Ramon em ação contra o Fluminense no Maracanã- Foto: Rafael Ribeiro/Vasco.com.br
Ramon em ação contra o Fluminense no Maracanã- Foto: Rafael Ribeiro/Vasco.com.br

O importante triunfo obtido sobre o Fluminense já faz parte do passado no Vasco da Gama. Na tarde desta terça-feira (06/11), dois dias após a partida disputada no Maracanã, o elenco cruzmaltino se reapresentou no CT do Almirante, em Vargem Pequena, já com as atenções voltadas para o próximo desafio, que será diante do Grêmio no domingo (11), às 17 horas, em Porto Alegre.

Rival do Gigante da Colina no fim de semana, o Tricolor Gaúcho é o atual campeão da América e entrará em campo embalado pelo excelente resultado da rodada passada, quando venceu o Atlético Mineiro por 1 a 0 em plena Arena Independência, em Belo Horizonte. Em quinto lugar com 55 pontos, o Grêmio precisa do triunfo para seguir com chances de conquistar uma das vagas diretas para a Conmebol Libertadores 2019.

- Publicidade -

– O desempenho do Grêmio nos últimos anos fala por si só. É um time muito forte dentro de casa e com um ataque excelente. É uma equipe que gosta de ter a bola e de dominar o jogo. Eles estão fazendo um grande trabalho nesses dois anos com o Renato. Esperamos uma partida bastante complicada, até porque eles precisam dessa vaga para a Libertadores para salvar o ano, mas vamos para lá fortes após essa vitória. Ela nos fez respirar e começar a sair da parte inferior da tabela. Iremos procurar pontuar, então conquistar um empate não seria ruim – declarou o camisa 27.

Na Arena do Grêmio, por ter recebido o terceiro cartão amarelo contra o Tricolor das Laranjeiras, o Vasco da Gama não poderá contar com o experiente zagueiro Leandro Castan. A ausência foi lamentada por Ramon, com quem o camisa 25 divide a responsabilidade de fechar os espaços no lado esquerdo da defesa. O capitão cruzmaltino, entretanto, acredita que Oswaldo Henríquez possui plenas condições de substituí-lo à altura.

– Um cara da qualidade do Castan faz falta para qualquer equipe. Ele joga do meu lado e somos bem entrosados, até porque já atuamos juntos antes. Além de ser um jogador de muita técnica e que possui um excelente tempo de bola, ele é um líder do grupo dentro e fora de campo, mas nosso elenco tem demonstrado força nos últimos jogos. O Boca tem entrado e vem treinando forte. É um zagueiro que vai muito bem na bola área e isso será importante, pois o Grêmio usa muito isso lá frente com o Geromel e o Cícero. Ganhamos um jogador alto e forte na defesa – afirmou o lateral, destacando por fim o espírito de luta da equipe diante do Fluminense.

– Eu falei na minha última coletiva que a irregularidade é a grande responsável por estarmos nessa fase da competição brigando pela permanência. Estamos nos cobrando bastante para melhorar esse fator, pois sabemos quanto é importante para uma equipe ser regular no Brasileiro. Falando do último jogo, não é desculpa, mas sábado estava fazendo um calor absurdo no primeiro tempo. Depois do intervalo, voltamos melhores e até dominamos uma parte do segundo tempo. Foi quando conseguimos um gol e passamos a jogar para não perder. O mais importante era vencer – finalizou o capitão.

Deixe seu comentário