26.6 C
Rio de Janeiro
segunda-feira, 17 de junho de 2019 2:2737
- Publicidade -

Fernanda Montenegro passa mal no RS e é internada às pressas no Rio de Janeiro

- Publicidade -

Fernanda Montenegro, 89 anos, está internada no Hospital Samaritano, na Zona Sul do Rio de Janeiro, com quadro de desidratação.

A atriz, de acordo com informações do boletim médico, deu entrada na unidade na madrugada desta quarta-feira (20) e, à tarde, o quadro de saúde era “estável”.

- Advertisement -

Fernanda Montenegro passou mal enquanto atuava em Jaguari, no interior do Rio Grande do Sul.

Aos 89 anos, 75 deles de carreira no teatro, na televisão e no cinema, Fernanda Montenegro é uma das pioneiras e maiores atrizes da história da dramaturgia brasileira. Ela foi a única atriz do país a concorrer ao Oscar, por sua atuação em Central do Brasil (1998), de Walter Salles. Na Globo, atuou em mais de 30 programas, entre novelas, minisséries e especiais.

Fernanda Montenegro ONM, nome artístico de Arlette Pinheiro Esteves da Silva Torres (Rio de Janeiro, 16 de outubro de 1929), ficou conhecida mundialmente por seus trabalhos como  atriz, locutora, radialista e apresentadora.

Fernanda é considerada uma das melhores atrizes brasileiras e é frequentemente referenciada como a grande dama do teatro, do cinema e da dramaturgia do Brasil.

Ela foi a primeira latino-americana e a única brasileira já indicada ao Oscar de Melhor Atriz. É também a única atriz indicada ao Oscar por uma atuação em língua portuguesa, sendo nomeada por seu trabalho em Central do Brasil (1998). Além disso, foi a primeira brasileira a ganhar o Emmy Internacional na categoria de melhor atriz pela atuação em Doce de Mãe (2013).

Dentre os inúmeros prêmios nacionais e internacionais que recebeu em seus mais de sessenta anos de carreira, em 1999, foi condecorada com a maior comenda civil do país, a Grã-Cruz da Ordem Nacional do Mérito, “pelo reconhecimento ao destacado trabalho nas artes cênicas brasileiras”, entregue pelo então presidente Fernando Henrique Cardoso. Além de ter sido cinco vezes galardoada com o Prêmio Molière, ter recebido três vezes o Prêmio Governador do Estado de São Paulo, ganhou ainda o Urso de Prata no Festival de Berlim de 1998 pela interpretação de “Dora” no filme Central do Brasil de Walter Salles, o que valeu uma indicação ao Oscar de melhor atriz em 1999 e ao Globo de Ouro de melhor atriz em filme dramático. Recebeu também vários prêmios da crítica americana, no mesmo ano.

Em 2013, foi eleita a 15ª celebridade mais influente do Brasil pela revista Forbes. Durante a Cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos Rio 2016, Fernanda leu o poema “A flor e a náusea”, de Carlos Drummond de Andrade, dublado em inglês por Judi Dench.

Na televisão, foi a primeira atriz contratada pela TV Tupi, em 1951, onde estrelou centenas de teleteatros, que na direção revezavam-se Fernando Torres, Sérgio Britto e Flávio Rangel. Estreou nas telenovelas, em 1954, com A Muralha, na RecordTV, onde participou de outras produções. Realizou trabalhos na maioria das emissoras produtoras de teledramaturgia, como Band, TV Cultura, RecordTV e Rede Globo – onde permanece desde 1981 –, além das extintas TV Excelsior, TV Rio e a própria TV Tupi.

Assine nossa Newsletter

Para ser atualizado com as últimas notícias, ofertas e anúncios especiais.

Últimas Notícias