Moro durante discurso em Estoril 30/5/2017 REUTERS/Rafael Marchante

O juiz federal Sérgio Moro, anunciado pelo presidente eleito Jair Bolsonaro como seu ministro da Justiça e Segurança Pública, afirmou nesta terça-feira que aceitou integrar o governo levado pela sensação de que a operação Lava Jato um dia poderia acabar e que o Brasil retomaria seu padrão de impunidade.

Durante coletiva de imprensa em Curitiba, Moro, que encabeçou a operação Lava Jato, disse que pretende implementar o modelo de força-tarefa, como usado pela operação, no combate à corrupção e ao crime organizado.

- Publicidade -

Moro afirmou ainda que sua ida a Brasília não está ligada ao processo que condenou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e que entender sua entrada no governo como recompensa seria um equívoco.

(Por Laís Martins, em São Paulo)

Deixe seu comentário