quinta-feira, fevereiro 20, 2020
34.3 C
Rio de Janeiro
Início Sociedade Barroso libera investigação sobre deputada Flordelis
- Publicidade -

Barroso libera investigação sobre deputada Flordelis

Mais Lidas

Bolsonaro diz que espera enviar reforma administrativa esta semana

Presidente disse que conhecerá proposta nesta terça-feira (18)

Cabelo de Paolla Oliveira é tendência

Especialista ensina como adotar o Avelã
- Advertisement -

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luís Roberto Barroso decidiu hoje (1º) que o Ministério Público do Rio de Janeiro e a polícia podem prosseguir com as investigações sobre a suposta participação da deputada federal Flordelis (PSD-RJ) no assassinado de seu marido, o pastor evangélico Anderson do Carmo, ocorrido em junho deste ano. 

Após iniciar a investigações, o MP enviou o caso para o Supremo por constatar o possível envolvimento da deputada no crime. Como deputados têm foro privilegiado na Corte, os promotores pediram uma manifestação sobre a continuidade das investigações na primeira instância da Justiça. 

- Publicidade -

Ao decidir o caso, o ministro Barroso entendeu que o suposto crime de homicídio não tem relação com o mandato parlamentar. Dessa forma, a investigação deve continuar na primeira instância. “O foro privilegiado constitui instrumento para garantir o livre exercício de certas funções públicas, não havendo sentido em estendê-lo a crimes que, cometidos após a investidura, sejam estranhos ao exercício das respectivas funções”, disse o ministro. 

Publicidade

No ano passado, a Corte decidiu restringir o foro e determinou que parlamentares só podem responder a processos no STF se as acusações estiverem relacionadas com o mandato.

Nota da deputada

Em nota, a assessoria da deputada afirma que, em razão da decisão do STF, é preciso esclarecer que, em nenhum momento, Flordelis solicitou ou reivindicou a prerrogativa de não ser investigada pela polícia e pela Justiça. “O STF foi provocado pelo Ministério Público, porque a lei assim exige”, destaca o texto.

“A decisão não surpreendeu a deputada Flordelis, porque ela tem conhecimento [de] que a prerrogativa só seria aplicada se o crime investigado tivesse ocorrido em razão do mandato dela”, acrescenta o comunicado. O texto lembra que, antes da decisão, a deputada colocou-se à disposição da polícia em todos os momentos em que foi solicitada e que tem todo interesse na solução do caso. “Ela precisa saber quem foram os autores do crime e as razões que tiveram. Só depois disso ela terá paz”, conclui a nota.

- Publicidade -

Assine nossa Newsletter

Receba as priincipais notícias do Brasil e do Mundo em seu email

Falando Nisso...
Conteúdo Relacionado

- Publicidade -
-- Conteúdo Recomendado -
- Publicidade -

Mais Notícias
Conteúdo Relacionado

Flamengo e Independiente Del Valle jogam pela Recopa Sul-Americana

Os dois clubes estão no grupo A da atual edição da Libertadores

No Rio, cerca de 1,5 mil foram vítimas de importunação sexual

Casos foram registrados entre outubro de 2018 e dezembro de 2019

K-POP: Rio de Janeiro recebe turnê do BLANC S

O dueto se prepara para encontrar os fãs brasileiros.

“Emilinha” está em cartaz no Teatro Cesgranrio

No repertório, clássicos da MPB, boleros românticos e inesquecíveis marchinhas de Carnaval

K-POP: Rio de Janeiro recebe turnê do BLANC S

O dueto se prepara para encontrar os fãs brasileiros.

“Emilinha” está em cartaz no Teatro Cesgranrio

No repertório, clássicos da MPB, boleros românticos e inesquecíveis marchinhas de Carnaval

Fluminense empata e acaba eliminado da Sul-Americana

Tricolor ficou no 0 a 0 com Unión La Calera

Marta e sua importância para o futebol feminino

Aos 20 anos, conquistou pela primeira vez o prêmio de melhor jogadora do mundo da Fifa

Veja a Agenda dos Blocos de Rua do Rio em 2020

Não faltam opções para quem curtir a folia no Rio de Janeiro

Previsão do tempo para o Carnaval 2020 no Rio de Janeiro

No estado do Rio de Janeiro há risco de temporais à tarde e à noite na sexta-feira, 21 de fevereiro

Agenersa multa Cedae em cerca de R$ 5,6 mi por falta de água nos hidrantes do Museu Nacional

A decisão foi julgada nesta terça-feira (18/02) durante a Sessão Regulatória Ordinária

MetrôRio funcionará 24h durante o Carnaval 2020

Operação contará ainda com extensão da linha 2 até General Osório.
- Publicidade -