Jean Wyllys não foi convidado para ser ministro da educação de um possível governo de Fernando Haddad, caso o petista seja eleito.

A notícia que circula nas redes sociais é falsa, assim como o boato de que o deputado do PSOL,não foi reeleito.

- Publicidade -

O texto falso que circula em redes sociais vem acompanhado de uma outra fake news. A imagem diz que Jean teria dado declarações contra cristãos. “A bíblia é uma piada, quem crê nela é palhaço, e as igrejas são um circo”, diz o texto mentiroso.

Jean Wyllys conseguiu sua reeleição para a Câmara dos Deputados pelo Rio de Janeiro, mas sai enfraquecido do pleito de 2018.

O ex-BBB foi eleito com uma quantidade bem inferior ao que esperava e só conseguiu uma cadeira em Brasília por conta do quociente eleitoral miserável de votos, puxado por Marcelo Freixo.

Leia Também: Reeleito, Jean Wyllys manda recado para haters e apoia Haddad: “Vão ter que aturar”

O quociente eleitoral é um método pelo qual se distribuem as cadeiras nas eleições pelo sistema proporcional de votos em conjunto com o quociente partidário e a distribuição das sobras, ele conseguiu o mínimo de votos exigidos para ocupar uma cadeira na Câmara e acabou se reelegendo porque Marcelo Freixo teve excelente votação, sendo o segundo candidato com mais votos no Rio.

Jean Wyllys conseguiu 24.295 votos, que correspondem a 0,31 dos votos válidos. Em 2014, Jean obteve 144 mil votos. Comparando as duas eleições em 4 anos, Jean conseguiu perder cerca de 120 mil votos.