Ao contrário dos filhos do presidenciável, campeões de votos em São Paulo para a Câmara e no Rio de Janeiro para o Senado, a ex-mulher de Bolsonaro Cristina Bolsonaro (ou Cristina Valle) (Pode) não conseguiu se eleger deputada.

A ex-mulher do candidato do PSL a presidência da república conseguiu modestos 3.805 votos, Ana Cristina Siqueira Valle manteve uma união estável com Bolsonaro por dez anos.

- Publicidade -

A ex de Bolsonaro ganhou fama repentina às vésperas da eleição quando uma ação aberta em 2008 foi revelada pela revista Veja.

Segundo informações da Veja, o final da relação não foi amigável e os dois protagonizaram um término truculento.Na ocasião da separação, Ana Cristina Valle ela ingressou com uma ação na 1ª Vara de Família do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro em 2007 acusando Bolsonaro de furtar bens de seu cofre em uma agência no Banco do Brasil, que, entre joias e dinheiro vivo, totalizavam 1,6 milhão de reais em valores atualizados.

Ainda de acordo com a publicação, na ação, Cristina também acusou Jair Bolsonaro de ter um “comportamento explosivo” e uma “desmedida agressividade” e, ainda, de manter uma “próspera condição financeira”, com uma renda mensal que chegava a 100 000 reais à época – cerca de 183 000 em valores atualizados.