O Flamengo realizou, na manhã desta terça-feira (25), o último treinamento antes da viagem para enfrentar o Corinthians em São Paulo. Antes do trabalho no Campo 5, o técnico Maurício Barbieri concedeu entrevista coletiva no Ninho do Urubu e falou sobre a preparação, além de projetar a partida de quarta.

“O tempo é curto e temos que pensar mais na recuperação dos jogadores do que trabalhar ou treinar. Precisamos fazer escolhas importantes e vou fazer isso analisando as características do adversário. Não posso adiantar essa parte, pois do outro lado tem um treinador competente que está curioso. Vamos escolher de acordo com o que o Corinthians vai apresentar e com o que temos de melhor”, afirmou Barbieri.

- Publicidade -

Lembrando do primeiro jogo no Maracanã, o treinador falou sobre as características da equipe adversária e o retorno de Diego após suspensão. “O jogo que eles fizeram demonstrou algumas possibilidades. Não posso ter a certeza de que eles vão com três volantes, que terão a torcida empurrando ou postura diferente do primeiro confronto. A tendência é eles mudarem isso, pois a própria torcida vai exigir que ataquem mais. Se o Corinthians escolher se manter na defesa, temos que ter calma e tranquilidade para fazermos um bom jogo. Ajuda muito o retorno do Diego, pois ele é um jogador de qualidade indiscutível e sua carreira mostra isso. Tem um peso importante para o elenco. Ele treinou ontem e hoje. Se voltar, será importante”, analisou.

O Flamengo volta a campo nesta quarta-feira (26), às 21h45, quando encara o Corinthians na Arena Corinthians, em São Paulo. A partida é válida pelo jogo da volta das semifinais da Copa do Brasil.

Confira outros trechos e a coletiva completa na FlaTV

Vitória contra o Atlético-MG e favoritismo na semifinal

Toda vitória dá confiança e torna o ambiente melhor para trabalhar. Um resultado importante contra um grande adversário como o Atlético é sempre bom. Agora temos um desafio enorme conta outra grande equipe. Acredito que não tenha um favorito em um jogo como esse, dois times grandes. Temos tudo para fazer uma ótima partida e buscar uma classificação importante. É o duelo mais importante do ano se tratando de Copa do Brasil.

Adversário recuado

Qualquer equipe quando enfrenta outra muito recuada tem dificuldades para achar espaços. A Copa do Mundo ilustrou isso em mais de um exemplo. É uma questão de espaço e de circular a bola. Precisamos ser eficientes. Normalmente não se tem muitas oportunidades e isso já desarma a proposta do adversário.

Penalidades para decidir a vaga

Não é uma situação nova. Já passamos para outras decisões que poderiam ter ido para os pênaltis. Ainda não tivemos isso esse ano, mas já nos preparamos e estamos prontos para essa possibilidade. Nosso desejo e objetivo é conquistar a vitória dentro dos 90 minutos. Se for para as penalidades, temos grandes batedores e um goleiro excelente com um bom retrospecto.