23.7 C
Rio de Janeiro
sábado, 25 de maio de 2019 2:2942
- Publicidade -

Trump cancela encontro com Putin no G20 em retaliação por apreensão de navios ucranianos

- Publicidade -

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, informou em uma rede social que cancelou o encontro previsto com o presidente russo, Vladimir Putin, durante a cúpula do G20, em Buenos Aires.

Trump afirmou em seu perfil no Twitter que a reunião bilateral foi cancelada diante da recusa russa de devolver os três navios ucranianos apreendidos no domingo passado (25) e libertar seus tripulantes.

- Advertisement -

“Eu espero por um novo encontro significativo assim que esta situação se resolver”, escreveu o americano, que disse atender aos melhores interesses de todos os envolvidos.
Dois navios pequenos de guerra e um rebocador ucranianos foram apreendidos pela patrulha de fronteira da Rússia quando tentavam entrar no mar de Azov pelo estreito de Kertch -território compartilhado entre os dois países. Nesta terça-feira (27), 15 dos 24 marinheiros detidos foram sentenciados a dois meses de prisão.

Putin afirmou nesta quarta-feira (28) que as forças navais russas agiram corretamente e que o incidente foi provocado pelos ucranianos para aumentar a tensão na região e levar a mais sanções contra os russos. O líder russo afirmou ainda que vários barcos ucranianos passaram tranquilamente pelo estreito de Kertch em setembro.

A Ucrânia, que decretou lei marcial no país alegando ameaça de uma invasão russa, diz que estava em obediência às leis marítimas internacionais e que alertou a Marinha russa de que passaria pelo estreito.

O episódio levou a duras críticas aos russos dos EUA e de vários países do bloco europeu. Nesta terça (27), Trump já alertara que poderia cancelar o encontro com Putin no G20, que acontece nos próximos dois dias na capital argentina.

Um porta-voz do Kremlin citado pela agência de notícias Ifax disse ter descoberto sobre o cancelamento pelo Twitter e que não houve nenhum comunicado oficial da diplomacia americana.

A primeira vice-ministra de informação da Ucrânia, Emine Dzhaparova, disse nesta quinta em entrevista coletiva que a Argentina proibiu a exibição, durante a reunião do G20, de um cartaz de campanha do governo ucraniano que simboliza os efeitos das agressões da Rússia contra seu país. O cartaz mostra um mapa da Ucrânia com a Crimeia dividida e sangrando.

“Eu vivia na Crimeia e minha família ainda está lá, e o que contam hoje sobre o nível de censura e de opressão em que vivem é assustador, corresponde ao de um ambiente de guerra e exceção constante”, afirmou Dzhaparova sobre a situação na região, mais de quatro anos após a anexação do território pela Rússia.

A vice-ministra disse que sua presença no G20 tem como objetivo chamar a atenção dos líderes para pedir a liberação dos marinheiros ucranianos junto com as três embarcações.

Últimas Notícias

Rescisão de Maxi López do Vaso da Gama aborrece Leandro Castan e outros nomes podem sair

Fernando Miguel, Yago Pikachu, Leandro Castán e Bruno César estão descontentes e com o pé atrás.

Agenor comemora momento do Fluminense: ‘Estamos em uma crescente’

Tricolor vem de duas goleadas na sequência, diante de Cruzeiro e Atlético Nacional-COL

Everton Ribeiro aposta em sequência de jogos do Flamengo em casa para embalar

Mais Querido irá enfrentar Athletico Paranaense, Fortaleza e Corinthians no Rio de Janeiro

Edmundo diz que Vasco da Gama propôs rescisão para Maxi López

Além disso, Edmundo afirmou que a diretoria do Vasco da Gama age com incoerência no assunto.

Maxi López, que deve rescindir com o Vasco da Gama, teria proposta do Ceará

Coincidência, ou não, o Ceará foi o mesmo destino de Thiago Galhardo, que rescindiu com o clube na justiça.

Neymar se apresentará à seleção brasileira neste sábado

Alisson e Roberto Firmino serão os últimos a se juntarem ao restante do elenco brasileiro

Partidários de Bolsonaro se mobilizam para pressionar o Congresso

Os principais apoios às manifestações de domingo partem de núcleos tão diversos como os discípulos de Olavo de Carvalho, o "guru" ideológico de Bolsonaro, grupos de extrema-direita e sindicatos de caminhoneiros.

Brasileiro Karim Ainouz ganha prêmio Um Certo Olhar, em Cannes

O filme é uma "denúncia do patriarcado e do prejuízo que pode causar", disse Ainouz.

Modelo que morreu durante o SPFW tinha problemas cardíacos, aponta laudo

O documento aponta que o jovem teve um mal súbito por conta de uma cardiopatia não diagnosticada anteriormente