Corinthians confirma a volta de Fábio Carille ao clube

Fábio Carille está de volta ao Corinthians
Fábio Carille está de volta ao Corinthians

Fábio Carille, 45, está de volta ao Corinthians. Sete meses após deixar o clube rumo ao Al Wehda, da Arábia Saudita, o técnico foi repatriado pelo time paulista para substituir Jair Ventura, 39, demitido na segunda-feira (3), um dia após o término do Campeonato Brasileiro.


À reportagem, o diretor de futebol da equipe alvinegra, Duílio Monteiro Alves, confirmou o acerto com o treinador. O clube vai pagar a multa rescisória do técnico, que terá um contrato de dois anos, até dezembro de 2020.


“Existe uma multa contratual, a gente não fala em valores, mas o Corinthians vai cumprir o contrato dele fazendo o pagamento dessa multa”, acrescentou Duílio.


Na tarde desta sexta (7), o clube oficializou a informação do retorno do técnico em postagem nas suas redes sociais.


Para tirar Carille do Al Wehda, o Corinthians vai desembolsar cerca de 750 mil dólares (R$ 2,9 milhões), valor previsto como multa no contrato do treinador com o título árabe.


Ainda de acordo com Duílio, o técnico já tem participado do planejamento do Corinthians para 2019.


“Falta alguns detalhes [para divulgarmos o anúncio], mas a partir do momento em que chegamos a um acordo com ele [Carille], a gente passou a conversar com sobre o planejamento. Lógico que ele tem a função dele lá como treinador, a gente tem muito cuidado com isso para que ele saia e deixe a porta aberta, como ele deixou aqui no Corinthians”, afirmou o diretor.


Em sua volta ao Parque São Jorge, Fábio Carille terá a missão de resgatar os bons resultados que o time conseguiu sob o seu comando.
Com Jair Ventura à frente da equipe, o time alvinegro ficou apenas na 13ª colocação do último Campeonato Brasileiro e brigou até a penúltima rodada para evitar o risco de um novo rebaixamento.


Foi um cenário bem diferente daquele deixado por Carille. Efetivado como técnico do Corinthians em dezembro de 2016, o ex-auxiliar iniciou sua jornada no ano seguinte e comandou a equipe em 104 jogos, com 55 vitórias, 30 empates e 19 derrotas, um aproveitamento de 62,5%, rendimento que o levou as conquistas do bicampeonato paulista (2017 e 2018) e do Brasileiro de 2017.


Ex-auxiliar de Tite, em quem sempre espelhou o seu trabalho, Carille resgatou o estilo de futebol com o qual torcida corintiana mais se identifica: armou um forte sistema defensivo e um ataque cirúrgico.
O maior reflexo dessa filosofia de jogo ocorreu no primeiro turno do Nacional de 2017, quando o Corinthians passou 19 jogos invicto, com 14 vitórias e cinco empates, desempenho fundamental para a confirmação do título no fim da temporada.


Quando o técnico se transferiu para o Al Wehda, já em maio deste ano, a diretoria corintiana tentou repetiu a fórmula que deu certo com ele e efetivou o então auxiliar Osmar Loss (43). Em 25 jogos, ele teve aproveitamento de 46,6%, com dez vitórias, cinco empates e dez derrotas, duas delas nas oitavas de final da Libertadores, diante do Colo Colo, que resultaram na eliminação do Corinthians.


Foi justamente a queda diante dos chilenos que provocou a demissão de Osmar Loss em setembro, quando o time paulista foi buscar Jair Ventura.


Nesta segunda passagem, o treinador carregará uma pressão diferente daquela que teve quando assumiu o time alvinegro pela primeira vez. Além de não ser mais uma aposta, defenderá a marca de ter o terceiro melhor aproveitamento entre os técnicos corintianos nesta década, com 62,5%, abaixo apenas de Tite (69,8%, entre 2015 e 2016) e Mano Menezes (64,5%, entre 2008 e 2010).


Isso, porém, não será nada fácil com o atual elenco alvinegro. Desde a conquista do Brasileiro de 2017, o time passou por um desmanche. Seis titulares daquela campanha vitoriosa deixaram o clube: Pablo, Balbuena, Arana, Rodriguinho, Maycon e Jô. As peças de reposição não deram conta do recado, tanto que a equipe alvinegra lutou para não ser rebaixada este ano.


Justamente por causa disso a torcida não está satisfeita apenas com o retorno de Carille. Os corintianos esperam por reforços, algo que será difícil para o clube buscar em grande quantidade, uma vez que a dívida atual do Corinthians superou os R$ 500 milhões neste semestre. Este valor não contabiliza o financiamento do Itaquerão, com dívida na casa de R$ 1,2 bilhão.

Veja a nota oficial do Corinthians sobre o retorno de Fábio Carille ao clube:


Fábio Carille está de volta ao Timão. O treinador, que está no Al-Wehda, da Arábia Saudita, acertou seu retorno ao clube que o revelou para comandar a equipe a partir de 2019.


Como treinador, Carille esteve à frente do Corinthians nas conquistas do Campeonato Brasileiro de 2017 e do Campeonato Paulista de 2017 e 2018. Antes, já integrava a comissão do Alvinegro como auxiliar desde 2009.


Com ele retornam ao clube o auxiliar Leandro Silva, o analista de desempenho Denis Luup, o preparador físico Walmir Cruz e o observador técnico Mauro da Silva. Os contratos serão assinados assim que a comissão técnica retornar ao Brasil.


O vínculo do técnico será válido até o dia 31 de dezembro de 2020.
A reapresentação do elenco e da comissão técnica acontece no dia 3 de janeiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Renato Gaúcho

CBF terá que reprovar Renato Gaúcho em curso de treinador

Maya Gabeira

Maya supera trauma e batalha fora do mar para confirmar recorde no surfe