A equipe Tricolor realizou na manhã de quarta-feira os últimos ajustes para a partida contra o Flamengo, nesta quinta-feira às 20h, no Estádio Nilton Santos, pela semifinal da Taça Rio. Após comandar as atividades no CT da Barra, o técnico Abel Braga falou em coletiva de imprensa sobre os preparativos para o confronto. O treinador projetou uma partida difícil para as duas equipes e garantiu um Fluminense fiel ao esquema tático adotado desde o início da temporada para tentar neutralizar o adversário. Quanto à escalação, Abel fez mistério, mas mostrou satisfação com as opções que tem em seu plantel.

ESCALAÇÃO
O treinador procura acertar na estratégia, mas ele nunca pode estar certo da escalação. Ele tem que ter dúvida. Eu quero que os jogadores me deixem com essa dúvida. Hoje um dos jogadores de maior regularidade é o Ayrton. Tenho o Marlon exatamente como ele terminou o ano passado, não como ele começou esse ano. Tanto que o Ayrton passou a ser titular. Gostei muito da atuação do Léo, é um jogador que me deixa dormir tranquilo. No meio temos Jádson, Richard, Douglas e Sornoza, não tenho dor de cabeça. Também não tive dor de cabeça em nível de zagueiros, mais uma vez o Frazan provou que é um grande jogador. Onde eu preciso encorpar é ali da intermediária ofensiva para o gol adversário.

- Publicidade -

ESQUEMA TÁTICO
Estamos jogando dessa maneira desde a Florida Cup, não vamos mudar nada. O Paulo Carpegiani, que já jogou contra nós, apesar de ter usado outra equipe, ele que tem que saber aquilo que vai usar, nossos pontos fortes e fracos. Não tem como mudar. Talvez mudar nomes, mas a maneira de jogar, nem pensamos nisso.

DOURADO
Ele é um amigo, agora está do outro lado, mas é um profissional. Vai procurar fazer o melhor para a equipe dele e nós vamos procurar fazer o melhor para a nossa. Vamos fazer de tudo para ele fazer um jogo ruim, mas sem nenhuma rivalidade pessoal, porque aqui ele só fez amigos. Comentei com os jogadores sobre as características dele, onde gosta de se posicionar e como gosta de receber a bola. Vamos jogar com muita seriedade e muita calma, porque nós sabemos o valor do time que está do outro lado. Vamos tentar neutralizar isso.

DE AMORES
Temos que ver com o departamento médico, mas pelo visto, foi na outra coxa. Mas ele é bom goleiro, muito rápido, fez bons jogos com a gente. Tem uma relação boa com o grupo, trabalha forte. Estou muito satisfeito com o Júlio César esse ano. Acho que o Rodolfo  também provou domingo passado tudo que foi dito sobre o desempenho dele no Atlético-PR. E também temos o Marcos, que voltou a ser o Marcos que conheci entre 2011 e 2012.