24 C
Rio de Janeiro
segunda-feira, 20 de maio de 2019 11:1612
- Publicidade -

Bolsonaro e Haddad disputam 2º turno no próximo dia 28; militar venceu em quatro das cinco regiões

- Publicidade -

Candidatos com mais intenções de voto na corrida presidencial, Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT) terão que esperar até o fim do mês para saber quem comandará o país. Por voto popular, os dois presidenciáveis disputam o segundo turno no dia 28 de outubro, segundo os números apurados e divulgados pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) na noite deste domingo (7). Bolsonaro e Haddad disputam a Presidência pela primeira vez e foram os dois mais votados entre os 13 postulantes ao Palácio do Planalto. O militar recebeu mais de 49 milhões de votos, enquanto o petista registrou mais de 31 milhões.

O candidato do PSL venceu o concorrente no Sul, Sudeste, Centro-Oeste e Norte. Haddad só bateu Bolsonaro no Nordeste, conhecido por ser reduto eleitoral do PT. O resultado do primeiro turno quebrou hegemonia de PT e PSDB na eleição presidencial. Nos últimos seis pleitos, os dois primeiros colocados foram de um desses dois partidos, com duas vitórias do PSDB (1994 e 1998) e quatro do PT (2002, 2006, 2010 e 2014).

- Advertisement -

O próximo presidente será conhecido no próximo dia 28 de outubro e o vencedor governará o Brasil de 1º de janeiro 2019 a 31 de dezembro de 2022.

Reportagem, Tácido Rodrigues

#Eleições2018

Últimas Notícias

Alexandre Campello garante reforços no Vasco da Gama e diz que meta e fica entre os 10 primeiros do Brasileirão

O presidente do Vasco da Gama também falou sobre a busca de um terreno para a construção de um Centro de Treinamentos

Estado do Rio tem aumento de mortes por intervenção policial em abril

Número de vítimas registrado em abril foi o menor para o mês nos últimos quatro anos

Werley sobre o Vasco da Gama: “A torcida ainda vai ter muito orgulho desse time”

O zagueiro também falou sobre o início ruim no Campeonato Brasileiro

Contribuinte paga caro pelas mordomias de ex-presidentes; veja os valores

Em 2018, o Estado Brasileiro gastou R$ 4,6 milhões com cinco ex-presidentes

Peruanos protestam contra pedágios em vias construídas por Odebrecht e OAS

São pedágios "contaminados pela corrupção", declarou o prefeito de Lima, Jorge Muñoz, ao convocar a Câmara dos Vereadores para discutir a questão.

Ford vai eliminar 7 mil empregos; cerca de 10% de sua equipe mundial

Em março, a Ford anunciou a eliminação de mais de 5.000 vagas de empregos na Alemanha.

Luxemburgo confirma barca no Vasco da Gama

Elenco do Gigante da Colina tem mais de 40 jogadores

Bolsonaro diz que reforma tributária será apresentada após aprovação da Previdência

Se a reforma tributária for aprovada pela CCJ, proposta será examinada por uma comissão especial antes de ser analisada pelo Plenário da Câmara