21.5 C
Rio de Janeiro
terça-feira, 25 de junho de 2019 12:4753
- Publicidade -

“Parece que até 31 de dezembro a Educação estava uma maravilha”, provoca Bolsonaro ao comentar manifestações

"A questão dessas manifestações.... foi voltada para Lula livre”, afirmou o presidente

- Publicidade -

O presidente Jair Bolsonaro comentou nesta quinta-feira (16) a repercussão das manifestações contra o contingenciamento de verba para a educação. Em conversa com jornalistas, na cidade de Dallas, no Texas, Bolsonaro disse que o problema da educação no Brasil é antigo e que seu governo não é culpado pelos maus resultados do país em exames internacionais, como o PISA, o Programa Internacional de Avaliação de Alunos.

“Parece que até 31 de dezembro a Educação estava uma maravilha, e de lá para cá virou esse horror. Veja as notas do Pisa (programa internacional de avaliação de estudantes), que começaram em 2000. Somos os últimos classificados num grupo de aproximadamente 65 países. Cobrem a tabuada da garotada da nona série: 70% não sabem a regra de três. Quem diz não sou eu, é o Pisa. Não sabem interpretar um texto, não sabem responder a perguntas básicas de ciência. Eu que sou o responsável por isso?”, disse o presidente.

- Advertisement -

Para Bolsonaro, as manifestações de quarta-feira (15) foram orquestradas e lideradas por grupos políticos ideológicos que não pensam no futuro do Brasil.

“A questão dessas manifestações…. foi voltada para Lula livre. Eu fico triste que os espertalhões de sempre ficam usando da boa-fé da garotada para protestar uma coisa que interessa a eles e não ao futuro do Brasil”, afirmou.

Ao todo, foram bloqueados 5% do orçamento anual do MEC, o que corresponde a R$ 7,4 bilhões de um total de R$ 149 bilhões. Houve ainda congelamentos específicos para as universidades federais, em que o contingenciamento atingirá 3,5% do orçamento de cada instituição, ou 30% do total das chamadas verbas discricionárias, ou seja, “não obrigatórias”.

“Educação é importantíssimo. Eu também não gostaria de cortar nada, ou contingenciar nada, em lugar nenhum, mas é uma realidade. Se não fizer isso, estaria incurso na Lei de Responsabilidade Fiscal e responderia talvez com impeachment até. Acho que ninguém quer isso no Brasil”, justificou Bolsonaro

Assine nossa Newsletter

Para ser atualizado com as últimas notícias, ofertas e anúncios especiais.

Últimas Notícias

Marvel relançará Vingadores: Ultimato para bater recorde de bilheteria

Haverão novas sessões nos EUA e o motivo dessa novidade são os US$ 43,5 milhões para alcançar a bilheteria de Avatar, até então o filme de maior bilheteria de todos os tempos.

Educação profissional pode ser uma saída para geração “nem-nem”

Quase um quarto dos jovens brasileiros (23%) nem estuda nem trabalha, segundo os novos dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad contínua) sobre educação

Saiba tudo sobre o novo modelo de internação involuntária para dependentes químicos

Na semana em que se comemora o Dia Internacional de Combate às Drogas, assunto foi debatido pelo podcast Ilha de Vera Cruz

Como Inteligência Artificial pode ajudar os seres humanos?

Conheça exemplos onde a I.A. é utilizada, trazendo vantagens para a vida das pessoas

R$ 6 bi em impostos, empregos formais e vício: Conheça os desafios da legalização dos jogos de azar no Brasil

Apesar de ser proibido no Brasil há 77 anos, 20 milhões de brasileiros apostam diariamente no jogo do bicho

Arrecadação federal de maio chega a R$ 113,2 bilhões

Trata-se do melhor desempenho para o mês desde 2014

Sérgio Cabral vai ficar isolado em cela por 30 dias

Punição ocorre após processo disciplinar instaurado em 2017

Caso Providência: MPF pede que tenente volte a ser julgado na Justiça Federal

TFR2 julga nesta terça-feira (25) se revê envio de processo para Justiça Militar