- Publicidade -

Contribuinte paga caro pelas mordomias de ex-presidentes; veja os valores

- Publicidade -

No Brasil, os ex-presidentes da República têm direito a uma série de benefícios que são garantidos por Lei. Muita gente não sabe, mas quando o chefe do poder Executivo desce a rampa do Palácio do Planalto pela última vez, ele leva consigo quatro seguranças, dois carros com os respectivos motoristas e até dois servidores em cargos de comissão.

Ainda de acordo com a legislação, os ex-mandatários têm direito a passagens aéreas e diárias de hotéis, em casos de viagens. As regalias também garantem o pagamento das despesas de combustível dos veículos utilizados pelos ex-presidentes.

- Publicidade -

Todas essas vantagens foram criadas na Lei 7.474, de 1986. Anos mais tarde, em 2008, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva editou um novo decreto (Decreto 6.381) padronizando as regras como elas são hoje.

Esses privilégios custam caro à União, e, portanto, é a população que paga impostos. Em 2018, o Estado Brasileiro gastou R$ 4,6 milhões com cinco ex-presidentes – José Sarney, Fernando Collor, Fernando Henrique Cardoso, Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff – na época, Michel Temer ainda estava no cargo, que passou neste ano para Jair Bolsonaro. (Confira o gráfico)

Os ex-presidentes petistas estão nas duas pontas do gráfico. Dilma Rousseff foi a que mais gastou, Lula, preso no início de 2018, foi o mais ‘econômico’ entre os ex-madatários. Confira os gastos caso a caso em 2018, obtidos através da Lei de Acesso à Informação.

Dilma Rousseff: Mesmo sofrendo um impeachment, a petista manteve os benefícios de ex-presidentes. Ao todo, ela gastou R$ 1,36 milhão. Sendo R$ 586,8 mil com diárias e parssagens de assessores, mais 735,8 mil com salários desses servidores e mais um custo de R$ 45,7 mil para manutenção e combustíveis de automóveis

Fernando Collor de Melo: Outro ex-chefe do Executivo afastado pelo Congresso, o senador licenciado Fernando Collor foi o segundo mais caro aos cofres públicos. Ao todo, foram R$ 964,7 mil. O valor engloba R$ 267,6 mil com diárias e passagens de auxiliares, mais de R$ 659,1 mil em salários e outros R$ 38 mil com combustível para automóveis.

José Sarney: O mais velho dos ex-presidente, José Sarney gastou R$ 813,3 mil em 2018. Sendo R$ 664,6 mil com salários dos servidores, R$ 135,2 mil com salários e passagens desses funcionários e mais R$ 13,5 mil com combustível.

Fernando Henrique Cardoso: O ex-presidente tucano gastou R$ 788,1 mil. Foram R$ 746,4 mil com salários de assessores, mais R$ 21,7 mil com despesas com automóveis e R$ 19,9 mil com diárias e passagens dos servidores

Luiz Inácio Lula da Silva: O ex-presidente, que está preso desde abril de 2018, representou um total de R$ 665,8 mil. Foram R$ 551,4 mil em salários de servidores, R$ 100,6 mil em diárias e passagens e mais R$ 13,7 mil com combustíveis e manutenção dos veículos.

Michel Temer 2019*: O ex-presidente Michel Temer, que foi preso em duas oportunidades neste ano, passou a ter direito aos benefícios em janeiro. Na maior parte deste período, o emedebista esteve em liberdade, gastando um total de R$ 193 mil, ainda assim um valor menor do que o despendido ao ex-presidente Lula (veja o gráfico)

O advogado e professor de direito, Yuri Sahione explica que os privilégios dos quais os ex-presidentes têm direito não estão previstos na Constituição e, portanto, podem ser alterados via parlamento.

“Existe uma previsão legislativa e não uma previsão Constitucional de que os ex-presidentes possam ter essa quantidade de benefícios pós término do mandato”. Sahione critica a existência dos benefícios. “A verdade é que nos tempos atuais esse tipo de privilégio me parece que é compatível com alguma herança colonial”, julga.

Na avaliação de Sahione, a manutenção destes privilégios para ex-presidentes presos é ainda mais espantosa. “Um presidente que fez mal-uso do seu cargo para receber uma vantagem pessoal, ele continua recebendo benefícios do Estado pelo fato de ele ter ocupado um cargo”, disse.

Fazendo referência ao caso do ex-presidente Lula, condenado em segunda instância pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro, o jurista diz que “os detalhes revelados pela operação Lava Jato macularam a história do ex-presidente Lula e o colocam em uma situação que, no meu entendimento, inclusive, numa questão de moralidade pública mais elevada impediriam, por exemplo, até que ele pudesse receber homenagens póstumas.”

