in

Após eliminação, Abel Braga cobra reforços para o Fluminense

O técnico Abel Braga lamentou a eliminação do Fluminense na Copa do Brasil para o Avaí por 1 a 0, na noite desta quinta-feira na Ressacada, mas elogiou a postura do time. Para Abel, mesmo jogando com a pressão da torcida adversária, o Fluminense buscou o caminho do gol e viu a partida ser decidida no detalhe.

SENTIMENTO
A gente lamenta muito, mas paciência, estamos todos tristes, eles estão muito tristes porque trabalharam muito. Às vezes você trabalha certo, às vezes trabalha errado. Hoje nos decepcionamos pela eliminação, mas não pela vontade, pela garra, pela luta. A gente sente na alma.

REFORÇOS

O Fluminense está seguindo um caminho dentro daquilo que tem possibilidade. Tem que reforçar mais, é natural. Temos um grupo de jogador de linhas de 23, 24 jogadores. Isso como ano passado com 10 formados na base. Isso no futebol brasileiro é muito pouco, primeira ou segunda divisão. Sabemos que tem que chegar mais gente se passasse ou não de fase – disse.

ESFORÇO
É a segunda derrota do time titular no ano, as duas pro Avaí. Queríamos uma sorte melhor, nos esforçamos bastante, queríamos ter dado uma satisfação melhor para o nosso torcedor que veio e incentivou muito, mas hoje as finalizações foram poucas e o domínio não foi suficiente.

ANÁLISE
Empatar ou perder era a mesma coisa para a gente, tínhamos que tirar a vantagem e acho que jogamos o suficiente para isso, principalmente no primeiro tempo e até o momento da segunda expulsão. Eles vieram mais atrás no segundo tempo, nosso domínio continuava, mas a bola chegava no fundo e passava, isso é uma situação que temos que melhorar muito.

O JOGO
Terminar o primeiro tempo empatado foi injusto. No segundo tempo, quando teve a expulsão, já mudamos a postura mesmo sem mexer no time, voltamos a ter domínio. O que ficou claro é que alguns jogadores meus não tem características de entrar na área, fica mito desigual. Coloquei o Dudu para ter mais um jogador de referência na área.

DUDU
Na minha opinião, ele não foi imaturo, não tinha nem tocado na bola, não tinha feito nenhuma falta. O árbitro foi extremamente rigoroso, mas de toda maneira, estava 0 a 0 e com dois jogadores a menos, o campo aumentou para os dois lados. Quando coloquei o Matheus Alessandro, que abriu bem o espaço, nós sofremos o gol, aí ficou complicado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

0

Comentários

0 Comentários

Conselho Regional de Farmácia do Rio faz ato contra EAD na área da saúde

Kaskade libera “Cold as Stone”, com participação de Charlotte Lawrence