Zé Ricardo sai chateado com empate do Botafogo, mas feliz pelo espírito da equipe

Author

Categories

Share

Empatar com o líder para muitos não é um resultado a ser lamentado. No Botafogo, é. O técnico Zé Ricardo aprovou a atuação da sua equipe no empate em 2 a 2 com o São Paulo e ressaltou que a vitória poderia ter sido conquistada no Estádio Nilton Santos, neste domingo.

Em entrevista coletiva, o treinador destacou o espírito competitivo do time. Confira os principais trechos:

SENTIMENTO

– É um empate que deixa a gente realmente chateado porque poderia ter saído com a vitória. Enfrentamos o então líder da competição, com grandes jogadores. Deixamos a mensagem da competitividade. Se formos competitivos igual fomos hoje, poderemos jogar de igual para igual diante de qualquer equipe.

ARBITRAGEM

– Tenho dois anos e meio de profissional. Só lembro de ter falado de arbitragem uma vez, se não me engano na Arena Corinthians, num gol mão do Jô, ainda pelo Vasco. Não gostei da arbitragem. O Rafael (Traci) não foi bem. No primeiro gol, na minha visão, pode ser passível de discussões, mas acho que Diego estava impedido. Logicamente o nosso atleta não vai dar passe pra trás ali, a bola bateu nele. Anderson Martins, que foi meu zagueiro, excelente zagueiro, poderia ter sido expulso. Passível de expulsão também um lance no Igor Rabello. Nunca justifiquei nenhum tipo de resultado, mas é importante essa questão. Tem que estar atento em todas as situações. De forma geral, acho que a arbitragem foi ruim.

O JOGO

– A nossa equipe teve bom comportamento geral, gostei mais no primeiro tempo. Sem dúvida que a gente perdeu volume na marcação com a saída do Jean, demos espaços ao São Paulo, que fez um segundo tempo melhor. Se falar da pontuação dos times, a gente somou um ponto. Mas se falar pelo que criamos, a chateação fica.

SAULO

– Tenho muita confiança no Saulo e no Diego. Não é fácil substituir dois ídolos da equipe. Jefferson ídolo do clube e o Gatito que é um ídolo recente. A cada jogo, eles são colocados à prova. A gente viu hoje um atleta corajoso, o São Paulo usou muito a bola aérea. Ele foi arrojado. No lance do São Paulo, foi uma falha coletiva, Rabello já tinha chegado na cobertura, muita gente já tinha passado. A gente falhou no rebote. Falha coletiva. Ele (Saulo) mostrou um talento que a gente já conhece no final do jogo. É normal essas variações para um atleta que foi colocado à prova. Para mim, deu conta do recado.

PARABÉNS AO TIME

– Parabenizei porque a entrega foi muito grande, o respeito ao São Paulo foi muito grande, mas em nenhum momento deixamos de acreditar na vitória. Precisamos ser agressivos, competitivos e sempre com Fair Play.

VOLTA DE GATITO

– Não posso responder ainda infelizmente. Avaliamos. Tanto Flavio Tênius quanto Jorcey disseram que tinha de esperar mais. Na terça-feira, antes do treino, certamente vou passar para vocês.

PIMPÃO SUBSTITUTO DE ERIK QUARTA

– A tendência natural é essa mesma. Acho que são atletas que têm alguma semelhança. Pimpão e Erik gostam de jogar pelo mesmo lado. Temos que ajustar algumas coisas.

LESÃO DE JEAN

– Está sentindo muitas dores, mas vamos avaliar com calma para ver como será o aproveitamento dele na sequência. A saída do Jean fez a gente perder volume defensivo. Talvez seja o único com esse volume de marcação no nosso elenco. Gustavo, Matheus e Lindoso são mais criadores do que pegadores. Logicamente que o São Paulo perdendo fez mexidas para ganhar volume.

BOA FASE DE KIEZA

– A gente sabe que um jogador com a experiência e rodagem dele é uma questão de oportunidade e fase mesmo. A gente acredita no atleta e tem que passar confiança. Tanto Brenner quanto Aguirre precisam de confiança, mas o momento do Kieza é positivo. O falar dele, o posicionamento e toda preocupação dele ajudam. Feliz por reencontrar o melhor momento dele

ERROS

– Erramos algumas decisões que vínhamos conversando, principalmente no terço final do campo. Não podemos tomar decisões equivocadas, porque Bahia tem muitas armas, e isso pode ser fatal pra gente. Nossa transição poderia ter sido melhor sem dúvidas, tivemos oportunidades. Tecnicamente a gente pecou ao não fazer essa transição.

JOGO ABERTO

– As substituições do Aguirre foram para buscar a vitória. A gente com calma poderia ter buscado o terceiro, mas alguns fatores nos impediram. São Paulo conseguiu empate, e o jogo ficou aberto pelo desgaste das duas equipes.

APOIO DA TORCIDA

– Acho que é uma sequência. Se conseguirmos fazer bons jogos, e a torcida perceber o empenho e a entrega, ela virá. Ela é fundamental pra gente. Foi hoje e será fundamental na quarta-feira.

INGRESSOS BARATOS

– Iniciativa muito positiva da nossa direção. É um ano muito difícil, e somente a união de jogadores, diretoria, funcionários e principalmente a torcida pode nos ajudar. O apoio dela nos deixa mais forte para seguir.

Author

Share