19.5 C
Rio de Janeiro
terça-feira, 18 de junho de 2019 8:1527
- Publicidade -

O que é Blockchain? Entenda tudo sobre essa tecnologia

- Publicidade -

Quem pretende investir em um e-commerce, deve estar por dentro de uma série de requisitos aptos a tornarem o seu negócio viável. O uso de uma boa plataforma, a escolha de um bom nome de domínio e uma hospedagem VPS são alguns deles.

Além disso, existe outro tipo de tecnologia que pode influenciar na maneira como é realizada a gestão da sua loja virtual. Essa tecnologia é a criptomoeda, que pode ser utilizada pelos seus clientes como forma de pagamento durante a realização de uma compra.

- Advertisement -

A critpomoeda corresponde a um código virtual que tem a possibilidade de ser convertido em valores reais.

O fato é que as criptomoedas não necessitam ser utilizadas apenas em lojas online, elas cada vez mais estão adquirindo espaço na Economia mundial.

Você certamente já ouviu falar em Bitcoin, não é mesmo? Já ouviu falar também na Ethereum? Pois então, elas são apenas dois exemplos das criptomoedas que hoje em dia estão sendo utilizadas.

E é nesse cenário, de virtualização de moedas e novos modelos de compra, que surge a tecnologia conhecida como Blockchain.

A Blockchain estreou no ano de 2008 especialmente com o intuito de facilitar a utilização e a circulação das bitcoins.

As características da tecnologia Blockchain

A famosa criptomoeda Bitcoin já é tão importante que ela desperta o interesse de muita gente, sejam elas empresários, economistas ou simplesmente curiosos. E é por isso que a Blockchain, tecnologia por trás das criptomoedas, gera tanto interesse.

A Blockchain, ou “Corrente de Blocos” em uma tradução bem literal, é assunto em seminários, fóruns e debates sobre tecnologia, e-commerce e economia. Mas afinal, o que é como funciona a Blockchain?

Não é um exagero afirmar que a tecnologia Blockchain pode ser considerada como um imenso livro de contabilidade. O objetivo desse livro, portanto, é registrar vários tipos de transações comerciais que ocorrem em vários computadores.

No caso das moedas criptografadas, como as Bitcoins, por exemplo, a Blockchain realiza o registro do envio e do recebimento dos valores.

Para você compreender melhor, basta fazer a seguinte comparação: as páginas desse imenso livro de contabilidade estão guardadas em várias bibliotecas (no caso aqui computadores) espalhadas por todo o planeta.

O funcionamento da Blockchain

Esse sistema é constituído por uma cadeia de blocos (daí a origem do nome em inglês). Sendo assim, um punhado de transações é inserido em cada um desses blocos e são trancafiadas na base da tecnologia conhecida como criptografia.

Para se ter uma ideia, quem tem uma loja virtual e possui um certificado SSL sabe o quanto a criptografia é uma grande aliada na proteção de informações.

Porém, não custa lembrar que a Blockchain possui caráter público, ou seja, qualquer pessoa está apta a verificar e analisar as transações que ali ocorrem. Sendo assim, apesar de ser bem protegida, trata-se também de uma tecnologia bastante transparente.

O fato é que as transações efetuadas na Blockchain são armazenadas em blocos. Esses blocos são conectados entre si por um elo que nada mais é do que um código. O nome dele é “hash”.

Quem está por trás dessa montagem e união dos blocos são os mineradores. Esses profissionais atuam recolhendo as transações comerciais realizadas na rede e efetuam os cálculos para verificar o hash ideal para a conexão dos blocos.

Nem preciso dizer que esse cálculo é extremamente complexo, não é? Por isso, a atuação dos mineradores é de grande relevância para o bom funcionamento dessa tecnologia.

A segurança da Blockchain

Assim como toda e qualquer ação que envolve dinheiro, ainda mais em ambiente virtual, algumas pessoas ficam com os dois pés atrás em relação a segurança. Isso é bastante compreensível.

No entanto, no caso da Blockchain, é possível afirmar que ela é bastante segura. Qualquer transação realizada na “Cadeia de Blocos” só ganha a devida validação depois que um bloco completo foi preenchido com transações.

É apenas dessa maneira que a Blockchain permite que uma moeda digital tenha condições de passar de um indivíduo para outro.

Além disso, como esses blocos são protegidos por meio de criptografia, não há a possibilidade de uma pessoa roubar o valor que está contido neles.

As vantagens desse sistema de segurança permitem que cada moeda envolvida na transação tenha condições de chegar ao seu destino correto. Outra questão importante é que esse sistema também evita que uma moeda seja utilizada mais de uma vez.

Até mesmo transações feitas em outras oportunidades são impossibilitadas de serem alteradas, algo que prejudicaria toda a corrente de blocos.

É interessante citar que essa tecnologia não precisa ser utilizada apenas para a circulação de moedas virtuais. Já aconteceu, por exemplo, que o envio de grãos de soja dos EUA para a Ásia fosse registrado por meio da Blockchain.

Conclusão

O comércio virtual ganhou muita força nos últimos anos. O surgimento das moedas criptografadas e a Blockchain refletem o quanto a forma como consumimos produtos e serviços se adapta diante das novas tecnologias.

Portanto, quem tem uma loja virtual, ou pretende ter, vale a pena conhecer mais a fundo essas novas possibilidades.

Assine nossa Newsletter

Para ser atualizado com as últimas notícias, ofertas e anúncios especiais.

Últimas Notícias