- Publicidade -

Acordo entre União Europeia e Mercosul trará resultados para Brasil em até três anos, projeta Eduardo Bolsonaro

- Publicidade -

Os efeitos positivos do acordo econômico entre os países do Mercosul e da União Europeia serão sentidos pelo Brasil em um prazo de até três anos. A avaliação é do deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), presidente da Comissão de Relações Exteriores da Câmara de Deputados.

“Esse acordo vai começar a produzir seus resultados daqui a dois, três anos, porque precisa passar por um processo aqui, no Brasil, que se chama ‘internalização’. Ao ser aprovado pelo Congresso Nacional, o acordo começa a produzir os seus efeitos na economia”, explicou o deputado.

- Publicidade -

Estimativas apresentadas no início de julho pelo Ministério da Economia apontam que o tratado comercial poderá trazer ganhos de R$ 500 bilhões em dez anos para o Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro.

Assinado no último mês pelos dois blocos econômicos, o pacto ainda precisa passar por uma revisão jurídica de todos os países envolvidos. Em seguida, o documento será traduzido para todas as línguas, e, somente após esse processo, a redação poderá ser aprovada pelo parlamento de cada um dos 31 países pertencentes aos dois blocos.

“Quando isso acontecer, o que vai ocorrer: para chegar na Europa, vários produtos brasileiros vão ter a sua alíquota reduzida, ou seja, o nosso produto, lá na Europa, vai ser mais competitivo, principalmente do nosso agronegócio”, afirmou Eduardo.

O deputado federal lembra que o acordo entre Mercosul e União Europeia representa 25% do PIB mundial em um mercado com mais de 750 milhões de pessoas.

“São economias que se complementam. O Mercosul sempre foi criticado por ser um bloco fechado e, agora, graças ao presidente Bolsonaro, o Brasil está modernizando o Mercosul e isso vai gerar mais emprego aqui. Pode ter certeza disso”, completou.

Entenda

O acordo que levou mais de 20 anos para ser costurado prevê a eliminação de tarifas em prazos que variam de 10 a 15 anos.

No caso da indústria, por exemplo, a União Europeia vai zerar suas tarifas em produtos do Mercosul em até 10 anos. Por outro lado, o bloco formado por Argentina, Brasil, Paraguai e Uruguai vai liberalizar 91% de suas linhas tarifárias com os europeus.

Na agricultura, a UE prometeu zerar a tarifa para oito em cada 10 produtos (81,2) do Mercosul, que, por sua vez, deverá acabar com impostos para 67,4% dos produtos europeus.

O consultor em comércio internacional Welber Barral considera que o setor automobilístico também será um dos maiores beneficiados. Quando o acordo entrar em vigor, haverá redução da taxa de importações de 35% para 17,5%, com cota anual de 50 mil veículos para o Mercosul – mais da metade para o Brasil. “Há setores em que o Mercosul será mais competitivo, há setores em que a Europa será mais competitiva”, lembra.

Sobre as críticas de que o Brasil e o Mercosul fizeram muitas concessões, o especialista ressaltou que esse tipo de acordo é uma “via de mão dupla”. “Em todo acordo negociado, é preciso fazer concessão. O Mercosul, não só o Brasil, mas também a Argentina, fez muitas concessões nos últimos anos, principalmente no último ano, para poder fechar o acordo. Apesar disso, eu diria que o acordo é relativamente equilibrado”, completa

- Publicidade -

Falando Nisso...
Conteúdo Relacionado

Mais Notícias
Conteúdo recomendado para você

Horóscopo de domingo 19 de janeiro de 2020

Confira as previsões para o amor, dinheiro e saúde.

BBB20: Conheça os participantes do Big Brother Brasil

São duas turmas, de várias tribos. Pessoas diversas, mas com o mesmo objetivo: viver todas as experiências que o BBB 20 pode proporcionar.

Flamengo e Botafogo estreiam no Carioca 2020 neste sábado

Após temporada mágica em 2019, Mengão estreia no Carioca contra o Macaé; bola também rola no Pará e em Pernambuco

Governo disponibiliza óculos de grau por R$ 60 para população de baixa renda

Programa Ótica Cidadã visa reduzir a evasão escolar por problemas de visão; beneficiários do Bolsa Família e desempregados também podem adquirir o item

MetrôRio realiza operação especial para shows de Elza Soares e Melin na Praia de Ipanema

Estações Jardim de Alah e Nossa Senhora da Paz terão reforço nos efetivos. Também haverá esquema especial para a primeira rodada do campeonato estadual

Governo do Rio quer conceder Cedae à iniciativa privada ainda este ano

Forma de concessão ainda tem de ser aprovada pela Câmara Metropolitana

Cedae recebe equipamento para aplicar carvão ativado na água

Pelo tamanho do equipamento, o transporte precisa ser feito durante a noite. Mais dois caminhões devem chegar ainda neste fim de semana à estação da Cedae.

Linha Amarela receberá 1,3 milhão de veículos no feriado de São Sebastião

Em caso de pane ou acidente, os condutores poderão acionar gratuitamente o socorro mecânico ou médico pelo telefone 0800-0242-355

Horóscopo de sábado 18 de janeiro de 2020

Confira as previsões para o amor, dinheiro e saúde.

Bom Sucesso: Alberto imagina amigos e familiares como personagens literários

Em sua mente, Paloma (Grazi Massafera) é a protagonista de 'Alice no País das Maravilhas'

Após reproduzir propaganda nazista em discurso, governo demite secretário da Cultura

Roberto Alvim fez um vídeo citando fala de ministro de Hitler e gerou indignação; mais cedo, presidente da Câmara pediu demissão imediata do membro do governo federal

Inspire-se no penteado das famosas para enfrentar o verão

A especialista Sonia Nesi ensina o que vai fazer a sua cabeça na estação mais quente do ano

Ivete Sangalo anuncia o Camarote da Veveta

O lançamento será no Carnaval de Salvador 2020 e será voltado a parceiros e convidados