- Publicidade -

Dyogo Oliveira assume presidência do BNDES e defende reinvenção do banco

- Publicidade -

Ao tomar posse nesta segunda-feira (9), o novo presidente do Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Dyogo Oliveira, destacou os resultados obtidos com as reformas econômicas promovidas pelo governo. O ex-ministro do Planejamento, disse que é preciso reinventar o BNDES, dando mais corpo e velocidade às mudanças feitas últimas duas gestões.

“Vamos reinventar o BNDES, para que continue a ser o que sempre foi, o maior promotor do desenvolvimento do Brasil”, afirmou Dyogo Oliveira. Ele prometeu que o BNDES tratará quem bate à sua porta, não como beneficiário, e sim como cliente, que “merece ser recebido e atendido com rapidez e eficiência”.

- Publicidade -

Dyogo Oliveira defendeu a atuação do banco em áreas em que não há recursos de financiamento disponíveis e ressaltou que a instituição deve atuar, não como um competidor no mercado, mas um parceiro. “Na era do juro baixo, o BNDES será diferente. Não será nem maior, nem menor. Será diferente, será mais importante”, disse ele, que também defendeu a proatividade na elaboração de projetos.

O ex-ministro do Planejamento abriu o discurso destacando a recuperação da economia, lembrando que o governo teve início em um cenário de inflação alta, juros altos, desemprego e descrédito internacional. “Recebemos um país no fundo do poço, no fundo do poço mais fundo, onde o Brasil nunca tinha estado. A maior e mais prolongada crise da nossa história”, afirmou Dyogo, destacando que o país entra agora em um ciclo de crescimento que deve durar de oito a 12 anos pelo menos.

- Publicidade -

Ao tomar posse, em cerimônia na sede do banco, no Rio de Janeiro, Dyogo Oliveira, que foi ministro durante 23 meses, agradeceu a confiança do presidente MIchel Temer, e homenageou parentes. Participaram da solenidade o ministro Carlos Marun, da Secretaria de Governom e os interinos da Fazenda, Eduardo Guardia, do Planejamento, Esteves Colnago, do Esporte, Fernando Avelino, e do Trabalho, Helton Yomura. O ex-ministro da Fazenda Henrique Meirelles também assistiu à cerimônia, assim como o governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão, e o senador Romero Jucá (MDB).

Ao deixar a presidência do BNDES, o economista Paulo Rabello de Castro disse que a instituição vive “um novo tempo”, depois de de ter enfrentado a falta de apoio da opinião pública, acusações e duas comissões parlamentares de inquérito (CPIs) no ano passado. Ele destacou também a recuperação da economia do país.

- Publicidade -

“Repito, sem preocupação de errar, que ao BNDES se deve tudo que de bom, mais produtivo e sustentável ocorreu na trajetória do nosso progresso social nos últimos 60 anos”, afirmou Rabello. Ele pediu à diretoria do BNDES que recepcione com “fé e entusiasmo” o novo presidente.

O ex-ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, disse que o crescimento da demanda por bens de capital por parte das empresas, e por bens duráveis por parte das famílias, sinaliza mais confiança na economia brasileira. “Vivemos agora um ciclo longo de crescimento, em vez de um ciclo como o do passado que era criado por bolhas de consumo”, afirmou Meirelles. Ele defendeu as reformas promovidas pelo governo como uma mudança de direção na economia brasileira. “A extensão das mudanças é imensa. O impacto dessas medidas ainda não foi totalmente avaliado e percebido, mas ficará explícito com o passar do tempo.”

Rabello de Castro e Meirelles deixaram os cargos na última semana para cumprir o prazo de desincompatibilização (seis meses) necessário para disputar as eleições de outubro.

- Publicidade -

Falando Nisso...
Conteúdo Relacionado

Mais Notícias
Conteúdo recomendado para você

Rio poderá ter política municipal de cuidados paliativos

O projeto prevê que os cuidados paliativos devem ser ofertados o mais precocemente possível no curso de qualquer doença potencialmente fatal

Agora é lei: radares móveis de velocidade têm que ser visíveis

A lei ainda determina que o Detran-RJ deve publicar anualmente uma lista com a receita arrecadada com a cobrança de multas

Linha Amarela: Lamsa limpa 7km de sistema de drenagem de seus viadutos

Concessionária também fará conservação das passarelas e varrição das pistas

UOL lança série documental: “PCC – Primeiro Cartel da Capital”

Com direção do cineasta João Wainer e conteúdo desenvolvido pela MOV, produtora de vídeos do UOL, série retrata a trajetória de uma das maiores organizações criminosas do Brasil

Wander Wildner e Gustavo Kaly fazem show intimista no Rio

Artistas se apresentam na Audio Rebel

Vasco da Gama corre risco de rebaixamento por conta do Caso Clayton; Fluminense observa

Presidente do clube, Alexandre Campello, nega irregularidade: 'O Vasco não é a Portuguesa'

Lava Jato: Polícia Federal faz operação no Rio contra lavagem de dinheiro

A operação é chamada de Patron, ou seja, “patrão” em português

‘Status Atual’ estreia no Teatro dos Grandes Atores, no Barra Square

Ator Leon Borghes encena peça musical teen

Sparkling Festival: evento de vinhos acontece no Rio e em São Paulo

Serão cerca de 30 espaços de vinícolas brasileiras e importadoras, mais ou menos 350 rótulos, muitas boas opções de gastronomia e diversas atrações culturais.

Vasco da Gama sofre gol no fim e cede empate para o Goiás, veja os gols

Em São Januário, equipe carioca saiu na frente com gol de Guarín, e Esmeraldino marcou no fim com Oswaldo Henríquez, contra: 1 a 1

Região sudeste tem a gasolina mais cara do país

Conforme levantamento realizado pela ValeCard em cerca de 20 mil estabelecimentos em todo o território nacional, o combustível mais caro é encontrado no Rio de Janeiro e o mais barato, em São Paulo

Importação de cigarro eletrônico pode ser considerada contrabando

Projeto de lei em tramitação na Câmara dos Deputados prevê pena de dois a cinco anos de reclusão para quem cometer a infração

China disponibilizará US$ 100 bilhões para governo brasileiro

Foco dos investimentos é a área da infraestrutura

Alerj se reúne com PGE em busca de solução para concursados da SEAP

Na ocasião, Rômulo Carvalho, da comissão dos concursados de 2006, disse que os candidatos já passaram por todos os requisitos

Prefeitura do Rio aprimora sistema de alerta sobre temporais

Toda a rede de saúde estará preparada para o atendimento à população.