25.6 C
Rio de Janeiro
segunda-feira, 15 de julho de 2019 7:0827
- Publicidade -

Jean Wyllys se diz ameaçado e culpa Bolsonaro e diz que brasileiros elegeram fascismo

Jean Wyllys que vai cumprir mais um mandato como Deputado Federal, mesmo sem ter tido votos suficientes, mas foi beneficiado pelo Quociente eleitoral, concedeu entrevista ao jornal O Globo e culpou Jair Bolsonaro por estar recebendo ameaças de seus apoiadores.

O deputado do Psol, que conseguiu pouco mais de 24 mil votos nesta eleição e perdeu mais de 80% de seu eleitorado, fez oposição intensa ao presidente eleito e chegou a cuspir nele, em 2016, durante a votação do impeachment da então presidente Dilma Rousseff (PT) na Câmara. Como se não bastasse a falta de postura, Wyllys disse que faria de novo.

- Advertisement -

“Estou praticamente em cárcere privado pelas medidas de segurança que fui obrigado a respeitar. Logo, no momento, estou preocupado em me manter vivo, em cuidar da minha saúde que está abalada pelo volume de mentiras e ameaças contra mim. Estou preocupado em sobreviver, em recobrar as forças num país que elegeu o fascismo”, disse Wyllys ao O Globo.

A assessoria parlamentar de Bolsonaro comentou as declarações de Jean Wyllus e disse que quem levou uma facada foi o presidente eleito, que Wyllys chama de fascista. “Coincidências ou não, o terrorista que cometeu o crime, era filiado ao partido do ‘ameaçado de morte’, o PSOL. É aquele velho enredo que a população já percebeu: ‘Acuse os adversários do que você faz, chame-os do que você é’. Assim é a linha auxiliar do PT”

Assine nossa Newsletter

Para ser atualizado com as últimas notícias, ofertas e anúncios especiais.

Últimas Notícias