Arquivo/Agência Brasil
Arquivo/Agência Brasil

Pela primeira vez, a festa de Réveillon da Avenida Paulista, organizada pela Prefeitura de São Paulo, será com fogos de artifício sem estampido. A mudança cumpre a Lei Municipal 16.897/18, sancionada em maio, que proíbe o uso e a fabricação de quaisquer artefatos pirotécnicos com efeito exclusivamente sonoro. A medida tem como objetivo evitar o mal-estar que esse tipo de barulho provoca em idosos, crianças e animais domésticos.

A lei ainda será regulamentada pelo Executivo. Mesmo assim, a prefeitura informou que decidiu cumprir a lei antes mesmo da regulamentação e adquiriu fogos que produzem o mínimo barulho possível. Serão usados na comemoração de fim de ano produtos apenas com efeitos visuais, sem estampido, que produzem som de baixa intensidade.

- Publicidade -

Em caso de descumprimento da legislação, está prevista multa de R$ 2 mil. O valor é cobrado em dobro se houver reincidência. De acordo com o projeto apresentado pelos vereadores Reginaldo Tripoli e Mário Covas Neto, o uso de fogos de artifício de estampido é nocivo às pessoas com Transtorno do Espectro do Autismo, bebês, idosos e aos animais de estimação.

Deixe seu comentário