19.2 C
Rio de Janeiro
quarta-feira, 19 de junho de 2019 10:0206
- Publicidade -

Manicure Cleusa terá nova identidade com nome de solteira

Sucesso nas redes sociais, renascerá como Cleusa Ferreira da Cruz nesta quinta-feira, 30, quando pegará a nova identidade

- Publicidade -

A manicure Cleusa, que fez sucesso nas redes sociais pedindo ao ex-marido para oficializar a separação e retomar seu nome de solteira, renascerá como Cleusa Ferreira da Cruz nesta quinta-feira, 30, quando pegará a nova identidade no prédio-sede do Detran (Avenida Presidente Vargas, 817), às 16h. Sairá o antigo sobrenome, da Cruz Florenço, para dar espaço ao Ferreira da Cruz, pelo qual ela esperou nos últimos 25 anos. Ela pegará a nova identidade às 16h.

Cleusa tirará a nova identidade e poderá inserir os números dos seguintes documentos: DNI (Documento Nacional de Identificação), NIS (Número de Integração Social), Cartão Nacional de Saúde, Título de Eleitor, identidade profissional expedida por órgão ou entidade legalmente autorizado, Carteira de Trabalho e Previdência Social, Carteira Nacional de Habilitação e Certificado Militar, além do CPF (Cadastro de Pessoas Físicas da Receita Federal) e do PIS (Programa de Integração Social) ou Pasep (Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público), que já eram incluídos na antiga carteira.

- Advertisement -

Para inclusão dos outros números de registro, basta apresentar originais ou cópias autenticadas dos documentos a serem inseridos. A nova identidade também possibilita informar especificidades de pessoas com deficiência. O novo modelo de identificação foi lançado em abril passado pelo Detran e 206494 documentos já foram emitidos.

A subidentificação é um problema no Brasil e, consequentemente, no Rio. Somente na faixa de zero a 10 anos, estima-se que cerca de 30 mil crianças não sejam devidamente registradas, o que agrava a situação das desaparecidas.

O Detran.RJ faz frequentemente ações para promover a identificação da população numa tentativa de eliminar ou pelo menos mitigar o problema no Estado do Rio. A taxa é de apenas R$ 38,58. Também há a possibilidade de tirar a identidade gratuitamente. Para isso basta apresentar a certidão de hipossuficiência, emitida tanto pela Defensoria Pública quanto pela Fundação Leão XIII

Assine nossa Newsletter

Para ser atualizado com as últimas notícias, ofertas e anúncios especiais.

Últimas Notícias