- Publicidade -

Hackers devem ser presos, diz ministro do STF sobre invasão de celular

- Publicidade -

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes disse hoje (17) que ainda não é possível avaliar mensagens vazadas com diálogos supostamente mantidos entre membros da força-tarefa da operação Lava Jato. “Para isso, nós dependemos, primeiro, que todo o material seja divulgado. Segundo, que sejam atestadas a autenticidade e a veracidade desse material. Quando se coloca a conta-gotas não é possível ter uma visão de conjunto, nem da veracidade, nem da autenticidade”, disse após participar de um evento promovido pelo Grupo Bandeirantes.

Desde a semana passada, o site The Intercept tem divulgado trechos de mensagens atribuídas a Moro e a procuradores da Lava Jato. De acordo com o site, os diálogos apontam para uma “colaboração proibida” entre o então juiz federal responsável por julgar processos decorrentes da operação em Curitiba e os procuradores, a quem cabe acusar os suspeitos de integrar o esquema de corrupção.

- Publicidade -

Para Moraes, as informações foram obtidas de forma criminosa, apesar de destacar que o material tem interesse “jornalístico” e “público”. “As invasões que ocorreram nos telefones de agentes públicos são criminosas. Falo com absoluta tranquilidade que vazamentos, fake news, falsidade em notícias divulgadas é questão de polícia. Esses hackers que, eventualmente, invadiram devem ser alcançados, punidos e presos”, acrescentou o ministro ao falar sobre os vazamentos.

O ministro também defendeu a importância da Operação Lava Jato para o combate à corrupção: “É uma operação séria, conduzida dentro do devido processo legal. É uma realidade que realmente mudou o combate à corrupção no Brasil”

- Publicidade -

Falando Nisso...
Conteúdo Relacionado

Mais Notícias
Conteúdo recomendado para você

Governo do Rio quer conceder Cedae à iniciativa privada ainda este ano

Forma de concessão ainda tem de ser aprovada pela Câmara Metropolitana

Cedae recebe equipamento para aplicar carvão ativado na água

Pelo tamanho do equipamento, o transporte precisa ser feito durante a noite. Mais dois caminhões devem chegar ainda neste fim de semana à estação da Cedae.

Linha Amarela receberá 1,3 milhão de veículos no feriado de São Sebastião

Em caso de pane ou acidente, os condutores poderão acionar gratuitamente o socorro mecânico ou médico pelo telefone 0800-0242-355

Horóscopo de sábado 18 de janeiro de 2020

Confira as previsões para o amor, dinheiro e saúde.

Bom Sucesso: Alberto imagina amigos e familiares como personagens literários

Em sua mente, Paloma (Grazi Massafera) é a protagonista de 'Alice no País das Maravilhas'

Após reproduzir propaganda nazista em discurso, governo demite secretário da Cultura

Roberto Alvim fez um vídeo citando fala de ministro de Hitler e gerou indignação; mais cedo, presidente da Câmara pediu demissão imediata do membro do governo federal

Inspire-se no penteado das famosas para enfrentar o verão

A especialista Sonia Nesi ensina o que vai fazer a sua cabeça na estação mais quente do ano

Ivete Sangalo anuncia o Camarote da Veveta

O lançamento será no Carnaval de Salvador 2020 e será voltado a parceiros e convidados

Rio recebe a partir de amanhã 3º Festival RioMatsuri

Evento é ponto de encontro de amantes da cultura japonesa

Vitor Kley, Paula Fernandes, Yasmin Santos e Rubel no ‘SóTocaTop Verão’

Rubel interpreta o hit “Medo Bobo”, sucesso da dupla Maiara & Maraisa e que está na trilha sonora da novela ‘Amor de Mãe’

Vasco da Gama apresenta o atacante Gérman Cano

Argentino recebe a 14 de Abel e se mostra orgulhoso em defender o Vasco

Serginho Groisman recebe Belo, José Loreto, Íris Stefanelli e Eduardo Sterblitch no Altas Horas

O ‘Altas Horas’ conta ainda com a presença de Léo Jayme, Gian&Giovani e da banda T.R.E.N

Horóscopo de sexta-feira 17 de janeiro de 2020

Confira as previsões para o amor, dinheiro e saúde.

Cidade Nova ganhará parque contra irradiação de calor dos espigões

Lançamento de Rede Comunidade Acolhedora debateu medidas pontuais para mitigar miséria