justiça libera fusão entre embraer e boeing Justiça federal cassou liminar e liberou gigante brasileira da aviação para ser anexada pela Boeing (Nilton Cardin/Folhapress)

O TRF-3 (Tribunal Regional Federal da 3ª Região) cassou liminar que suspendia o acordo para a criação de uma joint venture entre a americana Boeing e a brasileira Embraer.

Na semana passada, uma liminar que atendia a um pedido feito por deputados petistas em uma ação popular foi concedida pelo juiz federal Victorio Giuzio Neto, da 24ª Vara Cível de São Paulo, para suspender a negociação.

- Publicidade -

A compra de 80% da divisão de jatos comerciais da Embraer por US$ 3,8 bilhões pela Boeing foi acertada em julho, mas o negócio continua em aberto.

Na decisão desta segunda-feira (10), o desembargador Luiz Alberto de Souza Ribeiro escreveu que “a invasão do Judiciário na autonomia privada das partes causa insegurança jurídica”.

O desembargador também considerou que a ação é precipitada e infundada. “Esta ação apenas estaria a basear-se em meras cogitações de supostas violações a interesses públicos, sem base concreta, talvez movidas apenas por motivações meramente ideológicas.”

O deputado federal Carlos Zarattini (PT-SP) criticou a decisão.

“É estranho, porque quem tomou essa decisão não fomos nós. Quem tomou essa decisão foi um juiz de primeira instância. Um juiz federal, que não me pareceu ter nenhuma vinculação ideológica.”

Deixe seu comentário