Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

EDUARDO SODRÉ*
LAS VEGAS, EUA (FOLHAPRESS) – A Ford vai conectar seus carros a quase tudo. O anúncio da tecnologia que a montadora batizou de C-V2X foi feito na feira de tecnologia CES, em Las Vegas, nos Estados Unidos.


O sistema estabelece a comunicação entre os carros e também desses veículos com os pedestres e as vias. Sinais de trânsito e alertas rodoviários também são reconhecidos e conectados pelo C-V2X.

- Publicidade -


Segundo executivos da Ford, a tecnologia estará presente em todos os veículos vendidos pela marca nos Estados Unidos a partir de 2022.


Don Butler, diretor da divisão de veículos conectados da Ford, explica que todas as funcionalidades só estarão disponíveis quando a rede 5G de transmissão de dados estiver implementada. Porém, os carros podem conversar entre sim e com os pedestres independentemente de haver alguma conexão via telefonia entre eles.


Por não precisar da interferência de uma torre com sinal de celular, o processamento é muito mais rápido.


O mapa interativo que permite que os veículos interajam foi desenvolvido em parceria pela Ford com as empresas Qualcomm, Audi e Ducati.


Dan Butler explica que a tecnologia serve para, por exemplo, aumentar a segurança em cruzamentos sem sinalização semafórica. Os carros podem se comunicar para definir de quem é a preferência. O procedimento vale tanto para automóveis com motorista como para os futuros veículos autônomos.


Um pedestre que esteja prestes a atravessar uma rua distraidamente também pode ser detectado, desde que esteja com um celular reconhecível pelo sistema da Ford. Caso detecte o risco de atropelamento, o carro irá frear por conta própria.


As informações são compartilhas em tempo real. O carro pode enviar automaticamente alertas sobre trechos em obras ou objetos na via.
Quando os carros autônomos estiverem nas ruas, Butler diz que outras funções poderão ser acessadas.


Ele destaca o sistema de alarme para veículos de emergência. Uma vez acionado, o equipamento avisa aos demais automóveis a necessidade de seguir mais rápido. Os carros abrirão passagem automaticamente.

*O jornalista viajou a convite da Ford.

Deixe seu comentário