A discussão chegou ao Congresso

Com dois ex-presidentes (Collor e Dilma) afastados do cargo por crime de responsabilidade, outro preso (Lula) para o cumprimento provisório de pena e outro (Temer) que já foi preso preventivamente em duas oportunidades, a moralidade dos benefícios à ex-mandatários foi colocada em xeque.

Nesse sentido, tramitam no Congresso Nacional ao menos três projetos que propõem o fim dos privilégios para ex-presidentes caçados, ou condenados pela Justiça brasileira. Um deles, o Projeto de Lei (PLS) 343/2016, de autoria do senador Álvaro Dias (PODE-PR).

“O propósito do nosso projeto é retirá-los dessa planilha de privilégios. É um escárnio, é aviltante ver o cidadão brasileiro, o trabalhador pagando impostos para sustentar essas despesas”, defendeu Álvaro Dias, em discurso na tribuna do Senado.

Outra proposta (PLS 248/2018) que segue a mesma linha é de autoria do senador Lasier Martins (PSD-RS). Além de restringir a concessão dos benefícios para ex-presidentes condenados, o projeto estipula um limitador temporal, fazendo com que os direitos aos ex-presidentes sejam assegurados pelo prazo máximo de 20 anos após o término do mandato.

Na mesma linha do de autoria do senador Lasier Martins (PSD-RS), o projeto (PLS 248/2018) também cria um limitador temporal, que determina que esses direitos sejam assegurados pelo prazo máximo de 20 anos após o término do mandato

- Publicidade -

Falando Nisso...
Conteúdo Relacionado

Mais Notícias
Conteúdo recomendado para você

Resumo da novela Amor de Mãe de 09 a 14 de dezembro de 2019

Lurdes se desentende com Érica e acaba expulsando a filha de casa

Vasco da Gama pode acertar com a Kappa e Marrony deve deixar o clube

O jogador tem algumas propostas de clubes europeus e deve ser negociado na próxima janela

Defesa Civil Estadual lança Plano de Emergência 2020

Estiagens e incêndios florestais recebem atenção especial no novo planejamento

Museu Histórico Nacional recebe exposição “Ermanno Stradelli – fotógrafo pioneiro na Amazônia”

Com cerca de 50 ampliações fotográficas, a exposição evidencia o caráter pioneiro do trabalho de Stradelli

Vasco da Gama empata com o Bahia fora de casa, veja os gols

No domingo (08), às 16 horas, o Vasco irá enfrentar a Chapecoense no Maracanã.

Fim de semana com Natal Feliz no MAST

Programação especial, no sábado, celebra a chegada do Papai Noel com narrações de histórias e atividades de lazer para toda a família

Verão na varanda do Vivo Rio tem Braza, Francisco El Hombre, New Kids on The Bloco, Strike, 3030 e muito mais

Com um espaço ao ar livre, área gastronômica, ativações instagramáveis, o Verão na Varanda busca atrair o público jovem do Rio ávido por boas opções de entretenimento nessa época do ano, com todo conforto e segurança.

TV Brasil exibe Show inédito de Elba Ramalho na faixa Verão Show

A cantora interpretou sucessos de Luiz Gonzaga, Dominguinhos, Zé Ramalho, Alceu Valença entre outros.

Yhago Sebaz lança clipe “Paranoico” com elenco selecionado pelo Grindr

Faixa com participação de Brunoso ganha vídeo que explora o lado sensual do álbum “Meio Amargo”

Google Play: Confira os filmes mais comprados no Brasil

Pelo segundo ano consecutivo, o filme da saga Vingadores foi o mais comprado pelos brasileiros no Google Play Filmes em 2019

Marcelo Serrado, Carol Castro, Roberta Rodrigues e Marcelo Laham estrelam “Dois Mais Dois”

Na história, Diogo e Emília estão juntos há 16 anos, têm uma filha adolescente, e passam por uma fase entediante.

Canal Brasil tem 13 coproduções no Festival do Rio 2019

Além desses, 14 filmes já estão licenciados e poderão ser assistidos no canal em breve

Nova temporada de “Saideira” estreia no Canal Brasil

Stepan Nercessian e Antonio Pedro voltam a conduzir bem-humorados papos de bar na segunda temporada do programa idealizado por Hugo Carvana

Especial Roberto Carlos: Cantor grava última parte do programa em Curitiba

Com o título ‘Além do Horizonte’, o especial deste ano marcou um momento único entre o cantor e seu grande amigo, Erasmo Carlos

Prestes a dar à Luz, Bruna Caram lança clipe de “Baile da Revanche”

A letra da música traz uma narrativa sobre uma mulher esperta que consegue dar uma reviravolta em sua vida pessoal e amorosa.