Os visitantes que chegarem ao Jardim Botânico do Rio de Janeiro no dia 13 de junho serão presenteados com entrada gratuita e muito mais. Para comemorar seus 210 anos de fundação, o JBRJ preparou um pacote de novidades com o intuito de tornar a visita ainda mais interessante e prazerosa para todos. Facilidades para compra de ingressos, maior cobertura wi-fi, e aplicativo de visita interativa marcarão a experiência de visitação ao espaço. Como parte das celebrações, serão lançadas também novas trilhas, além de medalha e selo comemorativos.

O projeto “Transformação Digital e Educação Ambiental do Jardim Botânico do Rio de Janeiro” realizado com apoio da Fundação BB, Banco do Brasil e Associação de Amigos do Jardim Botânico (AAJB) disponibilizará o aplicativo “Jardim Digital” interativo para smartphones e tablets. O app – disponível para os sistemas iOS e Android – traz informações sobre trilhas, plantas, animais e monumentos e um mapa com a localização dos principais atrativos e pontos de interesse. A iniciativa contou com investimento da Fundação BB no valor de R$ 3,1 milhões e do Jardim Botânico, de R$ 300 mil.

A finalidade é levar informações relevantes de educação ambiental de forma lúdica e didática. Uma das funcionalidades será a visitação por meio de realidade virtual, com roteiros em 360º pelas trilhas locais. Dessa forma, será possível que educadores realizem atividades, inclusive, com alunos de escolas distantes.

Com a expansão da cobertura da rede wi-fi, a ferramenta também poderá ser baixada e usada em qualquer ponto do Jardim. Um segundo módulo do aplicativo – com previsão de entrega até dezembro de 2018 – incluirá jogos que ajudam a conhecer melhor a flora e a fauna dos ecossistemas.

Outra inovação decorrente do projeto irá atender uma das reivindicações mais antigas dos frequentadores: a compra de entradas por meio de cartões de débito de todas as bandeiras. O Jardim  Botânico do Rio de Janeiro se torna, assim, o primeiro órgão público federal a aceitar essa forma de pagamento. Ainda estão previstas novas possibilidades que aguardam mudanças nas regras do Tesouro Nacional, como a compra de ingressos pela Internet, aplicativo e cartão de crédito.

Outra boa notícia é que os carrinhos elétricos voltaram a circular diariamente, com novo sistema. Agora, o visitante pode descer nos pontos de parada, aproveitar cada atração com calma e continuar o passeio no carrinho seguinte, que passará a cada 30 minutos. Desta forma, é possível atender a um número maior de pessoas. O sistema de controle de acesso das catracas também está sendo renovado, agilizando a entrada e saída dos visitantes.

Novas trilhas

Na tarde de 13 de junho, o Jardim Botânico do Rio de Janeiro inaugura os Caminhos do Sagrado. Trata-se de um conjunto formado pelo Jardim Bíblico – que reabre reformulado e com placas informativas sobre as espécies –, e duas novas trilhas: a Indígena e a Africana.

O Jardim Bíblico apresenta sete espécies de plantas mencionadas na Bíblia (TEB), como a oliveira (Olea europaea L.) e a arruda (Ruta graveolans L.). Cada placa interpretativa traz o trecho onde a planta é mencionada, com a referência do livro, capítulo e versículo correspondente.

A Trilha Africana é composta de 19 espécies de plantas. Além do nome popular e do científico, as placas trazem o nome e o uso de cada planta nas religiões africanas ou afro-brasileiras. Fazem parte da trilha tanto espécies originárias da África, como a noz-de-cola (obi) e o flamboyant, quanto outras que são utilizadas nos rituais em substituição a alguma espécie africana, como é o caso da gameleira.

Jardim Botânico
Jardim Botânico

Na Trilha Indígena, são encontradas 17 espécies identificadas por seus nomes populares, científicos e ameríndios. Também são indicados seus usos tradicionais e, em alguns casos, os usos recentes, como a fabricação de arcos de violino com pau-brasil e a produção de cosméticos com várias outras espécies.

Selo e medalha

Para tornar os 210 anos do Jardim Botânico realmente inesquecíveis, os Correios farão no dia 13 de junho o lançamento de um selo e um carimbo personalizados da data. A imagem escolhida foi a da vitória-régia, espécie que, assim como as palmeiras-imperiais, é uma das principais atrações do JBRJ. O selo estará à venda nas agências dos Correios e na loja da AAJB, no Jardim.

A Casa da Moeda, por sua vez, cunhou uma medalha comemorativa dos 210 anos, com a paisagem que reúne o Lago e o Cômoro Frei Leandro e a vitória-régia. A medalha tem edição limitada e será entregue a ex-dirigentes da instituição e a autoridades que colaboraram para que o Jardim Botânico continue a ser uma das mais importantes instituições de pesquisa do mundo em sua área e um dos lugares mais belos e queridos do Rio de Janeiro e do Brasil.

Inclusão e transformação digital

Complementar aos próprios esforços que o Banco do Brasil vem realizando para a transformação digital de seus processos e negócios, o BB criou a estratégia Inova Brasil, com iniciativas comprometidas com a responsabilidade socioambiental e com a inovação.

Democratizar o acesso ao Jardim Botânico do Rio de Janeiro faz parte dos objetivos de ampliar oportunidades culturais e de acesso ao conhecimento, de relevante alcance cultural e social.

O apoio da Fundação Banco do Brasil ao Jardim Botânico reforça o objetivo de fomentar a inovação e a cultura digital, fortalecendo os laços com a sociedade.

Serviço


210 anos do Jardim Botânico do Rio de Janeiro – 13 de junho de 2018
Rua Jardim Botânico, 1008
Horário de funcionamento: das 8h às 18h.
Entrada gratuita nessa data.