O Botafogo vem de sete pontos conquistados nos últimos nove disputados no Campeonato Brasileiro, faz boa campanha no Estádio Nilton Santos e está em crescimento. O técnico Zé Ricardo se apega a estes aspectos positivos para o time se recuperar da eliminação na Sul-Americana e reagir nesta terça-feira, contra o Vasco.

O treinador concedeu entrevista coletiva nesta segunda-feira, falou do reencontro com Alberto Valentim e do clássico, além de convocar a torcida. Confira os principais trechos:

- Publicidade -

DUELO COM ALBERTO VALENTIM

– Realmente no passado recente nós nos enfrentamos algumas vezes. Quis o destino que após algumas situações estivéssemos agora em lados opostos. Conhecemos elenco, forma de trabalhar, mas sempre tem uma ou outra coisa que pode ser colocada. Botafogo e Vasco precisam da vitória, acredito que será um bom confronto.

FASE DOS TIMES

– Pela história e tradição dos clubes, tenho respeito pelo Vasco, tudo que tem sido construído no Botafogo, sempre temos expectativa de que esses clubes possam estar brigando em cima. Estamos nos preparando para um grande jogo, sabendo das dificuldades que vamos enfrentar. É pensar exclusivamente nesse jogo, quem sabe possa ser o início da nossa recuperação.

CRESCIMENTO

– É uma construção. Esperamos que equipe continue a evolução, foram três vitórias e um empate nos últimos cinco jogos, certeza que caminhamos alguns passos. Precisamos reforçar essa caminhada, jogando bem e vencendo as partidas importantes, como a dessa terça.

PARTE FÍSICA

– Estamos tentando recuperar 100% os atletas, temos alguns problemas, mas faz parte da rotina do campeonato. Esperamos contar com todos na partida de amanhã. Hoje se define quem vai para o jogo.

ZAGUEIROS FORTES NO ATAQUE

– Carli e Igor (Rabello) são atletas que fazem muitos gols, têm boa impulsão e posicionamento, é uma jogada forte. Precisamos apresentar mais opções para ter variações e armas fortes em todos os setores. Mas contamos bastante com a bola parada ofensiva nossa.

MOISÉS

– Moisés está bem. Conversamos com ele, realmente nenhum atleta gosta de perder pênalti, sente, tem 22 para 23 anos. Contamos com ele para o resto da temporada, está bem recuperado, tem oportunidade de se fortalecer como atleta. Esse episódio vai servir para crescer na carreira dele como atleta.

REENCONTRO COM O VASCO

– Certamente vou reencontrar pessoas importantes. Desde a minha saída tenho contato com pessoas que se tornaram amigos. Foi um clube que me abraçou em momento difícil da carreira. Por problemas e momento pessoal, houve a saída. Alcançamos todas as metas que traçamos no início do ano, final do Carioca e fase de grupos da Libertadores. Havia desgaste pessoal, precisava dar um tempo. Vasco tem um jogo intenso, ganhou muito com Máxi, dobradinha com Andres. Botafogo está em crescimento, esperamos demonstrar isso no jogo.

O QUE ESPERAR DO JOGO

– Difícil fazer avaliação. Alberto (Valentim) vem tentando solucionar problemas, assim como nós. Jogo equilibrado, dois tentando buscar o gol porque precisam da vitória. Vasco teve bastante tempo para se preparar, nós tivemos que fazer ajustes, mas quando o juiz apitar tem tudo para ser muito equilibrado.

ATENÇÃO MÁXIMA

– Não tem nada de tranquilo. O estado de alerta tem que ser o máximo possível, o objetivo principal agora é se afastar da zona perigosa para efetivamente não passarmos por sustos. Todos estão bem informados e conscientes do que precisam fazer. Jogar em casa ajuda, conhecemos o campo, esperamos que a torcida nos ajude. Estamos mostrando evolução, esperamos transformar em vitória.