Jean Wyllys, que só foi reeleito deputado federal pelo Rio de Janeiro graças ao quociente eleitoral, conseguiu uma vitória na justiça sobre Jair Bolsonaro, candidato a presidência da República pelo PSL.

Leia Também:

- Publicidade -

Jean Wyllys diz que cuspiria em Bolsonaro novamente e chama companheiros de PSOL de hipócritas

Segundo informações de Lauro Jardim, de O Globo, em decisão tomada na terça-feira, os desembargadores da 12ª Câmara Cível do TJ/RJ mantiveram a decisão de primeira instância que nega o pedido de Jair Bolsonaro para que Jean Wyllys se abstenha de fazer comentários pejorativos sobre ele .

“Bolsonaro processou Jean Wyllys por danos morais depois que o parlamentar, em uma entrevista concedida em 2017, afirmou que o presidenciável era fascista, desonesto, nepotista, entre outras palavras carinhosas”, diz o colunista do Jornal Carioca.