TV Brasil recebe Clarice Magalhães, Elisa Addor e Roberta Nistra no Samba na Gamboa
TV Brasil recebe Clarice Magalhães, Elisa Addor e Roberta Nistra no Samba na Gamboa

O cantor e apresentador Diogo Nogueira bate um papo com três expoentes da geração de jovens cantoras da Lapa: Clarice MagalhãesElisa Addor e Roberta Nistra na edição inédita do Samba na Gamboa desta sexta (7), às 21h45, na TV Brasil.

Durante o programa, as convidadas revelam seu talento de bambas e mostram a força feminina no samba. Com o anfitrião, as cantoras interpretam grandes sucessos como “Samba pras moças”, “Madalena do Jucu”, “Beija-me”, “É D’Oxum”, “Resignação”, “Conto de areia” e “Mas quem disse que eu te esqueço”.
As apresentações das artistas são disputadas pelos amantes do gênero que apreciam as composições lançadas pelo trio em seus projetos solo e as releituras que elas fazem de clássicos do gênero.
No decorrer da conversa com o sambista e apresentador, as divas contam passagens de suas trajetórias, destacam a importância da geração de artistas que lutou pela revitalização da Lapa e falam sobre as conquistas e as dificuldades das mulheres no mundo do samba.
Clarice Magalhães, Elisa Addor e Roberta Nistra há se apresentaram juntas no show “Samba das meninas” em 2012 em um bar da Lapa. Com sucesso, as cantoras interpretaram clássicos do samba e canções dos álbuns que haviam lançado.
Militantes da música nacional, elas fazem questão de abrir espaço para as jovens instrumentistas em seus shows. Com carinho e respeito às tradições, as convidadas de Diogo Nogueira no Samba na Gamboa fazem questão de enaltecer as compositoras que as inspiraram em suas carreiras.
Trajetória das musas
Clarice Magalhães, Elisa Addor e Roberta Nistra já escreveram seus nomes na história das rodas de samba da Lapa. Na entrevista para o programa da emissora pública, o trio ressalta a contribuição dos eventos na região boêmia do Rio de Janeiro para ingressarem no meio artístico e ao mesmo tempo para revigorar o gênero musical.
Clarice criou uma orquestra de pandeiros e transmite sua paixão pelo instrumento aos alunos. É instrumentista, pandeirista, cantora e compositora. Após tocar na Orquestra de Pandeiros Pandemonium entre 1997 e 1998, integrou o conjunto Cordão do Boitatá e o grupo Batifundo, já com Roberta Nistra e Marcello Mattos. Como pandeirista do grupo Choro na Feira, fez shows nos Estados Unidos. Também já acompanhou bambas, como Wilson das Neves. Em 2009, lançou seu primeiro disco “Meu saravá”, com composições inéditas e regravações.
Elisa Addor comandou durante seis anos a roda de samba do Comuna do Semente, uma das mais tradicionais do Rio. Seu nome foi lançado no concurso “Jovens Bambas do Velho Samba”, que venceu com o grupo Cana de litro.
Em 2011, Elisa lançou seu primeiro CD, com duas canções de sua autoria “Janaína” e “Deixa falar” (com Valmyr de Oliveira). Participou de diversos projetos culturais do samba com o “Lapa de todos os sambas”, com três gerações de cantores, músicos e compositores de samba no CCBB.
Nascida em Vila Isabel, Roberta Nistra é cantora, compositora e instrumentista e, aos 18 anos, já integrava o grupo que acompanhava o cantor Moreira da Silva. Já compôs com bambas como Moacyr Luz, mas, antes de se firmar no mundo do samba, trabalhou como comerciária e frentista de posto de gasolina.  O talento artístico de Roberta, porém, falou mais alto.
Em 2010, ela já comandava as rodas do Semente ao lado do violonista Fernando Temporão. Participou de projetos como o “Lapa de todos os sambas”, e do grupo Batifundo. Em 2011, lançou o CD “Roberta Nistra”, com faixas como “Mãe África” (Paulo César Pinheiro e Sivuca), Afoxé de Oxalá (Luís Antônio Simas) e Francisco de Oxum (Lucio Sanfilippo).
Sobre a sétima temporada do Samba na Gamboa
Nesta sétima temporada, em 21 edições de 52 minutos, o sambista Diogo Nogueira recebe nomes aclamados e artistas em início de carreira de várias vertentes da música nacional. A nova geração está representada por jovens talentos que estão conquistado espaço como Arlindinho, Juninho Thybau, Mingo Silva e Nego Álvaro, entre tantos outros.
Já a turma com a bagagem de anos na estrada reúne astros como Martinho da Vila, Beth Carvalho, Zeca Pagodinho, Sombrinha, Teresa Cristina, Roberta Sá, Antonio Carlos e Jocafi, Xande de Pilares, Pretinho da Serrinha e Nilze Carvalho, além dos grupos Fundo de Quintal, Amigos do Pagode 90 e Casuarina.
Produzido pela TV Brasil em parceria com a Giros, o Samba na Gamboa tem direção geral de Belisário França. A banda que acompanha Diogo Nogueira no programa é formada por Alceu Maia (produção musical e cavaquinho), Cacau de Castro (surdo), Carlinhos de Castro (pandeiro), Daniel Félix (percussão), Victor Neto (sopros) e Wallace Peres (violão sete cordas).
No ar toda sexta-feira, às 21h45, o Samba na Gamboa também pode ser acompanhado pela TV Brasil nas madrugadas de sexta para sábado, às 4h45, e aos sábados, às 18h30. As edições do programa também ficam disponíveis no site da TV Brasil. O conteúdo sob demanda pode ser acessado no endereço: http://tvbrasil.ebc.com.br/sambanagamboa.
Serviço
Samba na Gamboa – sexta-feira, dia 7/12, às 21h45, na TV Brasil
Samba na Gamboa – sexta-feira, dia 7/12, para sábado, dia 8/12, às 4h45, na TV Brasil
Samba na Gamboa – sábado, dia 8/11, às 18h30, na TV Brasil
Samba na Gamboa – http://tvbrasil.ebc.com.br/sambanagamboa