- Publicidade -

Vasco da Gama não será punido por cantos homofóbicos

- Publicidade -

O Vasco da Gama não vai ser indiciado pelos cantos homofóbicos, no último domingo (25), na vitória de 2 a 0 sobre o São Paulo.

Os procuradores do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) entendem que o clube agiu imediatamente para cessar a manifestação preconceituosa, com avisos no alto-falante e no placar eletrônico de São Januário. Entretanto, um procedimento preliminar deve ser aberto para que o clube apresente maiores explicações.

Em nota oficial, o Vasco da Gama repudia “a manifestação de caráter homofóbico por parte de alguns de seus torcedores”. O clube lembrou ainda que “o combate a este tipo de postura não deve ser motivado pelo receio de punição desportiva (eventual perda de pontos), mas, sim, por uma questão de cidadania, respeito ao próximo e cumprimento da lei”

- Publicidade -

A nota ainda destaca que o Vasco é a “casa de todos” e que vai promover ações educativas, contribuindo no processo de conscientização para “que atos de preconceito fiquem no passado”.

- Publicidade -

O treinador do São Paulo, Cuca, também falou sobre o episódio de homofobia.

Mais sobre o Vasco da Gama

    “É um caso delicado, mas o mundo muda e quem sabe a gente não possa ter, no futuro, outro tipo de gritos, que não sejam homofóbicos”, acredita Cuca.

    Luxemburgo afirmou que Vasco venceu com propriedade (Foto: Rafael Ribeiro/Vasco)
    Luxemburgo afirmou que Vasco venceu com propriedade (Foto: Rafael Ribeiro/Vasco)

    Pela primeira vez na história do futebol brasileiro, um jogo foi paralisado por conta de manifestações homofóbicas. O juiz Anderson Daronco relatou o fato na súmula como orienta o STJD, que dependendo do caso não descarta punições mais graves aos clubes, como multa, perda de pontos e até a eliminação do campeonato.

    Nota Oficial do Vasco da Gama

    - Advertisement -

    Em relação ao episódio registrado na partida deste domingo (25/08) contra o São Paulo, o Club de Regatas Vasco da Gama lamenta e repudia qualquer canto ou manifestação de caráter homofóbico por parte de alguns de seus torcedores. Da mesma forma, a Diretoria Administrativa do Clube manifesta seu pedido de desculpas a todos que, corretamente, se sentiram ofendidos por este comportamento. 

    O combate a este tipo de postura – iniciado ainda em campo, quando o técnico Vanderlei Luxemburgo, os jogadores, parte da torcida e o próprio Vasco da Gama, através do sistema de som do estádio, clamaram para que os gritos cessassem – não deve ser motivado pelo receio de punição desportiva (eventual perda de pontos), mas, sim, por uma questão de cidadania e respeito ao próximo e cumprimento da lei. Preconceito é crime. E se existe um Clube no Brasil historicamente habituado a levantar a voz contra qualquer tipo de discriminação este é o Vasco da Gama, dono da história mais bonita do futebol. Assim foi com a resposta histórica de 1924; assim é com os cantos que o torcedor vascaíno entoa orgulhosamente na arquibancada enaltecendo a luta do Clube a favor de negros e operários.

    A plateia de um estádio de futebol e a sociedade de maneira geral passam por um processo de aprendizado e conscientização necessário para que atos de preconceito fiquem no passado – um triste passado, diga-se. A Diretoria Administrativa do Club de Regatas Vasco da Gama compromete-se em promover ações educativas neste sentido junto ao seu torcedor, certa de que encontrará em cada vascaíno um aliado no combate a qualquer tipo de discriminação. O Vasco é a casa de todos.  

    Diretoria Administrativa

    - Publicidade -

    Falando Nisso...
    Conteúdo Relacionado

    Mais Notícias
    Conteúdo recomendado para você

    MP extingue multa adicional de 10% do FGTS que ia para União

    A multa de 40% para o trabalhador não foi extinta

    Reforma da Previdência é promulgada pelo Congresso

    O texto altera regras de aposentadorias e pensões para mais de 72 milhões de pessoas

    México concede asilo político a Evo Morales

    Líder boliviano renunciou ao cargo em meio à forte crise no país

    Bolsonaro assina MP que extingue o Dpvat

    Acidentes ocorridos até o fim de 2019 continuam cobertos

    Toyota Corolla: entenda a diferença de desvalorização entre as gerações

    Toyota Corolla SE-G automático possui a maior diferença de desvalorização entre gerações, com -10,19%. Por outro lado, a versão GLi automática desvaloriza apenas -4,89% anualmente

    CNN Brasil anuncia Caio Junqueira e Raquel Landim como comentaristas de política e economia

    O canal de notícias 24 horas estará disponível em breve para assinantes da TV paga

    Com participação de Adriana Bombom, Vou Pro Sereno lança clipe

    Bem-humorado, vídeo de "Eu Volto Pra Almoçar" traz diversos personagens para mostrar um domingo qualquer de futebol no subúrbio

    Horóscopo de terça-feira 12 de novembro de 2019

    Descubra o que os astros estão reservando para seu dia

    Linha Amarela é a melhor opção entre as zonas Norte e Oeste

    A pista segue livre de bolsões d'água

    TJ libera uso de paletó e gravata a partir de 1º de dezembro

    A liberação vai até o dia 20 de março de 2020

    Enem: Candidatos que se sentiram prejudicados podem pedir nova prova até o dia 18

    Inep vai dar a resposta às solicitações ainda em novembro

    Vasco da Gama pode garantir permanência na Série A contra o Flamengo

    Time de Luxemburgo venceu por 3 a 0 pela primeira vez no Brasileirão

    Bolsonaro entrega 4,1 mil moradias populares na Paraíba

    Empreendimento beneficiará 16 mil pessoas

    Vasco da Gama reencontra a vitória contra o CSA-AL, veja os gols

    Em duelo válido pela 32ª rodada, Cruzmaltino faz 3 a 0 sobre o Azulão, reencontra o caminho da vitória e sobe de posição na tabela

    Horóscopo de segunda-feira 11 de novembro de 2019

    As previsões para o amor, dinheiro e saúde.