- Publicidade -

Comissão de Saúde da Alerj investiga causas do incêndio do Hospital Badim

Durante a audiência pública, o advogado da unidade hospitalar, Bernardo Safady, informou que 32 brigadistas se encontravam no local

- Publicidade -

Os responsáveis pelo Hospital Badim, localizado na Tijuca, Zona Norte do Rio de Janeiro, demoraram, aproximadamente, uma hora para acionar o Corpo de Bombeiros durante o incêndio ocorrido na unidade hospitalar no mês de setembro passado. O resgate tardio acarretou em 20 mortes. As informações foram apresentadas nesta segunda-feira (21/10) durante audiência pública realizada pela Comissão de Saúde da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj). O objetivo da reunião foi discutir sobre as principais causas do incêndio e sobre o expressivo número de mortes decorrentes do fato.

Para a presidente da Comissão, deputada Martha Rocha (PDT), a demora para realização do resgate foi crucial para o grande número de vítimas. “Eu acho que houve um momento em que os profissionais do Hospital Badim identificaram o problema, imaginaram que poderiam solucioná-lo e, por sua vez, não foi solucionado. Quando, então, se iniciou o resgate, houve um hiato de tempo que, por certo, contribuiu para o resultado de tantos óbitos”, argumentou a parlamentar.

- Publicidade -

Familiares das vítimas e civis que estavam presentes na reunião relataram que os primeiros sinais de fumaça foram detectados em torno das 17h e 30 minutos (do dia 12 de setembro), mas que somente às 18h a equipe do hospital começou o protocolo de evacuação. Darci Martins Neto, diretor de uma Creche Escola vizinha à unidade de saúde, afirmou que a fumaça podia ser vista saindo das janelas e portas do prédio. “Eu vi a fumaça saindo do hospital e fui até a recepção do prédio perguntar o que estava acontecendo. Fui informado de que era um problema no gerador e já estava sendo resolvido”, contou.

- Publicidade -

Durante a audiência pública, o advogado da unidade hospitalar, Bernardo Safady, informou que 32 brigadistas se encontravam no local e que os profissionais tentaram conter as chamas, por isso a demora para o chamado do Corpo de Bombeiros. Contudo, de acordo com denúncias recebidas pela Comissão de Saúde, a equipe de brigadistas do Hospital Badim era formada por profissionais de diversas áreas que tinham apenas cursos de brigada. No momento do incêndio, parte desses funcionários cumpria funções em outros setores.

Já o diretor do Hospital Badim, dr. Fábio Santore, afirmou durante a audiência que dos 103 pacientes que estavam na unidade no dia do incêndio 11 continuam internados, 72 já tiveram alta e 20 morreram. “Todavia, enquanto o Instituto Médico Legal (IML) não emitir todos os laudos, a direção do hospital não poderá afirmar que a natureza dessas mortes foram decorrentes do incêndio”, disse Santore.

Mas a presidente da Comissão da Alerj discorda. “No dia do ocorrido foram encontradas 10 pessoas mortas, e, ao todo, foram 20 óbitos. O hospital afirma que é necessário aguardar o laudo do IML mas, sem dúvida alguma, estamos diante de uma situação bem delicada. Os pacientes que não conseguiram sair do hospital logo no início do incêndio, inalaram muita fumaça e isso contribuiu para enfermidades posteriores, levando ao óbito”, afirmou a deputada.

- Advertisement -

O Coordenador de Operações do Corpo de Bombeiros, coronel Luciano Sarmento, contou durante a audiência pública que, aproximadamente, 100 profissionais trabalharam no combate das chamas e que quando o comboio chegou ao local, o protocolo de evacuação já tinha começado. O resgate encerrou em torno das 22h e quatro bombeiros acabaram também morrendo.

Também estiveram na reunião as deputadas Lucinha (PSDB) e Mônica Francisco (Psol) e o deputado Delegado Carlos Augusto (PSD).

