Na capital argentina, Buenos Aires, os candidatos Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT) disputariam o segundo turno das eleições presidências. No primeiro, neste domingo (7), compareceram metade (3.199) dos 6.210 eleitores registrados. Destes, 1.120 (35%) votaram em Bolsonaro; 797 (24%) votaram no Haddad e 611 (19%) votaram em Ciro Homes (PDT), que ficou em terceiro lugar.

Antes mesmo de a Embaixada do Brasil abrir as portas, às 8h, um pequeno grupo já esperava para votar. Ao meio-dia, a quantidade de eleitores engrossou, a tal ponto que dava uma volta no quarteirão. A votação transcorreu tranquilamente – mas houve um bate-boca, na calçada, pouco antes de as urnas fecharem.

- Publicidade -

Um grupo de argentinos levou duas bandeiras (uma do Brasil e outra da Argentina), pedindo a libertação de Lula e acusando Bolsonaro de machista. A ideia era pregá-las na rua, na frente da embaixada, mas foram impedidos por duas eleitoras brasileiras que, aos gritos, arrancaram uma das bandeiras do chão.