Renato Gaúcho - Foto: Lucas Uebel/Grêmio
Renato Gaúcho - Foto: Lucas Uebel/Grêmio

O Grêmio encerrou há pouco a temporada, mas já sabe como será seu início de ano. Garantido na fase de grupos da Libertadores, o clube bateu martelo sobre a programação para pré-temporada e Gauchão.

O período de preparação será estendido e com isso, o chamado grupo de transição atuará nas primeiras rodadas do estadual. Tudo para dar mais fôlego ao elenco principal. A ideia é que o grupo de transição atue contra Novo Hamburgo e Aimoré. Com chances de também representar o Grêmio diante de Juventude e São Luiz-RS.

- Publicidade -

Se o time B jogar quatro rodadas, pacote que ainda será revisado de acordo com os treinos e rendimento em campo, Everton e companhia só devem atuar diante do Caxias. A partida fora de casa está marcada para 3 de fevereiro.

O time a ser treinado por Thiago Gomes será reforçado. Alguns nomes do grupo principal serão cedidos para as partidas, conforme avaliação física durante a pré-temporada. Reforços também poderão ser colocados à disposição. Um método similar com aquele usado pelo clube para jogos do Brasileiro de Aspirantes da CBF.

Na comparação com 2018, o planejamento tem diferença. Na arrancada deste ano, com o elenco principal ainda de férias após disputa do Mundial de Clubes em Abu Dhabi, o Grêmio jogou quatro rodadas do estadual apenas com jovens e reforços contratados.

O rendimento ruim fez o grupo comandado por Renato Gaúcho assumir a campanha antes do previsto. A pré-temporada acabou sendo encurtada também pela disputa da Recopa Sul-Americana, contra o Independiente (ARG). Agora, o Grêmio entende que terá mais espaço na agenda.

O grupo de jogadores do Grêmio se reapresenta no dia 4 de janeiro e treinará em Porto Alegre. O clube usará a estrutura do CT Presidente Luiz Carvalho e hotel no bairro Moinhos de Vento como base da preparação.

Ao longo do período, o elenco deve encarar jogo-treino. Amistosos, em um primeiro momento, estão descartados.