24 C
Rio de Janeiro
segunda-feira, 20 de maio de 2019 11:3813
- Publicidade -

Eleições 2018: TRE-RJ esclarece problemas na votação do RJ e comenta relatos de fraudes

- Publicidade -

O Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro , TRE-RJ , se pronunciou sobre os incidentes durante as eleições no Rio de Janeiro.

O TRE-RJ se manifestou sobre as grandes filas em seções editoriais no Rio de Janeiro e disse que tal problema se deu por diversas razões, “entre as quais o fato de que, por se tratar de uma eleição que envolve a digitação dos números de seis candidatos, inclusive de duas vagas para senador, alguns eleitores têm dificuldades para votar, o que causa uma maior demora na votação.”

- Advertisement -

O Tribunal também comentou sobre os relatos de fraude, feitos por diversos eleitores e também por Flávio Bolsonara, candidato ao Senado e filho do candidato Jair Bolsonaro.

“Quanto a relatos de “fraudes” nas urnas, de candidatos que “não aparecem” quando os seus números são digitados pelo eleitor, o TRE-RJ esclarece que se trata de informação falsa”, diz o TRE-RJ.

Confira as explicações do TRE-RJ sobre as eleições no RJ na integra:

O Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro esclarece que, em relação às filas nos locais de votação, tal situação, que tem sido verificada em diversos estados do país, deve-se a uma série de razões, entre as quais o fato de que, por se tratar de uma eleição que envolve a digitação dos números de seis candidatos, inclusive de duas vagas para senador, alguns eleitores têm dificuldades para votar, o que causa uma maior demora na votação. Da mesma forma, a identificação biométrica está sendo feita, em todo o estado, para os mais de  2,3 milhões de eleitores cadastrados pela Justiça Eleitoral, bem como para os mais de 4,6 milhões que tiveram seus dados do Detran-RJ aproveitados, o que também pode gerar uma demora maior do que a habitual.

O TRE-RJ reforça que o aproveitamento dos dados do Detran-RJ, embora no momento da votação possa gerar alguma demora, será positivo para o eleitor, que, tendo sua biometria validada, poderá ser dispensado pelo TSE de comparecimento posterior ao cartório eleitoral para realizar o cadastramento. Além disso, deve-se destacar que o TRE-RJ orienta os mesários de que nenhum eleitor poderá ser impedido de votar por não ter suas digitais reconhecidas. Nesse caso, o mesário deve liberar o acesso à urna do eleitor que se identificou com um documento oficial com foto e esteja apto a votar naquela seção.

Quanto a relatos de “fraudes” nas urnas, de candidatos que “não aparecem” quando os seus números são digitados pelo eleitor, o TRE-RJ esclarece que se trata de informação falsa. É comum o eleitor se confundir no momento da digitação dos números, o que leva a esse tipo de questionamento equivocado. Há casos em que o eleitor vota no primeiro cargo de senador e se esquece de que há outro candidato a ser escolhido para o mesmo cargo, confundindo com os cargos subsequentes de governador e presidente.

Além disso, o grande aumento, nestas eleições, da circulação de mensagens em aplicativos e redes sociais gera insatisfação em muitos eleitores devido a informações inverídicas. Por exemplo, um vídeo que vem circulando com imagens de garis transportando urnas eletrônicas não representa qualquer irregularidade. Em razão de convênio firmado pelo TRE-RJ com a Comlurb, esses profissionais estão devidamente habilitados a desempenhar tal atividade, que é acompanhada por servidores da Justiça Eleitoral e policiais militares.

Últimas Notícias

Alexandre Campello garante reforços no Vasco da Gama e diz que meta e fica entre os 10 primeiros do Brasileirão

O presidente do Vasco da Gama também falou sobre a busca de um terreno para a construção de um Centro de Treinamentos

Estado do Rio tem aumento de mortes por intervenção policial em abril

Número de vítimas registrado em abril foi o menor para o mês nos últimos quatro anos

Werley sobre o Vasco da Gama: “A torcida ainda vai ter muito orgulho desse time”

O zagueiro também falou sobre o início ruim no Campeonato Brasileiro

Contribuinte paga caro pelas mordomias de ex-presidentes; veja os valores

Em 2018, o Estado Brasileiro gastou R$ 4,6 milhões com cinco ex-presidentes

Peruanos protestam contra pedágios em vias construídas por Odebrecht e OAS

São pedágios "contaminados pela corrupção", declarou o prefeito de Lima, Jorge Muñoz, ao convocar a Câmara dos Vereadores para discutir a questão.

Ford vai eliminar 7 mil empregos; cerca de 10% de sua equipe mundial

Em março, a Ford anunciou a eliminação de mais de 5.000 vagas de empregos na Alemanha.

Luxemburgo confirma barca no Vasco da Gama

Elenco do Gigante da Colina tem mais de 40 jogadores

Bolsonaro diz que reforma tributária será apresentada após aprovação da Previdência

Se a reforma tributária for aprovada pela CCJ, proposta será examinada por uma comissão especial antes de ser analisada pelo Plenário da Câmara