segunda-feira, fevereiro 24, 2020
20.8 C
Rio de Janeiro
Início Mundo Pelosi é eleita presidente da Câmara dos EUA e não descarta indiciamento de Trump
- Publicidade -
Banner quadrado

Pelosi é eleita presidente da Câmara dos EUA e não descarta indiciamento de Trump

Mais Lidas

Vasco da Gama fica perto de contratar Nicolás Oroz e Matheus, filho de Bebeto, pode pintar na Colina

Inspiração do embala neném de 1994 defende o Sporting de Portugal

Alcolumbre considera reforma tributária pauta “improrrogável”

Presidente do Senado pretende aprovar texto no Congresso Nacional ainda no primeiro semestre deste ano por conta das eleições municipais

Vestida de rainha, Ivete Sangalo abre seu Carnaval em Salvador

A cantora recebeu Marina Ruy Barbosa no trio e no Camarote da Veveta
- Advertisement -

Sem surpresa, a democrata Nancy Pelosi, 78, foi eleita nesta quinta-feira (3) a nova presidente da Câmara dos Deputados americana. Apesar de esperada, a vitória da congressista da Califórnia não deixa de ser mais uma notícia para azedar o dia do presidente Donald Trump, depois de ele ser obrigado a ver o partido adversário reassumir o controle da Casa – os republicanos mantiveram o Senado.


Com a vitória, ela retoma o cargo que perdeu em 2011, após os republicanos assumirem o comando da Câmara.

- Publicidade -


Ela recebeu 220 votos e derrotou o republicano Kevin McCarthy. Apesar de assegurar o número necessário para presidir a Casa, a congressista sofreu baixas entre os próprios democratas: ao menos 13 colegas de partido não votaram na deputada.


Antes mesmo de ser eleita, Pelosi já havia sinalizado que não descarta o indiciamento de Trump, a depender dos resultados da investigação do procurador especial, Robert Mueller, sobre a interferência russa nas eleições presidenciais de 2016. O objetivo é saber se houve conluio entre a campanha do republicano e os russos para eleger o presidente.
Em entrevista à emissora NBC concedida antes de ser eleita, Pelosi afirmou ser uma “discussão em aberto” o entendimento do Departamento de Justiça sobre se o presidente poderia ser indiciado enquanto ocupa o cargo. O departamento diz que ele pode sofrer impeachment, mas não pode ser indiciado.


“Eu não acho que isso é conclusivo”, afirmou Pelosi. “Eu acho que é uma discussão aberta em termos da lei.” A democrata também indicou que a Câmara não vai se apressar para votar o impeachment de Trump, embora o processo não tenha sido descartado.


Mas pelo menos um democrata, o congressista Brad Sherman, da Califórnia, pretende tocar no tema, reintroduzindo artigos de impeachment contra Trump. Ele foi um dos três que ingressou com resoluções, em 2017 para tirar o presidente do cargo, junto com Al Green, do Texas, e Steve Cohen, do Tennessee.


Em outra entrevista, agora ao The Washington Post, Pelosi havia dito que respeitava o cargo que Trump ocupava e as agências do governo que ele indicava. “Eu acho que eu os respeito mais do que ele, olhando para quem ele indicou para esses lugares”, afirmou.


A Câmara que Pelosi passa a presidir a partir desta quinta terá 235 democratas e 199 republicanos – uma disputa na Carolina do Norte ainda está em aberto. Será uma Câmara reconhecidamente mais diversificada, com alguns recordes batidos nas últimas eleições de meio mandato presidencial, entre eles o de maior número de mulheres eleitas – embora a participação de republicanas tenha diminuído na nova configuração do Congresso.


É a Câmara que tem a mulher mais jovem a assumir um posto na casa: a nova-iorquina Alexandria Ocasio-Cortez, 29. Ela é ainda uma das mais proeminentes representantes da ala mais progressista dentro do Partido Democrata – e que já sinaliza choques com nomes tradicionais da legenda em torno de medidas de austeridade econômica.


