Jair Bolsonaro
Jair Bolsonaro

A União Europeia cumprimentou nesta segunda-feira, em carta, o presidente eleito Jair Bolsonaro, e apelou para a manutenção das parcerias estratégicas entre a UE e o Brasil em áreas como comércio, defesa e também direitos humanos, além do acordo de comércio Mercosul-UE.

“A UE e o Brasil têm uma longa parceria estratégica que tem ajudado a desenvolver uma extensiva cooperação em temas bilaterais e multilaterais de interesse comum como comércio, ciência e tecnologia, sociedade da informação, defesa e segurança, energia, proteção ambiental e direitos humanos”, diz a carta a assinada pelo presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, e pelo presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk.

- Publicidade -

O texto relembra ainda a negociação do acordo comercial Mercosul-União Europeia, que vem sendo negociada há 12 anos e poderia ser fechada até o início do próximo ano. Esta semana, mais uma reunião de negociação acontece em Bruxelas para tentar chegar a um acordo final.

Algumas declarações de Bolsonaro causaram estranheza entre os europeus, entre elas a intenção de unificar os ministérios do Meio Ambiente e Agricultura – a Europa importa produtos agrícolas brasileiros mas tem normas rígidas em relação à produtos que agridem o meio ambiente -, e as críticas a questões de direitos humanos.

Bolsonaro posteriormente voltou atrás na fusão dos das pastas de Agricultura e Meio Ambiente.

(Reportagem de Lisandra Paraguassu)

Deixe seu comentário