- Publicidade -

Supremo retoma discussão sobre possíveis candidaturas sem partido

A audiência foi marcada para 9 de dezembro pelo ministro Luís Roberto Barroso, relator do recurso de um postulante a prefeito do Rio de Janeiro

- Publicidade -

Dois anos após ter discutido o tema em plenário, o Supremo Tribunal Federal (STF) volta a colocar em pauta a possibilidade de autorizar candidaturas independentes, ou seja, sem a necessidade de filiação a um partido. Agora, o assunto será debatido por meio de uma audiência pública.

A audiência foi marcada para 9 de dezembro pelo ministro Luís Roberto Barroso, relator do recurso de um postulante a prefeito do Rio de Janeiro que teve sua candidatura negada pela Justiça Eleitoral nas eleições de 2016. Especialistas e entidades podem procurar o Supremo e se inscrever até 1º de novembro para participar como expositores.

- Publicidade -

O caso foi discutido em plenário em outubro de 2017, quando os ministros aprovaram a repercussão geral do assunto. A decisão abriu uma brecha para que o Supremo possa considerar constitucional as candidaturas sem partido, estabelecendo uma tese que autorize os tribunais eleitorais a deferirem os registros de candidatura.

- Publicidade -

A questão de fundo está em saber se o STF pode interpretar a Constituição, que prevê a filiação partidária como condição para a elegibilidade, de acordo com convenções internacionais das quais o Brasil é signatário, como o Pacto de San José da Costa Rica, que não prevê a necessidade de filiação partidária para o pleno exercício de direitos políticos.

Com pareceres jurídicos contrários às candidaturas avulsas emitidos pelo Tribunal Superior Eleitoral, o assunto ficou fora da pauta do Supremo em 2018, ano de eleições majoritárias, mas volta agora aos holofotes a tempo para o registro de candidaturas para as eleições municipais de 2020, cujo prazo deve ser aberto em junho do ano que vem.

Entre os tópicos a serem debatidos, Barroso elencou: os aspectos positivos e negativos da adoção de candidaturas avulsas; os impactos da adoção de tais candidaturas sobre o princípio da igualdade de chances, sobre o sistema partidário e sobre o regime democrático; as dificuldades práticas, normativas, políticas ou de qualquer outra ordem relacionadas à implementação das candidaturas avulsas.

- Advertisement -

“Tais questões extrapolam os limites do estritamente jurídico, demandando conhecimento interdisciplinar a respeito de aspectos políticos, eleitorais e administrativos relacionados à matéria”, escreveu Barroso no despacho em que marcou a audiência pública.

Apesar do assunto receber o impulso de Barroso no Supremo, qualquer decisão sobre o tema depende de que o caso seja incluído na pauta de julgamentos do plenário, o que não tem previsão para acontecer. A agenda de discussão é organizada pelo presidente do Supremo, atualmente o ministro Dias Toffoli.

O debate em plenário de um recurso sobre candidaturas avulsas não tem a simpatia de todos os ministros do Supremo. Quando o assunto foi levado a julgamento pela primeira vez, em 2017, quatro ministros votaram contra o pleno analisar o tema por essa via: Gilmar Mendes, Alexandre de Moraes, Ricardo Lewandowski e Marco Aurélio Mello.

- Publicidade -

Falando Nisso...
Conteúdo Relacionado

Mais Notícias
Conteúdo recomendado para você

Skank apresenta “Os Três Primeiros” no Circo Voador

O projeto ‘Os Três Primeiros – Ao Vivo’, destaca sucessos dos três primeiros álbuns da banda e algumas das músicas mais representativas

Pri Borges bate um papo com o cantor Vitinho no Cariocou

E ainda tem um quiosque na Reserva que tem pratos com nomes inusitados como Top Less.

Pedro II abre inscrições para o Proeja

São 400 vagas para o Ensino Médio Técnico. Inscrição é gratuita

Everglow e 1the9 são entrevistados por Yoo Na Kim

Neste sábado (16), dois programas do TV Clube Coreia serão exibidos pela Rede América e YouTube

Justiça nega liberdade a suspeito de construir prédios na Muzema

Construções desabaram em comunidade da zona oeste do Rio

Projeto obriga operadoras a enviarem mensagens de combate ao abuso sexual

O projeto determina que as mensagens sejam enviadas gratuitamente entre 9h e 18h, de segunda a sexta-feira.

Juiz Marcelo Bretas recebe Medalha Tiradentes e título de Benemérito do estado do Rio

Homenageado, Bretas destacou que o combate à corrupção no país está mudando e agradeceu o recebimento das honrarias.

Horóscopo de sexta-feira 15 de novembro de 2019

Descubra o que os astros lhe reservam para seu dia

Vasco da Gama quer Gérman Cano para o ataque e disputa Alex Teixeira com o Corinthians

Argentino ficará livre no mercado no final do ano

Vivi Guedes chega ao ‘TV Fama’ da RedeTV!

Top model e apresentadora, Júlia Pereira comenta o estilo da influenciadora vivida por Paolla Oliveira no quadro ‘Fama Fashion’

Gabby Moura se apresenta no Shopping Jardim Guadalupe

A cantora, conhecida nacionalmente por ter sido vice-campeã no programa The Voice Brasil, traz um repertório repleto de sucessos do samba e da MPB.

Ariane Lipski busca primeira vitória no UFC

Lutadora entra em ação neste sábado, dia 16, na edição de São Paulo do evento; mudança de adversária a 10 dias do combate não abala confiança

Audiências sobre impeachment de Trump têm início nos Estados Unidos

Trump teria supostamente pedido por uma investigação sobre Biden durante um telefonema com o presidente ucraniano Volodymyr Zelenskiy, em julho.

Linha Amarela receberá 1,3 milhão de veículos no feriadão

Em caso de pane ou acidente, os condutores poderão acionar gratuitamente o socorro mecânico ou médico pelo telefone 0800-0242-355

Flamengo x Vasco da Gama empatam em 4 x 4 em jogo eletrizante, veja os gols

Os gols vascaínos foram marcados por Marrony, Yago Pikachu, Marcos Júnior e Ribamar