sábado, fevereiro 22, 2020
24.4 C
Rio de Janeiro
Início Futebol Vasco da Gama Após tumulto, torcedores do Vasco da Gama entram no Maracanã
- Publicidade -

Após tumulto, torcedores do Vasco da Gama entram no Maracanã

Mais Lidas

Volta Redonda viaja para a estreia na Copa do Brasil

Na quarta, às 15h30min, no estádio Simão Dias, o Voltaço enfrenta o Lagarto

Carnaval começa com chuva forte no Rio de Janeiro

No domingo, a previsão é de céu nublado com chuva fraca a moderada a qualquer hora do dia.

Corpo de Bombeiros libera Sambódromo para desfiles no Rio de Janeiro

Neste ano, a Passarela do Samba recebe desfiles de 43 agremiações
- Advertisement -

A Polícia Militar do Rio de Janeiro informou há pouco que a abertura dos portões do Estádio do Maracanã para a partida entre Vasco da Gama e Fluminense já foi autorizada pela Justiça. “A entrada está sendo organizada e pedimos novamente que haja paz entre os torcedores”, informou a corporação.

Neste momento, o público já consegue acessar o estádio para assistir à decisão da Taça Guanabara.

- Publicidade -

O local registrou tumulto na tarde de hoje (17), enquanto os portões permaneciam fechados. Houve corre-corre e algumas pessoas chegaram a se ferir no meio da confusão. Homens do Batalhão de Choque e de outras unidades da Polícia Militar do estado reforçam o policiamento no estádio.

Disputa

Uma disputa entre o Vasco e o Fluminense pela ocupação do setor sul do Estádio Mário Filho (Maracanã) foi o que levou a Justiça do Rio de Janeiro a determinar o jogo com os portões fechados. A decisão foi tomada pela desembargadora de plantão, Lucia Helena do Passo. No despacho, a magistrada determinou também a devolução dos valores pagos pelos torcedores que já haviam adquiriam ingressos para a partida.

A questão envolvia o direito de ocupar o setor sul do Maracanã. Como o Vasco foi escolhido por sorteio como mandante do jogo, colocou à venda os ingressos daquele setor. Só que já havia uma decisão judicial anterior favorável ao Fluminense.

A disputa em relação a ocupação do setor sul por parte das duas torcidas não vem de hoje e se acirrou na semana que antecedeu a final da Taça Guanabara. Depois de indas e vindas na disputa judicial pelo direito de ocupar o setor sul, o juiz Sandro Lucio Barbosa Pitassi, da 37ª Vara Cível do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, concedeu liminar em favor do Fluminense no que diz respeito ao uso daquele setor.

Diante do impasse e das diversas liminares, na manhã de hoje (17), a desembargadora de plantão no Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, Lucia Helena do Passo, negou o pedido do Vasco de reconsiderar decisão anterior que determinava a realização da final com portões fechados, mesmo com mais de 30 mil ingressos já vendidos. Na decisão, a desembargadora alegou omissão do contrato na falta de acordo entre as partes por setor sul e “risco iminente de conflitos”

As duas torcidas, no entanto, compareceram ao estádio e se aglomeraram nas imediações do Maracanã. A torcida do Vasco entrou em confronto com a Polícia Militar, houve corre-corre e muita confusão. A Polícia Militar jogou bombas de efeito moral. Após a determinação de que a final entre Fluminense e Vasco seria com portões fechados, um enorme confusão começou a ocorrer nos arredores do Maracanã. Revoltados com o ocorrido, torcedores vascaínos entraram em confronto com os policiais que faziam a segurança em torno do estádio. Alguns torcedores ficaram feridos na região. Alguns torcedores ficaram feridos, o que levou o desembargador André Emílio Ribeiro,  do Juizado Especial do Torcedor, a determinar a abertura dos portões.

*Colaborou Nielmar Oliveira, do Rio de Janeiro.

- Publicidade -

Assine nossa Newsletter

Receba as priincipais notícias do Brasil e do Mundo em seu email

Falando Nisso...
Conteúdo Relacionado

- Publicidade -
-- Conteúdo Recomendado -
- Publicidade -

Mais Notícias
Conteúdo Relacionado

Corpo de Bombeiros libera Sambódromo para desfiles no Rio de Janeiro

Neste ano, a Passarela do Samba recebe desfiles de 43 agremiações

Wellington Muniz, o Ceará, assina contrato com a Record TV

Humorista vai atuar no Domingo Show, que estreia sob o comando de Sabrina Sato

“Uma Noite Não é Nada”, com Paulo Betti e Luiza Braga, estreia no Canal Brasil

O drama do cineasta francês Alain Fresnot é ambientado na São Paulo de meados da década de 1980

Wellington Muniz, o Ceará, assina contrato com a Record TV

Humorista vai atuar no Domingo Show, que estreia sob o comando de Sabrina Sato

“Uma Noite Não é Nada”, com Paulo Betti e Luiza Braga, estreia no Canal Brasil

O drama do cineasta francês Alain Fresnot é ambientado na São Paulo de meados da década de 1980

Projeto prorroga cessão do Teatro Casa Grande por mais 20 anos

O espaço fica na Avenida Afrânio de Melo Franco, 290

Horóscopo de sexta-feira 21 de fevereiro de 2020

Confira a previsão dos astros para você

Guarda Municipal atua em apoio aos desfiles das escolas de samba

GM também vai atuar em diversos pontos de folia da cidade

Lauana Prado será a madrinha do “Bloco Villa Country Pinga Ni Mim”

Bloco desfila no Ibirapuera, dia 24 de fevereiro, a partir das 13h

Capes adota modelo inédito de concessão de bolsas

Intuito é corrigir distorções na distribuição do benefício; implementação será feita de forma gradativa
- Publicidade -