Terá também congressistas muçulmanas pela primeira vez – Ilhan Omar, de Minnesota, e Rashida Tlaib, de Michigan. Haverá mulheres indígenas, duas latinas eleitas no Texas – pela primeira vez – e duas negras da região da Nova Inglaterra, eleitas por Massachusetts e Connecticut.


Uma das primeiras medidas que serão votadas será o fatiamento de leis de financiamento para reabrir o governo federal – uma paralisação parcial que já dura 13 dias deixou 25% da administração sem recursos. São 800 mil trabalhadores sem receber, em um apagão que deixa parques fechados e provoca outros transtornos ao país.


Para desbloquear a situação, a Câmara deve votar, de um lado, ações com apoio bipartidário que financiariam agências como a Receita Federal americana e o Departamento de Interior até o final do ano fiscal, em setembro.


Outra votação deve abranger recursos à segurança doméstica nos níveis atuais até 8 de fevereiro e incluiria US$ 1,3 bilhão para instalação de cercas, mas sem recursos para o muro que o presidente quer construir na fronteira com o México e que é basicamente o grande responsável pelo atual impasse que deixa o governo fechado.


Mesmo que passe no Senado – o que é improvável, considerando que os republicanos detêm 53 assentos na Casa, e a medida exigiria 60 -, as propostas devem naufragar na Casa Branca. Trump já anunciou que não assinará nenhuma lei que não contemple o dinheiro para a obra.

- Publicidade -

Assine nossa Newsletter

Receba as priincipais notícias do Brasil e do Mundo em seu email

Falando Nisso...
Conteúdo Relacionado

- Publicidade -
-- Conteúdo Recomendado -
- Publicidade -

Mais Notícias
Conteúdo Relacionado

Sapucaí terá Estácio, Viradouro, Mangueira, Tuiuti, Ilha, Grande Rio e Portela

O público vai poder assistir temas diferentes que apresentam questões atuais e história

Marina Ruy Barbosa, Lívia Cady e Rita Batista relaxam no Camarote da Veveta

Spa e identidade olfativa do local são assinados pela Avatim

Vestida de rainha, Ivete Sangalo abre seu Carnaval em Salvador

A cantora recebeu Marina Ruy Barbosa no trio e no Camarote da Veveta

ONG cria canal para apoiar vítimas de transfobia no carnaval do Rio

Vítimas de discriminação poderão pedir apoio jurídico e psicológico

Horóscopo de domingo 23 de fevereiro de 2020

Confira a previsão dos astros para você

Vestida de rainha, Ivete Sangalo abre seu Carnaval em Salvador

A cantora recebeu Marina Ruy Barbosa no trio e no Camarote da Veveta

ONG cria canal para apoiar vítimas de transfobia no carnaval do Rio

Vítimas de discriminação poderão pedir apoio jurídico e psicológico

Horóscopo de domingo 23 de fevereiro de 2020

Confira a previsão dos astros para você

Fantasias criativas marcam desfile do Cordão da Bola Preta no Rio

Cortejo teve início com a execução do hino popular Cidade Maravilhosa

Horóscopo de sábado 22 de fevereiro de 2020

Confira a previsão dos astros para você

Escolas de Samba da série A desfilam hoje e amanhã no Sambódromo do Rio

Nesta sexta-feira, sete escolas se apresentam na Marquês de Sapucaí

Lamsa inicia operação especial de carnaval na Linha Amarela

Via expressa deve receber 285 mil veículos ao longo desta sexta-feira

Vasco da Gama supera o Internacional e encaminha a contratação de Martin Benitez

O Vasco da Gama tem tudo acertado para contratar o meia argentino Martin Benitez, do Independiente, da Argentina. O...

Temperatura despenca e Carnaval no Rio pode ter chuva

Frente fria traz chuva e queda da temperatura para o RJ

Kappa é a nova fornecedora do Vasco da Gama

Empresa ocupa o lugar da Diadora
- Publicidade -