21.8 C
Rio de Janeiro
quinta-feira, 18 de julho de 2019 2:2231
- Publicidade -

Estupro em Fortaleza pode ter ocorrido por intolerância política

Publicidade

Uma estudante de 33 anos foi vítima de estupro ontem (25) próximo ao campus da Universidade de Fortaleza (Unifor), onde estuda. O crime gerou comoção e diversas entidades e estudantes protestaram na manhã de hoje em frente à instituição. A suspeita é que o crime tenha ocorrido por intolerância política.

Segundo a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Ceará (SSPDS), o crime foi denunciado na noite de quinta-feira. A mulher se dirigiu à Casa da Mulher Brasileira e foi acolhida no Centro de Referência da Mulher por uma equipe de assistentes sociais e psicólogos. Ela foi encaminhada para a Perícia Forense para realização de exame de corpo de delito e, em seguida, a uma unidade de saúde para ser medicada.

Publicidade

A cópia de uma mensagem supostamente enviada para a estudante circula nas redes sociais. No texto, há a ameaça de estupro e a pessoa a chama de comunista.

Estudantes da Unifor e de outras universidades realizaram um protesto na manhã de hoje (26) contra a violência sofrida pela mulher e contra a intolerância política.

Nota da OAB
Em nota, a Comissão de Direitos Humanos da Ordem dos Advogados do Brasil – Secção Ceará (OAB/CE) disse que acompanha o caso “com consternação” e que o crime aparentemente ocorreu “por motivações políticas”. Ainda segundo a nota, a estudante havia denunciado a autoridades de segurança que recebia ameaças há vários dias.

“É lamentável e repugnante o nível que se chega nessas eleições. É preocupante o empoderamento de grupos que repercutem o discurso de ódio”, frisa a nota da comissão.

A OAB/CE faz parte do recém-lançado Observatório da Intolerância Política e Ideológica do Ceará, que monitora e acompanha denúncias e casos de violência relacionados a preconceitos, discriminações e intolerância. O observatório é formado também pelas Defensorias Públicas da União (DPU) e do Estado (DPE) e pelo Conselho Estadual de Defesa dos Direitos Humanos (CEDH).

O Ministério Público Estadual (MPCE) informou que está em contato com a Polícia Civil do Ceará para colaborar no esclarecimento do crime e punir os responsáveis. O caso está sob responsabilidade da Delegacia de Defesa da Mulher de Fortaleza.

A Unifor também lançou nota repudiando a violência sofrida pela estudante e afirmando que “está tomando as medidas cabíveis junto às autoridades competentes e coloca a sua estrutura de apoio jurídico e psicológico para acompanhamento.”

Assine nossa Newsletter

Para ser atualizado com as últimas notícias, ofertas e anúncios especiais.

Últimas Notícias

Jorge Jesus sente primeiro cheirinho: Flamengo está elimindado da Copa do Brasil

O Flamengo está fora da Copa do Brasil. O milionário time do Flamengo foi eliminado pelo Athletico-PR...

Cruzeiro perde para Atlético-MG, mas avança às semifinais da Copa do Brasil, veja os gols

O Cruzeiro usou a força da sua camisa e a tradição na Copa do Brasil, torneio que...

Grêmio vence o Bahia e está nas semifinais da Copa do Brasil, veja o gol

Com gol de Alisson, o Tricolor superou o time da casa por 1 a 0

Ina Wroldsen Lança novo single ‘Forgive or Forget’

A cantora já compôs para Britney Spears, Little Mix, One Direction, Anne Marie e muitos outros

Psicanalista Cristiane Medina comenta sobre depressão na terceira idade

Depressão é um problema silencioso que muitas vezes passa despercebido entre os familiares. Os idosos também podem...

MetrôRio encontra porteiro que perdeu carteira com mais de R$ 2 mil na estação Pavuna

Saga para localizar cliente, que perdeu o objeto na estação Pavuna, durou 15 dias e mobilizou várias equipes

“El Chapo” é sentenciado à prisão perpétua nos Estados Unidos

O mexicano, considerado o maior narcotraficante após a morte de Pablo Escobar, comandou o cartel de Sinaloa, maior organização de tráfico de drogas do mundo

Horóscopo de quinta-feira 18 de julho de 2019

Confira a previsão do horóscopo para o dia 18 de julho de 2019 e fique por dentro de tudo...

PDT suspende Tabata Amaral e outros deputados que votaram a favor da reforma da Previdência

A sigla também deliberou que filiados que façam parte de grupos de financiamento externo não receberão legenda do PDT para disputar eleições.

Empresários do ramo de alimentos é alvo de operação do MPRJ

Quadrilha de membros da mesma família desviou cerca de R$ 305 milhões