- Publicidade -

Bolsonaro e os coices entre os poderes; 6 meses de um governo de ruptura

O podcast Ilha de Vera Cruz debate os 6 primeiros meses do governo Bolsonaro e a relação do Executivo com os demais poderes

- Publicidade -

Os mais novinhos talvez não saibam, mas em 21 de abril de 1993, os brasileiros foram às urnas para decidir qual seria o sistema de governo do país. Os eleitores tiveram de escolher entre o parlamentarismo, o presidencialismo ou optar pela restauração da monarquia. Venceu o regime presidencialista. Dos 67 milhões de eleitores que foram às urnas, 37,1 milhões escolheram o modelo presidencial como o ideal para ser adotado no Brasil.

Desde então o país passou por sete eleições. Foram seis presidentes diferentes, sendo que dois deles assumiram o cargo após a destituição do titular. Em todos os casos, sem exceção, os chefes do Executivo tiveram de enfrentar o “dilema institucional brasileiro”, como diagnosticou o escritor Sérgio Abranches, no célebre artigo em que cunhou o conceito de ‘presidencialismo de coalizão’.

- Publicidade -

No Brasil, para um presidente governar é necessário que ele consiga costurar a ampla maioria dos votos no parlamento. Na República tupiniquim, onde a fragmentação partidária é gigantesca – são mais de 30 legendas – esses acordos precisam ser realizados com siglas que, em muitos casos, encapam bandeiras contraditórias em relação ao programa do partido no poder.

Do plebiscito de 1993 até aqui, todos os presidentes usaram desse expediente para conseguir governar. Aliás, esse mecanismo político está registrado na vida do país em diversos momentos de nossa República.

Em 2019, porém, o chefe do Executivo decidiu quebrar todo esse histórico. Eleito com um discurso anti-establishment, com promessas de renovação política – de forma que impusesse o fim do chamado toma lá, dá cá, Bolsonaro não tem aceitado dividir o poder com o parlamento.

O presidente apostava na própria força popular como fórmula para pressionar o Congresso. O problema é que o discurso beligerante atrapalhou o governo na formação de uma base parlamentar sólida. Diante de algumas derrotas na Câmara e no Senado, Bolsonaro viu nascer a discussão sobre a implantação de um chamado “parlamentarismo branco”, onde o Executivo seria escanteado pelo Congresso, perdendo o protagonismo dos principais projetos.

Na última semana, Bolsonaro reagiu publicamente a situação – “Querem me deixar como a rainha da Inglaterra?”, perguntou.

E é diante deste cenário que o Ilha de Vera Cruz desta semana debate o enfraquecimento do governo perante o parlamento. Neste episódio, tentaremos entender se essa história de parlamentarismo branco tem mesmo força para ir adiante.

O programa conta com a participação de Creomar de Souza, analista político e professor de Relações Internacionais na Universidade Católica de Brasília.




Roteiro e apresentação: João Paulo Machado e Bruna Goularte

Produção: Raphael Costa

Trabalhos técnicos: Lucas Rodrigues

Capa: Sabrine Cruz

Produto: Agência do Rádio Brasileiro

Entre em contato! Mande um e-mail para: [email protected]

Ah, e não se esqueçam: nosso Twitter é @CruzIlha e nosso Insta é @podcastcruzilha

- Publicidade -

Falando Nisso...
Conteúdo Relacionado

Mais Notícias
Conteúdo recomendado para você

Resumo da novela Amor de Mãe de 09 a 14 de dezembro de 2019

Lurdes se desentende com Érica e acaba expulsando a filha de casa

Vasco da Gama pode acertar com a Kappa e Marrony deve deixar o clube

O jogador tem algumas propostas de clubes europeus e deve ser negociado na próxima janela

Defesa Civil Estadual lança Plano de Emergência 2020

Estiagens e incêndios florestais recebem atenção especial no novo planejamento

Museu Histórico Nacional recebe exposição “Ermanno Stradelli – fotógrafo pioneiro na Amazônia”

Com cerca de 50 ampliações fotográficas, a exposição evidencia o caráter pioneiro do trabalho de Stradelli

Vasco da Gama empata com o Bahia fora de casa, veja os gols

No domingo (08), às 16 horas, o Vasco irá enfrentar a Chapecoense no Maracanã.

Fim de semana com Natal Feliz no MAST

Programação especial, no sábado, celebra a chegada do Papai Noel com narrações de histórias e atividades de lazer para toda a família

Verão na varanda do Vivo Rio tem Braza, Francisco El Hombre, New Kids on The Bloco, Strike, 3030 e muito mais

Com um espaço ao ar livre, área gastronômica, ativações instagramáveis, o Verão na Varanda busca atrair o público jovem do Rio ávido por boas opções de entretenimento nessa época do ano, com todo conforto e segurança.

TV Brasil exibe Show inédito de Elba Ramalho na faixa Verão Show

A cantora interpretou sucessos de Luiz Gonzaga, Dominguinhos, Zé Ramalho, Alceu Valença entre outros.

Yhago Sebaz lança clipe “Paranoico” com elenco selecionado pelo Grindr

Faixa com participação de Brunoso ganha vídeo que explora o lado sensual do álbum “Meio Amargo”

Google Play: Confira os filmes mais comprados no Brasil

Pelo segundo ano consecutivo, o filme da saga Vingadores foi o mais comprado pelos brasileiros no Google Play Filmes em 2019

Marcelo Serrado, Carol Castro, Roberta Rodrigues e Marcelo Laham estrelam “Dois Mais Dois”

Na história, Diogo e Emília estão juntos há 16 anos, têm uma filha adolescente, e passam por uma fase entediante.

Canal Brasil tem 13 coproduções no Festival do Rio 2019

Além desses, 14 filmes já estão licenciados e poderão ser assistidos no canal em breve

Nova temporada de “Saideira” estreia no Canal Brasil

Stepan Nercessian e Antonio Pedro voltam a conduzir bem-humorados papos de bar na segunda temporada do programa idealizado por Hugo Carvana

Especial Roberto Carlos: Cantor grava última parte do programa em Curitiba

Com o título ‘Além do Horizonte’, o especial deste ano marcou um momento único entre o cantor e seu grande amigo, Erasmo Carlos

Prestes a dar à Luz, Bruna Caram lança clipe de “Baile da Revanche”

A letra da música traz uma narrativa sobre uma mulher esperta que consegue dar uma reviravolta em sua vida pessoal e amorosa.