamentar. “Esse é um assunto muito invisível, poucas pessoas aprofundam isso, a gente percebe que é uma luta muito pessoal e familiar daqueles que desaparecem, que têm seus parentes desaparecidos. A gente quer institucionalizar essa luta”, acrescentou Dauaire.

- Publicidade -

A Coordenadoria de Desaparecidos do Estado do Rio foi criada em janeiro deste ano. À frente da pasta, Jovita Belfort protagonizou um dos casos de desaparecimento mais conhecidos do país. Em janeiro de 2004, sua filha, Priscila Belfort (irmã do lutador de MMA Victor Belfort) foi dada como desaparecida e seu real paradeiro é desconhecido até hoje. “Eu tenho uma filha desaparecida há 15 anos e nos primeiros cinco anos fiquei muito mal. Depois de um tempo, consegui me reerguer e lutar para dar visibilidade a esses casos que ninguém sabe, ninguém viu, ninguém entende, ninguém conhece”, contou Jovita, emocionada.

Durante a audiência pública, a coordenadora explicou que a atuação da pasta vai além das políticas públicas ligadas à busca dessas pessoas, observando que humanizar cada caso e ouvir as famílias é fundamental. “Os números de pessoas desaparecidos são assustadores, e a coordenadoria se preocupa em atender e dar suporte às famílias das vítimas. Além disso, procuramos dar dignidade a cada caso registrado e promover autoestima para essas famílias, concluiu Jovita.

Falta da identificação dos corpos

Por ano, mais de mil pessoas são enterradas sem identificação no Estado. O expressivo número revelou um problema na comunicação entre as instituições públicas competentes, o que gerou a necessidade de integração entre o Instituto Félix Pacheco (IFP), o Departamento de Trânsito do Estado do Rio de Janeiro (Detran-RJ) e o Sistema Único de Saúde (SUS) para tentar amenizar essa preocupante situação.

“Nós temos vários problemas de comunicação entre as instituições, mas essa integração já começou a surtir efeito, os índices de efetivas confirmações de identidade desses corpos, hoje chega a 80%”, explicou Raquel Chrispino, Juíza da 1ª Vara de Família de São João de Meriti e representante do Poder Judiciário no Comitê Gestor Estadual de Erradicação do Sub-registro Civil de Nascimento a Acesso à Documentação Básica.

- Publicidade -

Falando Nisso...
Conteúdo Relacionado

Mais Notícias
Conteúdo recomendado para você

Flamengo e Macaé empatam no Maraca

Na próxima rodada, o rubro-negro terá o clássico contra o Vasco da Gama

Horóscopo de domingo 19 de janeiro de 2020

Confira as previsões para o amor, dinheiro e saúde.

BBB20: Conheça os participantes do Big Brother Brasil

São duas turmas, de várias tribos. Pessoas diversas, mas com o mesmo objetivo: viver todas as experiências que o BBB 20 pode proporcionar.

Flamengo e Botafogo estreiam no Carioca 2020 neste sábado

Após temporada mágica em 2019, Mengão estreia no Carioca contra o Macaé; bola também rola no Pará e em Pernambuco

Governo disponibiliza óculos de grau por R$ 60 para população de baixa renda

Programa Ótica Cidadã visa reduzir a evasão escolar por problemas de visão; beneficiários do Bolsa Família e desempregados também podem adquirir o item

MetrôRio realiza operação especial para shows de Elza Soares e Melin na Praia de Ipanema

Estações Jardim de Alah e Nossa Senhora da Paz terão reforço nos efetivos. Também haverá esquema especial para a primeira rodada do campeonato estadual

Governo do Rio quer conceder Cedae à iniciativa privada ainda este ano

Forma de concessão ainda tem de ser aprovada pela Câmara Metropolitana

Cedae recebe equipamento para aplicar carvão ativado na água

Pelo tamanho do equipamento, o transporte precisa ser feito durante a noite. Mais dois caminhões devem chegar ainda neste fim de semana à estação da Cedae.

Linha Amarela receberá 1,3 milhão de veículos no feriado de São Sebastião

Em caso de pane ou acidente, os condutores poderão acionar gratuitamente o socorro mecânico ou médico pelo telefone 0800-0242-355

Horóscopo de sábado 18 de janeiro de 2020

Confira as previsões para o amor, dinheiro e saúde.

Bom Sucesso: Alberto imagina amigos e familiares como personagens literários

Em sua mente, Paloma (Grazi Massafera) é a protagonista de 'Alice no País das Maravilhas'

Após reproduzir propaganda nazista em discurso, governo demite secretário da Cultura

Roberto Alvim fez um vídeo citando fala de ministro de Hitler e gerou indignação; mais cedo, presidente da Câmara pediu demissão imediata do membro do governo federal

Inspire-se no penteado das famosas para enfrentar o verão

A especialista Sonia Nesi ensina o que vai fazer a sua cabeça na estação mais quente do ano