O Banco do Brasil anunciou nesta quinta-feira, 17, nova redução das taxas de juros para pessoas físicas e jurídicas, o que reflete as seguidas reduções da taxa Selic pelo Comitê de Política Monetária desde o final de 2016. O BB também antecipou parte dos reflexos previstos após a implementação das ações de autorregulação do sistema financeiro para o cheque especial.

Para o presidente do BB, Paulo Caffarelli, mesmo com a Selic estável, anunciamos hoje nova redução de taxas, o que estimula a concorrência saudável no sistema bancário e resulta em melhores condições para a contratação de crédito para os nossos clientes.

O destaque da redução nos juros para pessoas físicas fica com o cheque especial, que será reduzido em até 0,6 ponto percentual ao mês, com taxas a partir de 1,99% ao mês, de acordo com o perfil de relacionamento dos clientes com o Banco. As taxas entram em vigor a partir da próxima segunda-feira, 21.

Para empresas, redução chega a 1,5 ponto percentual ao mês

Os clientes pessoas jurídicas do BB agora poderão ter taxas até 1,5 ponto percentual menor, ao mês, em diversas linhas, de acordo com o relacionamento comercial mantido com o BB e com o faturamento da empresa.

O Banco do Brasil reviu critérios de enquadramento possibilitando que mais clientes que concentram seus negócios no BB tenham acesso às taxas mais baixas. Os benefícios desta medida já podem ser percebidos pelos clientes do BB.

Outra redução de taxa para pessoas jurídicas ocorreu na linha Giro Empresa, com taxa mínima saindo de 1,72% para 1,48% ao mês, já em vigor a partir de hoje, 17.

Reduções recentes também para veículos, imobiliário e crédito pessoal

Nos últimos 30 dias, o BB já havia anunciado cortes nas taxas de juros em outras linhas de crédito para pessoas físicas.

* Crédito veículo – sofreu ajustes que variaram entre 0,09 e 0,25 ponto percentual ao mês, a depender do prazo, tipo de veículo e percentual de entrada. A taxa mínima agora parte de 0,93% ao mês.

* Crédito imobiliário – ajustes entre 0,15 e 0,8 ponto percentual ao ano na linha de carteira hipotecária, a depender do perfil de relacionamento. Taxas a partir de 8,99% ao ano para as linhas do Sistema Financeiro de Habitação (SFH).

* Crédito não consignado –  com redução entre 0,34 e 1,25 ponto percentual ao mês, a depender do prazo e perfil de relacionamento do cliente. Taxas partem de 2,81% ao mês.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here