33 fake news sobre Manuela D’Ávila (PCdoB), candidata a vice na chapa de Fernando Haddad (PT) terão de ser retiradas do ar pelo Facebook.

O ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) Sérgio Banhos determinou, determinou na segunda-feira, 8, em caráter liminar, que o conteúdo deve ser retirado em até 24 horas do ar pela rede social.

Além da retirada do conteúdo, os autores devem ser identificados pelo Facebook à Justiça e o Ministério Público Eleitoral deve ser intimado a se manifestar sobre o caso.

Os advogados da coligação ‘O Povo Feliz de Novo’ (PT/PC do B/PROS) afirmaram em representação que “as pessoas representadas responsáveis pelas contas e páginas no Facebook teriam se utilizado da rede social para ofender e difamar a candidata Manuela D’Ávila e a coligação representante, por meio da publicação de vídeo, no qual se atribui condutas moralmente reprováveis à candidata”.

O ministro do TSE entendeu ser ‘viável’ a concessão da liminar para derrubar o conteúdo pelo fato de as publicações “mancharem a imagem da candidata perante o público católico e cristão, com o objetivo evidente de interferir no pleito eleitoral”. “Ademais, a mídia foi claramente editada com uso de montagem – por meio da qual se desvirtuou o conteúdo original do vídeo produzido pela candidata representante para combater a homofobia nas escolas -, contendo agressão e ataque à imagem da candidata, atribuindo-lhe conceito sabidamente inverídico.”

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here