Rede de Solidariedade

O diretor da creche escola vizinha ao hospital, Darci Neto, foi um dos primeiros a prestar ajuda na remoção dos pacientes durante o incêndio. As salas da escola acomodaram mais de 50 pacientes, em sua maioria vindos do CTI. Ao lembrar das cenas, Darci comentou emocionado: “Não desejo ver isso novamente nunca mais na minha vida. Os pacientes não paravam de chegar dentro da creche, lembro da minha esposa transitando entre as macas para saber a situação de cada um deles”.

Darci contou que todos que passavam (vizinhos, comerciante, toda equipe do hospital e profissionais do corpo de bombeiros) tentavam ajudar no resgate dos pacientes. “Todos fizeram mais do que podiam. Eu carreguei macas, balão de oxigênio, equipamentos que não sei sequer o nome. Isso gerou uma rede de solidariedade jamais vista no bairro”, lembrou o diretor da creche. A Comissão de Saúde da Alerj irá propor que Darci seja condecorado com uma Medalha Tiradentes, em virtude do seu ato solidário e de coragem

- Publicidade -

Falando Nisso...
Conteúdo Relacionado

Mais Notícias
Conteúdo recomendado para você

Skank apresenta “Os Três Primeiros” no Circo Voador

O projeto ‘Os Três Primeiros – Ao Vivo’, destaca sucessos dos três primeiros álbuns da banda e algumas das músicas mais representativas

Pri Borges bate um papo com o cantor Vitinho no Cariocou

E ainda tem um quiosque na Reserva que tem pratos com nomes inusitados como Top Less.

Pedro II abre inscrições para o Proeja

São 400 vagas para o Ensino Médio Técnico. Inscrição é gratuita

Everglow e 1the9 são entrevistados por Yoo Na Kim

Neste sábado (16), dois programas do TV Clube Coreia serão exibidos pela Rede América e YouTube

Justiça nega liberdade a suspeito de construir prédios na Muzema

Construções desabaram em comunidade da zona oeste do Rio

Projeto obriga operadoras a enviarem mensagens de combate ao abuso sexual

O projeto determina que as mensagens sejam enviadas gratuitamente entre 9h e 18h, de segunda a sexta-feira.

Juiz Marcelo Bretas recebe Medalha Tiradentes e título de Benemérito do estado do Rio

Homenageado, Bretas destacou que o combate à corrupção no país está mudando e agradeceu o recebimento das honrarias.

Horóscopo de sexta-feira 15 de novembro de 2019

Descubra o que os astros lhe reservam para seu dia

Vasco da Gama quer Gérman Cano para o ataque e disputa Alex Teixeira com o Corinthians

Argentino ficará livre no mercado no final do ano

Vivi Guedes chega ao ‘TV Fama’ da RedeTV!

Top model e apresentadora, Júlia Pereira comenta o estilo da influenciadora vivida por Paolla Oliveira no quadro ‘Fama Fashion’

Gabby Moura se apresenta no Shopping Jardim Guadalupe

A cantora, conhecida nacionalmente por ter sido vice-campeã no programa The Voice Brasil, traz um repertório repleto de sucessos do samba e da MPB.

Ariane Lipski busca primeira vitória no UFC

Lutadora entra em ação neste sábado, dia 16, na edição de São Paulo do evento; mudança de adversária a 10 dias do combate não abala confiança

Audiências sobre impeachment de Trump têm início nos Estados Unidos

Trump teria supostamente pedido por uma investigação sobre Biden durante um telefonema com o presidente ucraniano Volodymyr Zelenskiy, em julho.

Linha Amarela receberá 1,3 milhão de veículos no feriadão

Em caso de pane ou acidente, os condutores poderão acionar gratuitamente o socorro mecânico ou médico pelo telefone 0800-0242-355

Flamengo x Vasco da Gama empatam em 4 x 4 em jogo eletrizante, veja os gols

Os gols vascaínos foram marcados por Marrony, Yago Pikachu, Marcos Júnior e Ribamar