- Publicidade -

Desmatamento está entre principais causas de surtos de doenças infecciosas em humanos, diz estudo

Sem as áreas naturais, insetos se proliferam com mais facilidade e migram para as regiões urbanas. Nas últimas três décadas, a presença de doenças transmitidas por mosquitos dobrou no Brasil

- Publicidade -

As mudanças de uso da terra, geradas principalmente pelo desmatamento, monocultura, pecuária em grande escala e mineração, estão entre as principais causas de surtos de doenças infecciosas em humanos e pelo surgimento de novas doenças no continente americano. Essa é uma das conclusões apontadas no Relatório de Biodiversidade da ONU, que analisou mais de 15 mil pesquisas científicas e informações governamentais durante três anos.

“Os bens e serviços fornecidos pela natureza são os fundamentos definitivos da vida e da saúde das pessoas. A qualidade do ambiente em que vivemos desempenha papel essencial na nossa saúde. Em ambiente natural, com florestas intactas, mamíferos, répteis, aves e insetos se autorregulam. O desmatamento, somado à expansão desordenada das áreas urbanas, faz com que os animais migrem para as cidades. No caso dos mosquitos, que são vetores de muitas doenças, a crise climática e o aumento da temperatura também trouxeram condições favoráveis à reprodução desses indivíduos. Nas cidades, eles passam a se alimentar também do sangue das pessoas, favorecendo a transmissão de enfermidades”, explica a gerente de Conservação da Biodiversidade da Fundação Grupo Boticário de Proteção à Natureza, Leide Takahashi.

- Publicidade -

Nessa linha, a Organização Mundial da Saúde (OMS) e a Convenção da Diversidade Biológica (CDB) reconheceram que a biodiversidade e a saúde humana estão fortemente interligadas e, durante a COP-13, em 2016, recomendaram uma série de ações. Segundo a OMS, ao menos 50% da população mundial corre o risco de contaminação por doenças transmitidas por mosquitos, chamadas de arboviroses. No Brasil, o Ministério da Saúde estima que o número de arboviroses tenha dobrado nas últimas três décadas. Algumas delas, como malária, dengue, febre amarela e zika, já causaram surtos em áreas urbanas.

Sem as áreas naturais, insetos se proliferam com mais facilidade e migram para as regiões urbanas Créditos: Pixabay
Sem as áreas naturais, insetos se proliferam com mais facilidade e migram para as regiões urbanas Créditos: Pixabay
- Publicidade -

Doutora em Ciências Florestais, Leide destaca ainda que a conservação do patrimônio natural é importante para o controle de outras doenças, especialmente as mentais. O contato com a natureza é capaz de diminuir a ansiedade e o estresse, contribuindo com o bem-estar da população. “A natureza nos fornece água, ar puro, alimentos e outros recursos essenciais para o nosso dia a dia. Precisamos encontrar um ponto de equilíbrio para que as pessoas aproveitem esses recursos de forma responsável, sem prejudicar a fauna e a flora e sem colocar as próximas gerações em risco”, afirma Leide, que também é membro da Rede de Especialistas em Conservação da Natureza.

- Publicidade -

Falando Nisso...
Conteúdo Relacionado

Mais Notícias
Conteúdo recomendado para você

Pri Borges bate um papo com o cantor Vitinho no Cariocou

E ainda tem um quiosque na Reserva que tem pratos com nomes inusitados como Top Less.

Pedro II abre inscrições para o Proeja

São 400 vagas para o Ensino Médio Técnico. Inscrição é gratuita

Everglow e 1the9 são entrevistados por Yoo Na Kim

Neste sábado (16), dois programas do TV Clube Coreia serão exibidos pela Rede América e YouTube

Justiça nega liberdade a suspeito de construir prédios na Muzema

Construções desabaram em comunidade da zona oeste do Rio

Projeto obriga operadoras a enviarem mensagens de combate ao abuso sexual

O projeto determina que as mensagens sejam enviadas gratuitamente entre 9h e 18h, de segunda a sexta-feira.

Juiz Marcelo Bretas recebe Medalha Tiradentes e título de Benemérito do estado do Rio

Homenageado, Bretas destacou que o combate à corrupção no país está mudando e agradeceu o recebimento das honrarias.

Horóscopo de sexta-feira 15 de novembro de 2019

Descubra o que os astros lhe reservam para seu dia

Vasco da Gama quer Gérman Cano para o ataque e disputa Alex Teixeira com o Corinthians

Argentino ficará livre no mercado no final do ano

Vivi Guedes chega ao ‘TV Fama’ da RedeTV!

Top model e apresentadora, Júlia Pereira comenta o estilo da influenciadora vivida por Paolla Oliveira no quadro ‘Fama Fashion’

Gabby Moura se apresenta no Shopping Jardim Guadalupe

A cantora, conhecida nacionalmente por ter sido vice-campeã no programa The Voice Brasil, traz um repertório repleto de sucessos do samba e da MPB.

Ariane Lipski busca primeira vitória no UFC

Lutadora entra em ação neste sábado, dia 16, na edição de São Paulo do evento; mudança de adversária a 10 dias do combate não abala confiança

Audiências sobre impeachment de Trump têm início nos Estados Unidos

Trump teria supostamente pedido por uma investigação sobre Biden durante um telefonema com o presidente ucraniano Volodymyr Zelenskiy, em julho.

Linha Amarela receberá 1,3 milhão de veículos no feriadão

Em caso de pane ou acidente, os condutores poderão acionar gratuitamente o socorro mecânico ou médico pelo telefone 0800-0242-355

Flamengo x Vasco da Gama empatam em 4 x 4 em jogo eletrizante, veja os gols

Os gols vascaínos foram marcados por Marrony, Yago Pikachu, Marcos Júnior e Ribamar

Governo Federal e Crivella farão força-tarefa pelo Carnaval carioca 2020

Guardas municipais serão treinados com um tipo específico de abordagem para prestar serviço a foliões e turistas