O prefeito Marcelo Crivella anunciou, nesta sexta-feira (10/08), a segunda etapa das obras na comunidade do Faz Quem Quer, no Turiaçu, Zona Norte da cidade.

Será feita a urbanização da parte mais alta da localidade, com a construção de praça, quadra de esporte e academia da terceira idade. O projeto, orçado em R$ 2,6 milhões, será concluído em três meses. Na primeira etapa, foram removidas 102 famílias que estavam vivendo em área de risco. Os moradores foram encaminhados para o aluguel social, e os barracos, demolidos. Na encosta do morro é construído um paredão para acabar definitivamente com a possibilidade de deslizamentos.

“Quando nossas equipes vieram aqui, no início do ano, no período de chuvas fortes do verão, alertaram para gravidade da situação dessas pessoas. Removemos todas da área crítica e começamos as obras, porque o risco de acontecer uma tragédia com mortes era grande”, disse Crivella, em visita à comunidade, ao lado do secretário municipal de Infraestrutura e Habitação, Sebastião Bruno.

A comunidade do Faz Quem Quer se estende por dois bairros, Turiaçu e Rocha Miranda, e conta com 18 mil moradores. A líder comunitária Luciene Costa, 42 anos, nascida e criada ali, contou que as obras trazem “um renascimento” à localidade:

“É um renascer para nós. Nas últimas chuvas fortes, em fevereiro, passei 96 horas acordada, alerta para o perigo do desabamento. Precisávamos demais desse cuidado com a nossa comunidade. No próximo verão, estaremos mais seguros. Isso não tem preço, é um renascimento para nós”.

Outro morador animado com a perspectiva de um verão mais tranquilo era Amilton da Silva, 66 anos, 35 deles na comunidade.

“Há muitos verões convivemos com o pesadelo das fortes chuvas, sempre no início do ano. Sempre esperando o pior acontecer. Agora acho que teremos dias mais tranquilos neste verão, e ainda vamos ganhar uma área de lazer. Ver tudo isso sair do papel, da promessa, é incrível”, comemorou Silva.

Deixe seu Comentário