Martín Silva é um dos destaques do Vasco na Libertadores- Foto: Carlos Gregório Jr/Vasco.com.br - Diário Carioca
Martín Silva é um dos destaques do Vasco na Libertadores- Foto: Carlos Gregório Jr/Vasco.com.br

Na noite desta terça-feira (13/03), em São Januário, o Vasco da Gama disputará a primeira partida pela fase de grupos da Conmebol Libertadores 2018. Bicampeão da América, o Gigante da Colina mede forças com a Universidad de Chile, em jogo que fecha a rodada inaugural da Chave 5, composta também por Cruzeiro e Racing (ARG). O duelo será transmitido para todo país pelo canal por assinatura Fox Sports.

Embalado pelos mais recentes resultados obtidos na temporada, o Almirante terá força máxima diante da La U. Todos os titulares estão à disposição de Zé Ricardo para o confronto com os chilenos.

O treinador, entretanto, não revelou qual será a escalação inicial para a partida, mas se mostrou otimista e garantiu que o time vascaíno buscará apresentar o mesmo futebol que encantou a todos na fase preliminar do mais importante torneio continental.

Nela, não custa lembrar, o Cruzmaltino disputou quatro jogos e obteve três vitórias, duas diante do Universidad Concepción (CHI) e outra sobre o Jorge Wilstermann (BOL). Os bolivianos chegaram a tirar a invencibilidade da equipe de São Januário na partida de volta, porém acabaram sendo superados nas penalidades em noite inspirada do goleiro e capitão Martín Silva, que fechou o gol e defendeu três cobranças.

O único entrave para que o Vasco tivesse uma preparação tranquila contra a La U, foram os problemas decorrentes de uma virose que abateu oito jogadores do elenco, incluindo Martín Silva, Yago Pikachu, Paulão, Thiago Galhardo e Paulinho.

Os jogadores apresentaram náusea e vômitos, no domingo e alguns jogadores chegaram a ter diarreia, o que é mais grave para os jogadores, por causa da desidratação que provoca no organismo. Medicados, a maioria apareceu para treinar ontem já recuperada.

Já Thiago Galhardo e Paulinho apresentaram quadros piores e o atacante de 17 anos, inclusive, precisou ser encaminhado ao Hospital Samaritano, em Botafogo, Zona Sul do Rio. Paulinho fez exames e tomou soro intravenal para se reidratar. Em seguida, retornou ao hotel onde o time está concentrado.

Rival do Vasco da Gama na Colina Histórica, a Universidad de Chile venceu a última edição do Campeonato Chileno e possui uma equipe de bastante qualidade. A La U conta em seu elenco com atletas experientes, que acumulam passagens pelo futebol europeu e/ou por seleções sul-americanas. O zagueiro Rafael Vaz, o volante Felipe Seymour e o atacante Maurício Pinilla, inclusive, já chegaram a vestir a camisa cruzmaltina.

– Uma competição como essa a exige organização, comprometimento e personalidade. Temos uma equipe muito batalhadora, que sabe das suas limitações e também da sua capacidade. Chegamos para fazer essa estreia em casa muito fortes. Temos o entendimento do tamanho e da importância da Libertadores. O Vasco é uma equipe grande e com bastante tradição, então temos que pensar grande. Teremos uma equipe com muita personalidade em campo – afirmou o treinador Zé Ricardo.

A partida desta noite será a quarta entre Vasco da Gama e Universidad de Chile na história. O retrospecto aponta dois empates e uma vitória da La U. Será a primeira vez, entretanto, que os clubes se enfrentarão pela Conmebol Libertadores. Ao longo de sua história no torneio, vale ressaltar, o Gigante da Colina jamais foi superado por um time chileno. São quatro vitórias e dois empates em seis jogos disputados.