O Flamengo manteve o sonho de conquistar o título brasileiro. Com a vitória sobre o Sport por 1 a 0, neste domingo (18), na Ilha do Retiro, o time rubro-negro assumiu a vice-liderança, com cinco pontos de desvantagem para o Palmeiras.

O Flamengo teve Lucas Paquetá expulso infantilmente e gol de Willian Arão para chegar aos 66 pontos. Para ser campeão, no entanto, a equipe carioca precisa vencer as partidas e torcer para que os paulistas somem apenas mais três pontos. Já o Sport -15º colocado- segue com 38 pontos e na luta para tentar escapar do rebaixamento.
Os times voltam a campo no meio de semana. Na quarta-feira (21), o Flamengo recebe o Grêmio, às 21h45 (de Brasília), no Maracanã. O Sport entra em campo na quinta-feira (22), Às 21h (de Brasília), contra a Chapecoense, na Arena Condá.

- Publicidade -

Alguns detalhes atraíram olhares dos torcedores logo no início do jogo. O péssimo estado do gramado da Ilha do Retiro foi um deles. A opção do técnico Dorival Júnior por escalar Geuvânio na vaga de Everton Ribeiro surpreendeu bastante, principalmente pelo fim de contrato do atacante ex-Santos e por sofrer muita resistência entre os torcedores. Por fim, um Flamengo longe das suas características, “reativo” e com a tentativa de jogar nos erros do Sport.

Depois da boa atuação na vitória do Flamengo sobre o Santos, quando defendeu até pênalti de Gabigol, o goleiro César começou bem na Ilha do Retiro. Aos 13min, os donos da casa tiveram boa oportunidade em cobrança de falta. Michel Bastos bateu com categoria para bela intervenção do arqueiro carioca.

Com o equilíbrio no primeiro tempo, o Flamengo criou boa chance aos 19min. Renê foi ao fundo e cruzou para trás. Vitinho chutou para defesa do goleiro Maílson. As jogadas pelo lado esquerdo, inclusive, foram utilizadas em sequência pelos cariocas através da dupla.

O Sport teve mais de posse de bola na etapa inicial do que o Flamengo -cerca de 60%. O placar ficou no 0 a 0, mas poderia ter sido diferente nos minutos finais. Aos 43min, Vitinho entrou na área costurando e cruzou para trás. A bola desviou em Ronaldo Alves e não entrou por muito pouco.

No segundo tempo, o Flamengo ficou em desvantagem no número de jogadores a partir doas 18 minutos. Vendido ao Milan e com uma queda de rendimento acentuada recentemente, Lucas Paquetá teve mais uma atuação para esquecer. O camisa 11 recebeu cartão amarelo e foi expulso pouco tempo depois ao parar um contra-ataque do Sport. Agora, o meia só tem mais dois jogos a cumprir pelo clube da Gávea: Cruzeiro (fora) e Atlético-PR (Maracanã).

Mesmo com menos um jogador em campo, o Flamengo quase conseguiu o gol da vitória em uma bela jogada. Aos 33min, Berrío acionou Everton Ribeiro e apareceu na área. O cruzamento veio na medida, mas o colombiano acertou a trave direita de Maílson.

Depois do lance de Berrío, Fellipe Bastos chutou de fora e César neutralizou. O Flamengo, no entanto, se manteve em cima e conseguiu o gol do triunfo aos 37min. Vitinho cobrou escanteio e o volante Willian Arão se antecipou ao goleiro Maílson para estufar a rede de cabeça, garantindo o segundo triunfo consecutivo dos cariocas.

SPORT

Maílson; Cláudio Winck, Adryelson, Ronaldo Alves, Ernando; Marcão (Fellipe Bastos), Jair, Gabriel, Mateus Gonçalves, Michel Bastos (Matheus Peixoto); Hernane (Marlone). T.: Milton Mendes

FLAMENGO

César; Léo Duarte, Réver, Rhodolfo, Renê; Cuéllar, Willian Arão, Lucas Paquetá, Geuvânio (Everton Ribeiro), Vitinho (Piris da Motta); Henrique Dourado (Berrío).
T.: Dorival Júnior

Estádio: Ilha do Retiro, em Recife (PE)
Juiz: Raphael Claus (SP)
Cartões amarelos: Cláudio Winck (Sport); Lucas Paquetá (Flamengo)
Cartão vermelho: Lucas Paquetá (Flamengo)
Gol: Willian Arão, aos 37min do segundo tempo